Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7941
Tipo: Tese
Título: Propagação in vitro de orquídeas sem a utilização de câmara de fluxo laminar
In vitro propagation of orchids without using laminar flow
Autor(es): Rodrigues, Donizetti Tomaz
Abstract: Há uma grande demanda por técnicas de laboratório mais simples e de menor custo e por procedimentos mais acessíveis a orquidófilos que não têm o embasamento teórico necessário à utilização de métodos usuais de produção seminífera e clonal de orquídeas in vitro. Neste trabalho, três experimentos foram conduzidos com os objetivos de avaliar a desinfestação química com hipoclorito de sódio (NaClO) de sementes e de tecidos de orquídeas para a produção de mudas in vitro, e testar a utilização de seringa descartável para o cultivo de tecidos, de modo a dispensar, em todos os casos, o uso de câmara de fluxo laminar. No primeiro experimento, sementes de Cattleya intermedia foram tratadas com seis concentrações de NaClO, variando de 1,2 a 4.800 mg L-1 de NaClO e semeadas utilizando-se dois métodos de cultivo: inoculação de sementes em frascos via seringa descartável, através de um furo em tampa de frascos de vidro, ou, abrindo-se o frasco, retirando-se a tampa, e colocando as sementes sobre o meio. Em ambos os métodos, as sementes foram inoculadas via 2 mL de suspensão semente-NaClO. Estes métodos foram comparados com o tradicional (controle), conduzido em câmara de fluxo laminar; com as sementes previamente desinfestadas com NaClO na concentração de 2.400 mg L -1 , corresponde a 100 mL L -1 de água sanitária comercial (ASC), e enxaguadas em H 2 O, mas sem a aplicação de NaClO aos meios nos frascos com as sementes. No segundo experimento, estudou-se a eficiência de concentrações de NaClO, variando de 1.200 a 6.000 mg L -1 (50 a 250 mL L -1 de ASC) aplicadas nos meios de cultura, na ausência ou presença de carvão ativado, em comparação à utilização de câmara de fluxo laminar sem a aplicação, neste caso, de NaClO nos meios, com os tecidos (explantes). Foram utilizados explantes de duas espécies de orquídeas: Arundina bambusifolia e Epidendrum ibaguenses. No terceiro experimento, estudou-se a utilização de seringa descartável, em substituição à câmara de fluxo laminar, utilizando três meios (MS1/2, GB5 e VW) e duas concentrações de três reguladores de crescimento (TDZ, ANA e BAP), para a obtenção de mudas de Phalaenopis spp. e de um híbrido de Dendrobium nobile, via cultura de tecidos. Como tratamento controle, utlizou-se o meio MS1/2 com 1,0 mg L -1 de TDZ em tubos de ensaio, com os explantes cultivados em condições normais, utilizando-se de câmara de fluxo. Não houve contaminação dos meios de cultura inoculados com a suspensão semente – NaClO. A presença do NaClO nas menores concentrações promoveu maior taxa de germinação e crescimento das plantas, em relação à sua não utilização (tratamento controle). A câmara de fluxo laminar mostrou-se desnecessária em relação à desinfestação feita com NaClO no meio de cultura. A aplicação de NaClO sobre o meio de cultura inoculado com os tecidos das plantas promoveu eficiente controle da contaminação. As maiores concentrações de NaClO causaram redução no crescimento das plantas. O uso de carvão ativado promoveu melhores resultados em termos de produção de plantas mas, por outro lado, a contaminação foi maior em sua presença. A utilização de seringa descartável mostrou-se viável para a propagação vegetativa das plantas. Embora, com alguns efeitos médios significativos, a diferença entre meios de cultura, reguladores de crescimento e suas concentrações apresentaram tendência geral para a similaridade dos dados de crescimento das plantas, evidenciando a possível simplificação dos procedimentos de desinfestação e cultivo.
There is a great demand for simpler and less costly laboratory techniques and for more accessible procedures for orchid breeders who do not have the necessary theoretical basis to use the traditional seed and clone production methods of orchids in vitro. In this study, three experiments were conducted with the purpose of evaluating chemical disinfection with sodium hypochlorite (NaClO) of orchid seeds and tissues for seedling production in vitro, and to test the use of disposable syringes for tissue culture, to dispense with the use of laminar flow in all cases. In the first experiment, seeds of Cattleya intermedia were treated with six NaClO concentrations between 1.2 and 4,800 mg L -1 NaCl, seeded by two methods: seed inoculation in glass jars with a disposable syringe through a hole in the lid, or by opening the jar, removing the lid, and placing the seeds on the medium. In both methods, seeds were inoculated in 2 mL seed – NaClO suspension. These methods were compared with the traditional (control) method, using laminar flow. After previous disinfection with NaClO at a concentration of 2400 mg L -1 , corresponding to 100 mL L -1 commercial bleach (CB), the seeds were rinsed in H 2 O, but without NaClO application to the media in the jars with the seeds. In the second experiment the effectiveness of NaCl concentrations between 1200 and 6,000 mg L -1 (50–250 mL L -1 CB) for the tissues (explants) was tested, applied to culture media in the absence or presence of activated carbon, in comparison with the use of laminar flow without the NaClO application to the media. Explants of two orchid species, Arundina bambusifolia and Epidendrum ibaguenses, were used. The third experiment tested the use of disposable syringes, instead of laminar flow, in three media (MS1/2, GB5 and VW) and with two concentrations of three growth regulators (TDZ, NAA and BAP) for obtaining Phalaenopis spp. seedlings and a Dendrobium nobile hybrid by tissue culture. In the control treatment, the MS1/2 medium was used with 1.0 mg L -1 TDZ in test tubes, and the explants were cultured under normal conditions, using a flow chamber. No contamination was observed in the culture media inoculated with seed – NaClO suspension. At low NaClO concentrations the germination and plant growth rates were higher than in absence of NaClO (control). In comparison, it was found that the application of NaClO dispensed with the use of laminar flow. The contamination control with NaClO application to the culture medium inoculated with the plant tissues was efficient. The highest NaClO concentrations resulted in reduced plant growth. The use of activated carbon led to the best results in terms of plant production while on the other hand, contamination was higher in their presence. The use of disposable syringes was feasible for the vegetative propagation of plants. However, with some significant mean effects, the difference between culture media, growth regulators and their concentrations generally tended to data similarity regarding plant growth, suggesting a possible simplification of the sterilization and cultivation procedures.
Palavras-chave: Orquideas - Propagação in vitro
Epidendrum
Dendrobium
Tecidos vegetais - Culturas e meios de cultura
Orquídea
CNPq: Floricultura
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: RODRIGUES, Donizetti Tomaz. Propagação in vitro de orquídeas sem a utilização de câmara de fluxo laminar. 2009. 50f. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7941
Data do documento: 22-Dez-2009
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo660,46 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.