Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8252
Tipo: Dissertação
Título: Plantas alimentícias não convencionais em comunidades ribeirinhas na Amazônia
Unconventional food plants in riverside communities in the Amazon
Autor(es): Chaves, Mariane Sousa
Abstract: Plantas alimentícias não convencionais (PANC) são aquelas que possuem uma ou mais partes com importância alimentar, mesmo que atualmente em desuso pela maior parte da população. Com o objetivo de registrar o conhecimento sobre as plantas alimentícias não convencionais em comunidades tradicionais no baixo Tapajós foi realizado por meio da observação participante e de entrevistas semiestruturadas um levantamento etnobotânico com 47 famílias, distribuídas em três comunidades da Reserva Extrativista Tapajós- Arapiuns. Foram identificadas 80 espécies, pertencentes a 64 gêneros e 33 famílias botânicas. A maioria das espécies são árvores frutíferas nativas da Amazônia. Os produtos são, oriundos de florestas de terra-firme, capoeiras, fragmentos florestais, quintais, roças e florestas de igapó, consumidos in natura ou preparados de formas variadas e disponíveis para o consumo, principalmente de fevereiro a agosto, durante a estação chuvosa. O índice de importância relativa da bacaba (Oenocarpus bacaba) foi 100%, citada por todos os informantes. Os dados obtidos indicaram que a população desta região, possui uma forte relação com as PANC e detêm de um conhecimento importante para a sobrevivência e conservação da biodiversidade.
Unconventional food plants (PANC), known in English as forgotten vegetable, are those that have one or more parties importante as food, even if they are currently not used for most of the population. In order to register the knowledge of unconventional food plants in traditional communities in the lower Tapajós it was carried out an ethnobotanical survey using participant observation and semi-structured interviews. The survey using 47 families distributed in three communities, located in the Extractive Reserve (Resex) called Tapajós-Arapiuns. We identified 80 species, belonging to 64 genera and 33 botanical families. Most species are fruit trees native of the Amazon Biome. The products are mainly collected in upland forests, secondary forests, forest fragments, backyards, gardens and igapó forests and they are eaten raw or prepared in various ways and available for consumption, especially February-August, during the rainy season. The relative importance index of bacaba (Oenocarpus bacaba) was 100%, cited by all respondents. The data indicated that the population of this region has a strong relationship with the forgotten vegetable and hold an important knowledge for the survival and conservation of biodiversity.
Palavras-chave: Etnobotânica - Amazônia
Comunidades tradicionais - Alimentos
Ecologia agrícola
Agrobiodiversidade
CNPq: Nutrição
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CHAVES, Mariane Sousa. Plantas alimentícias não convencionais em comunidades ribeirinhas na Amazônia. 2016. 108 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8252
Data do documento: 10-Mai-2016
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo5,35 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.