Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/82
Tipo: Dissertação
Título: Perfil de desenvolvimento dos municípios mato-grossenses: uma análise comparativa entre os que plantaram e não plantaram soja, 2000 e 2010
Título(s) alternativo(s): Profile of development of municipalities in Mato Grosso: a comparative analysis among those who planted and not planted soybeans, 2000 and 2010
Autor(es): Castro, Lucas Siqueira de
Primeiro Orientador: Lima, João Eustáquio de
Primeiro coorientador: Silva Júnior, Aziz Galvão da
Segundo coorientador: Mattos, Leonardo Bornacki de
Primeiro avaliador: Cirino, Jader Fernandes
Abstract: A expansão da soja para o Estado do Mato Grosso a partir da segunda metade do século XX trouxe um padrão de desenvolvimento considerado por muitos concentrado e desigual sob as perspectivas econômicas, sociais e ambientais. Assim sendo, este estudo procurou diferenciar o processo de desenvolvimento dos municípios do Mato Grosso com base na soja, buscando quantificar e classificar a evolução dos municípios que plantaram e que não plantaram tal cultura entre os anos de 2000 e 2010. Visando identificar os fatores explicativos que levaram ao desenvolvimento diferenciado, aplicou-se a análise fatorial exploratória, em virtude do grande número de variáveis envolvidas, obtendo-se cinco fatores: medida da qualidade de vida (F1), efeitos do plantio da soja (F2), perspectivas gerais de desenvolvimento (F3), perspectivas do desenvolvimento econômico (F4) e perspectivas do desenvolvimento ambiental (F5). Com os escores fatoriais, construiu-se um Índice Geral de Desenvolvimento Socioeconômico (IGDSE) para mensurar tais desigualdades. Para o ano de 2000, de acordo com o IGDSE, os municípios que empregavam a soja em suas atividades se desenvolveram em média cerca de 20,46% a mais que os municípios que não plantaram tal cultura. Em 2010, esses municípios apresentaram uma evolução média ainda maior de 23,37%. Na tentativa de traçar perfis de desenvolvimento para os municípios mato-grossenses foi feita uma análise de cluster de casos, objetivando formar grupos homogêneos. Os grupos formados de melhor resultado, tanto para o ano de 2000 quanto para 2010, compreenderam os municípios que mais plantaram soja nos seus respectivos anos, nas regiões Oeste, Médio-Norte e Sudeste, reforçando o transbordamento da cultura entre eles. Como apoio ao desenvolvimento dos municípios, o Estado e o Governo Federal devem levar em consideração políticas públicas que sanem essas desigualdades e melhorem como um todo os níveis de desenvolvimento regional, sejam estas desigualdades relacionadas à expansão dessa cultura ou atreladas a outras atividades.
Soy expansion for the State of Mato Grosso from the second half of the twentieth century brought a pattern of development considered by many to concentrate and uneven on prospects economic, social and environmental. Therefore, this study sought to differentiate the process of development of municipalities in Mato Grosso based in soybeans, seeking to quantify and classify the evolution of the municipalities that planted and not planted this culture between the years 2000 and 2010. To identify explanatory factors that have led to diverse development, it was applied to exploratory factor analysis, due to the large number of variables involved, resulting in four factors: measure of quality of life (F1), effects for soybean (F2), general perspectives of development (F3), prospects of economic development (F4) and environmental development perspectives (F5). With the factor scores, we built a General Index of Socioeconomic Development (IGDSE) to measure such inequalities. For the year 2000, according to IGDSE, municipalities that employed soy in their activities have developed an average of 20.46% more of the municipalities that did not plant this culture. In 2010, these counties had a greater average change of 23.37%. In an attempt to trace development profiles for municipalities in Mato Grosso was made a cluster analysis of cases, which owned the purpose of forming homogeneous groups, and the groups formed, both for 2000 and for 2010, the best results gathered municipalities more planted soybeans in their respective years in the regions West, Medium North and Southeast, reinforcing the overflow of culture between these. In order to support the development of the municipalities, the State and the Federal Government should consider policies that decrease these inequalities and to improve as a whole the levels of regional development, be they related to the expansion of this culture or linked to other activities.
Palavras-chave: Soja
Desenvolvimento econômico
Estatística multivariada
Soybean
Economic development
Multivariate statistical
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Mestrado em Economia Aplicada
Citação: CASTRO, Lucas Siqueira de. Profile of development of municipalities in Mato Grosso: a comparative analysis among those who planted and not planted soybeans, 2000 and 2010. 2013. 74 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/82
Data do documento: 31-Jul-2013
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.