Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7944
Tipo: Dissertação
Título: Influência da suplementação de enzimas exógenas no valor nutricional do farelo de soja para frangos de corte
Influence of the supplementation of exogenous enzymes in the nutritional value of soybean meal for broilers
Autor(es): Silva, Diego Ladeira da
Abstract: O objetivo com este trabalho foi avaliar o efeito da inclusão de enzimas exógenas em dois farelos de soja provenientes de diferentes regiões (Minas Gerais – MG e Rio Grande do Sul – RS) no desempenho de frangos de corte de 1 a 21 dias de idade e na determinação dos coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos e nos valores de energia metabolizável corrigido pelo balanço de nitrogênio em frangos de corte. Foram realizados três experimentos no setor de avicultura da Universidade Federal de Viçosa. Os dois primeiros experimentos foram realizados para determinar os coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos (CDAA) e os valores de energia metabolizável (EM). Para determinação dos valores de EM utilizou-se a coleta total de excretas com frangos de corte. Os animais foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado com 11 tratamentos, 8 repetições e 6 aves por unidade experimental totalizando 528 aves da linhagem Cobb 500 de 14 a 24 dias de idade. Foram avaliados dois farelos de soja (MG e RS) suplementados ou não com as enzimas Prot1, Prot 2, VP e Proact formando um arranjo fatorial 5x2 + 1 tratamento referencia). Para determinação dos coeficientes de digestibilidade dos aminoácidos (CDAA) utilizou-se a coleta ileal de digesta com frangos de corte. Utilizou-se o mesmo delineamento experimental e os mesmos tratamentos do ensaio anterior. Um grupo de aves (Tratamento 11) foi alimentado com uma dieta isenta de proteína (DIP), de modo a determinar a excreção de aminoácidos endógenos. O farelo de soja de origem de MG teve valor maior (p<0,05) de energia metabolizável aparente (EMA) e de energia metabolizável aparente corrigida por balanço de nitrogênio (EMAn) com valores de 3188 Kca/Kg e 2700 Kcal/Kg na matéria seca respectivamente. A enzima Proact proporcionou maior retenção de nitrogênio (p<0,05) quando adicionada no farelo de soja proveniente do RS com 62,52% de retenção de nitrogênio. De forma geral o farelo de soja de MG suplementado com a enzima Proact proporcionou os melhores coeficientes de digestibilidade (p<0,05). Além de a enzima Proact melhorar a homogeneidade dos coeficientes de digestibilidade entre os farelos de soja. A carboidrase VP foi a enzima depois da protease Proact que obteve melhores (p<0,05) CDAA. Entretanto as proteases Prot 1 e Prot 2 não promoveram melhoras significativas (p<0,05) nos CDAA. O terceiro ensaio foi realizado para avaliar o desempenho das aves onde foram utilizados 1920 pintos machos da linhagem Cobb 500 de 1 a 21 dias de idade das aves. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 12 tratamentos e 8 repetições de 20 aves por unidade experimental. Os tratamentos se constituirão de dois diferentes farelos de soja suplementados ou não com as enzimas Prot1, Prot 2, VP e Proact mais um controle positivo para cada farelo de soja formando um fatorial 5x2 + 2. O farelo de soja oriundo do RS promoveu melhores resultados nas variáveis de desempenho estudadas (p<0,05). As aves, submetidas aos tratamentos sem enzima ou com suplementação das enzimas Prot1, Prot2, VP e Proact tiveram desempenhos semelhantes, independentes do tipo de farelo de soja.
The objective of this study was to evaluate the effect of inclusion of exogenous enzymes in two soybean meals from different regions (Minas Gerais - MG and Rio Grande do Sul - RS) on performance of broilers from 1 to 21 days old, on amino acid digestibility, and nitrogen-corrected metabolizable energy values in broilers. Three trials were conducted at the poultry farm of the Animal Science Department of the National Federal University of Viçosa. The first two experiment were conducted to determine the amino acid digestibility coefficients (AADC) and metabolizable energy (ME). To determine ME values, was used the total collection method with broilers. The animals were distributed in a completely randomized design into 11 treatment, with 8 replicates and 6 birds each, totaling 528 Cobb 500 broilers from 14 to 24 days old, for evaluating a soybean meal (SBM) from the Rio Grande do Sul (RS), and another one from Minas Gerais (MG) supplemented or not with enzymes: Prot1, Prot 2, VP and Proact, forming a 5x2 factorial arrangement (5 enzymes x 2 SBM + 1 control). To determine the AADC, ileum-collected digesta method to was used; and the same experimental design, and the same treatments of the previous test. One group of birds (treatment 11) fed with a protein-free diet (PFD) in order to determine the endogenous amino acid excretion. The MG soybean meal had higher value (p<0.05) of apparent metabolizable energy (AME) and apparent nitrogen- corrected metabolizable energy (AMEn), with values of 3188 Kcal/ kg and 2700 kcal /kg of DM, respectively. The Proact enzyme had highest proportion of N retention (p<0.05), when added to the SBM from the RS, with 62.52% of N retention. Generally, the Proact-supplemented SBM from MG gave the higher digestibility coefficients (p<0.05). Additionaly, the Proact enzyme improved the homogeneity of the digestibility coefficients between the soybean meals evaluated. The VP (carbohydrase) gave, after Proact (protease), higher (p<0.05) AADC. However, Prot1 and Prot2 did not promote improvements (p<0.05) on AADC. The third trial was carry out to evaluate the performance of the birds, which were used 1920 Cobb 500 male chicks from 1 to 21 days of old. Birds were distributed according to a randomized block design into 12 treatments, with 8 repetitions of 20 birds each. The treatments consisted of two different SBM with 5 enzymes, plus one positive control (PC) for each SBM, forming a 5x2 + 2 factorial arrangement. Soybean meal from RS promoted better results in performance variables (p<0.05). Treatments added or not with enzyme did no influence (p>0.05) on performance variables.
Palavras-chave: Frango de corte - Alimentação e rações
Nutrição animal
Enzimas na nutrição animal
Soja como farelo
Digestão
CNPq: Nutrição e Alimentação Animal
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SILVA, Diego Ladeira da. Influência da suplementação de enzimas exógenas no valor nutricional do farelo de soja para frangos de corte. 2016. 47 f. Dissertação/ (Mestrado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7944
Data do documento: 18-Fev-2016
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo483,37 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.