Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8079
Tipo: Tese
Título: Características estruturais do pasto, composição química e desempenho de novilhos em pastagem de Brachiaria decumbens cv. Basilisk adubada com nitrogênio
Structural characteristics of pasture, chemical composition and performance of calf grazing nitrogen fertilized Brachiaria decumbens cv. Basilisk
Autor(es): Moreira, Luciano de Melo
Abstract: Avaliou-se uma pastagem de Brachiaria decumbens cv. Basilisk (capim- braquiária) em lotação contínua e na mesma intensidade de pastejo. O experimento foi realizado em dois anos agrícolas consecutivos (dezembro a abril de 2001/2002 e de 2002/2003), e os tratamentos consistiram de quatro doses de nitrogênio (N) (75, 150, 225 e 300 kg/ha.ano), parceladas em três vezes com 1/3 das doses, em três meses de avaliação no primeiro ano (fevereiro, março e abril) e em cinco meses no segundo ano (dezembro, janeiro, fevereiro, março e abril). O delineamento foi em blocos casualizados com duas repetições (piquetes). Também, realizaram-se análises econômica e de sensibilidade para avaliar a viabilidade da adubação nitrogenada no sistema de produção em pastagem. No primeiro ano, a demografia de perfilhos vivos não foi alterada pelos meses de avaliação, porém, no segundo, houve influência e superioridade das médias nos meses de março e abril. A população de perfilhos mortos, por sua vez, foi mais elevada em abril, nos dois anos do experimento. A adubação nitrogenada promoveu resposta linear positiva à demografia de perfilhos vivos, registrando-se médias de 1.496 e 2.199 e de 1.545 e 3.145 perfilhos/m2, nas doses de 75 e 300 kg/ha, nos dois anos, respectivamente. Maiores proporções de lâminas foliares foram constatadas em março do primeiro ano e dezembro e janeiro do segundo. Entretanto, não houve diferenças marcantes em proporções de colmos na pastagem em função dos meses de avaliação, nos dois anos. De maneira geral, as doses de N não influenciaram as proporções de lâminas foliares e a RLC, mas as proporções de colmos aumentaram e as de material morto diminuíram linearmente na pastagem, no segundo ano. O IAF do pasto foi superior em março e abril no primeiro ano e em fevereiro e março no segundo. Também houve resposta do IAF em função de N, variando de 2,74 e 4,28 e de 2,76 e 4,39, nas doses de 75 e 300 kg/ha, nos dois anos, respectivamente. A TAcMS sofreu pouca influência dos meses de avaliação, registrando-se médias inferiores apenas no mês de abril, no primeiro e no segundo ano. Porém, com relação à influência da adubação nitrogenada, respostas lineares positivas foram constatadas, registrando-se TAcMS de 51,6 e 116,9 e de 120,7 e 153,1 kg/ha.dia, nas doses de 75 e 300 kg/ha, nos dois anos, respectivamente. Quanto à composição química do capim-braquiária, os teores de PB no mês de fevereiro foram superiores aos dos demais meses, nos dois anos. Também, houve respostas lineares positivas nos teores de PB em função de N em todos os meses, nos dois anos. Os teores de FDN, FDA e lignina foram alterados pelos meses de avaliação nos dois anos. Em contrapartida, não houve influência do N nesses constituintes da parede celular, nos dois anos. De maneira semelhante, os coeficientes de DIVMS foram pouco alterados em função dos meses de avaliação, mas, quando houve resposta, o mês de abril, nos dois anos, apresentou médias mais baixas que os outros meses. Em relação à adubação nitrogenada, não houve respostas, registrando-se média geral de 54,6% nos coeficientes de DIVMS do capim-braquiária. Nos dois anos, as DMST e DMSV aumentaram de forma linear em função de N, estimando-se valores de DMST variando de 6.782,1 e 8.456,1 kg/ha e de 7.655,5 e 9.761,5 kg/ha, no primeiro e no segundo ano, respectivamente, nas doses de 75 e 300 kg/ha. A adubação nitrogenada aumentou linearmente o consumo potencial de lâminas foliares, que compuseram proporções variando de 62,6 e 73,7% e de 42,4 e 55,4% da dieta total, nas doses de 75 e 300 kg/ha, nos dois anos. Entretanto, não houve influência das doses de N no consumo potencial de colmos pelos animais, registrando-se médias de 21 e 29% do componente presente na dieta, nos dois anos. Houve aumentos nos teores de proteína bruta (PB) da forragem potencialmente consumível em função de N, estimando-se valores de 9,9 e 14,5% e de 9,6 e 13,6%, nas doses de 75 e 300 kg/ha. Porém, não houve influência das doses de N nos teores de FDN da forragem potencialmente consumível, com médias de 72,9 e 76,3%, nos dois anos. Apenas no primeiro ano o coeficiente de digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS) da forragem potencialmente consumível foi alterado pela adubação, estimando-se valor mínimo de 73,1% com a dose de 153,9 kg/ha de N. De forma geral, observou-se que a composição química da forragem potencialmente consumível foi pouco alterada em função de N, o que leva, portanto, à conclusão de que a qualidade da dieta depende diretamente da seletividade de pastejo que o animal consegue imprimir e, em menor grau, do nível de N aplicado, quando se mantém a mesma pressão de pastejo nos diferentes tratamentos. A adubação nitrogenada aumentou a capacidade de suporte (CS) da pastagem, estimando-se valores de 3,6 e 5,3 UA/ha e de 3,7 e 5,2 UA/ha, nas doses de 75 e 300 kg/ha, respectivamente, nos dois anos. Entretanto, não ocorreu influência das doses de N no ganho de peso individual dos novilhos (GMD). Entretanto, o ganho de peso do animal vivo (GPV) por área (GANHO/ha) aumentou linearmente com as doses de N, estimando-se valores de 404,2 e 737,9 kg/ha e de 619,7 e 1.008,4 kg/ha, respectivamente nas doses de 75 e 300 kg/ha, nos dois anos. Quanto às eficiências de respostas, os valores foram de 1,5 e 1,7 kg.ha de GPV/kg.ha de N, estimados no primeiro e segundo anos, respectivamente. O lucro (LU) por área (180 dias) teve comportamento quadrático no primeiro e no segundo ano, estimando-se valores máximos de R$ 300,0/ha e R$ 468,4/ha, respectivamente, nas doses estimadas de 204,5 e de 269,3 kg/ha de N aplicadas. A dose de máxima eficiência econômica (DMEE) apresentou comportamento linear negativo com o aumento do preço do kg de N (PN), no primeiro e no segundo ano, estimando-se valores de 252,8 e 148,9 kg/ha e de 401,2 e 112,6 kg/ha de N, respectivamente, nos PN de 0,6 e 1,6 equivalente kg de boi gordo. Para viabilizar a adubação nitrogenada nos sistemas de produção idealizados, os níveis críticos de eficiência da adubação (NCEA), no primeiro e segundo anos, respectivamente, deverão ser de 1,26 e de 1,22 kg.ha de boi gordo produzido/kg.ha de N aplicado, considerando-se custos de R$ 2,27 e de R$ 2,19 para cada kg de N aplicado, respectivamente, e com o preço do kg de boi gordo em R$ 1,797 (R$ 53,90/@).
Brachiaria decumbens cv. Basilisk in continuous stocking was evaluated at the same grazing intensity. The experiment was carried out in two consecutive agriculture years (from December to April, 2001/2002 and 2002/2003). The treatments consisted in four rates of nitrogen (N) (75, 150, 225 e 300 kg/ha.year), split in three times at 1/3 of the doses, in three evaluation months in the first year (February, March and April) and in five months in the second year (December, January, February, March and April). It was used a random block design with two replicates (pickets). Economic and sensitivity analyses were carried out to evaluate the viability of nitrogen fertilization in the pasture production system. The demography of living tillers was not altered by the evaluation months; however, the means influenced and were higher in March and April. The population of dead tillers was higher in April in both experimental years. Nitrogen fertilization promoted a positive linear response to the demography of living tillers with means of 1,496 and 2,199 and 1,545 and 3,145 tillers/m2, at the doses of 75 and 300 kg/ha, in both years, respectively. Higher proportions of leaf blades were found in March in the first year and in December and January in the second year. However, there were no great differences regarding to proportion of culms in the pasture according to the evaluation months, in both years. Overall, doses of N did not influence proportion of leaf blades and RLC, on the hand, proportion of culms increased and dead matter linearly decreased on pasture in the second year. Leaf area index of the pasture was higher in March and April in the first year and in February and March in the second year. There was also a response from LAI according to N, ranging from 2.74 to 4.28 and from 2.76 to 4.30 at the doses of 75 and 300 kg/ha, in both years, respectively. TAcMS was little influenced in the evaluation years with records of lower means only in April in the first and second year. However, regarding to the influence of nitrogen fertilization, it was found positive linear responses with records of TAcMS of 51.6 and 116.9 and 120.7 and 153.1 kg/ha.day at the doses of 75 and 300 kg/ha, in both years, respectively. In relation to chemical composition of the brachiaria, contents of CP in February were higher than the other months in both years. Moreover, there were positive linear responses in the contents of CP according to the N in all months in both years. Contents of NDF, ADF and lignin were altered in the evaluation months in both years. On the other hand, N did not affect such constituents of cell wall in both years. Similarly, coefficients of DIVMS were little altered according to the evaluation months but when there was a response, April, in both years, presented lower means than the other months. Regarding to nitrogen fertilization, there were no responses, with a record of an overall mean of 54.6% for the coefficients of DIVMS of brachiaria. In both years, DMST and DMSV linearly increased according to N, estimating values of DMST ranging from 6,782.1 and 8,456.1 kg/ha and 7,655.5 and 9,761.5 kg/ha in the first and second year, respectively, at the doses of 75 and 300 kg/ha. Nitrogen fertilization linearly increased the potential intake of leaf blades, which composed proportions ranging from 62.6 to 73.7% and from 42.4 to 55.4% of the total diet at the doses of 75 and 300 kg.ha in both years. Nevertheless, doses of N did not affect potential intake of culms by the animals, with records of 21 and 29% of the component present in the diet, in both years. Increases were found in the amount of crude protein (CP) of the potential edible forage according to the N, with estimated values of 9.9 and 14.5% and 9.6 and 13.6%, at the doses of 75 and 300 kg/ha. Doses of N did not influence the contents of NDF in the potentially edible forage, with means of 72.9 and 76.3% in both years. The in vitro dry matter coefficient of digestibility (INDMCD) of the potentially edible forage was affect by fertilization, with an estimated minimal value of 73.1% with the dose of 153.9 kg/ha of N. Overall, it was found that chemical composition of the potentially edible forage was little changed according to the N, which leads to the conclusion that the quality of the diet directly depends on grazing selectivity by the animal and to the level of N applied when the same grazing pressure is maintained in the different treatments. Nitrogen fertilization increased the pasture caring capacity (CC), with estimated values of 3.6 and 5.3 UA/ha and 3.7 and 5.2 UA/ha, at the doses of 75 and 300 kg/ha, respectively, in both years. However, doses of N did not influence individual weight gain of calves (DWG). Nevertheless, live weight gain (LWG) per area (Gain/ha) linearly increased according to the doses of N with estimated values of 404.2 and 737.9 kg/ha and 619.7 and 1,008.4 kg/ha, respectively at the doses of 75 and 300 kg/ha, in both years. For the efficiencies of responses, the values were 1.5 and 1.7 kg.ha of LWG/kg.ha of N, estimated in the first and second years, respectively. The profit (P) per area (180 days) had quadratic behavior in the first and second year, with maximal estimated values of R$ 300.0/ha and R$ 468.4/ha, respectively, at estimated doses of 204.5 and 269.3 kg/ha of N applied. The maximum dose of economic efficiency (DMEE) presented a negative linear behavior as the price of the kg of N (NP) rose in the first and second year, estimating values of 252.8 and 148.9 kg/ha and 401.2 and 112.6 kg/ha of N, respectively in NP of 0.6 and 1.6 kg equivalent of cattle. To make the production of nitrogen fertilizer in idealized systems feasible, critical levels of efficiency of fertilization (NCEA) should be 1.26 and 1.22 kg.ha of cattle produced/kg.ha of N applied in the first and second years, respectively, considering costs of R$ 2.27 and R$ 2.19 for each kg of N applied, respectively, and the price per kilogram of live cattle at R $ 1.797 (US$53.90/ha).
Palavras-chave: Gramínea - Produtividade - Capim-braquiária
Adubação nitrogenada
Análise econômica - Análise de sensibilidade
Taxa de lotação animal - Ganho de peso
CNPq: Fisiologia de Plantas Forrageiras
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MOREIRA, Luciano de Melo. Características estruturais do pasto, composição química e desempenho de novilhos em pastagem de Brachiaria decumbens cv. Basilisk adubada com nitrogênio. 2005. 160f. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8079
Data do documento: 25-Fev-2005
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo735,48 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.