Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8415
Tipo: Tese
Título: Florística e etnobotânica de Leguminosae Adans. na Serra do Brigadeiro, Minas Gerais, Brasil
Floristics and ethnobotany of Leguminosae Adans. at Serra do Brigadeiro, Minas Gerais state, Brazil
Autor(es): Siqueira, Lívia Constâncio de
Abstract: Leguminosae Adans. é a terceira maior família entre as angiospermas, apresenta distribuição cosmopolita, com centro de diversidade nos trópicos. Conta com aproximadamente 19.325 espécies e está subdividida em três subfamílias: Caesalpinioideae, Mimosoideae e Papilionoideae. No Brasil, ocorrem 2.753 espécies, destas, 964 ocorrem na Floresta Atlântica, sendo 11 endêmicas deste domínio e 528 em Minas Gerais. A família é de grande importância econômica sendo utilizada como alimentação, madeira, sombra, ornamental, lenha, medicinal e adubo, além de outros usos. O trabalho consiste no levantamento florístico e etnobotânico das espécies de Leguminosae ocorrentes no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB). O Parque está localizado na Zona da Mata Mineira, nas latitudes 21° e 20°21’S e longitudes 42°20’ e 42°40’W, e detém grandes áreas dos remanescentes da Floresta Atlântica. Este estudo está apresentado em dois capítulos. No primeiro objetivou-se conhecer a composição florística das Leguminosae ocorrentes nas diferentes fitofisionomias do PESB, bem como, a elaboração de chave para identificação, ilustrações botânicas, comentários com caracteres diagnósticos, de distribuição geográfica, hábito, períodos de floração e frutificação das espécies. No segundofoi realizado o levantamento etnobotânico das espécies de Leguminosae utilizadas por comunidades rurais localizadas próximas às portarias da Sede do Parque, nos municípios de Araponga e Fervedouro, entorno do PESB, identificando as categorias de uso estabelecidas pelos informantes e analisando a importância relativa dessas espécies. No primeiro capítulo foram realizadas coletas mensais de material botânico no período de junho de 2011 a março de 2014. Para cada indivíduo amostrado, foram coletados ramos férteis submetidos à herborização de acordo com técnicas em botânica e depositados no acervo do Herbário VIC. A identificação taxonômica foi realizada com base na análise dos caracteres morfológicos, consultas à literatura especializada, comparação com material de herbário e envio a especialistas quando necessário. Foram identificadas 79 espécies, distribuídas em 33 gêneros e 12 tribos. Papilionoideae foi à subfamília mais representativa, com 39 táxons específicos e infra-específicos, seguida por Mimosoideae (26 táxons) e Caesalpinioideae (14 táxons). Os táxons arbóreos predominaram no PESB representando 41% das espécies, seguido das lianas e trepadeiras (21%), subarbustos (15%), arbustos (11,5%) e ervas (10%). Das espécies levantadas no estudo taxonômico, 34 foram mencionadas no estudo etnobotânico (Capítulo II) para algum tipo de utilidade pelas comunidades do entorno do PESB. As informações etnobotânicas foram obtidas através de 23 entrevistas semi- estruturadas e abertas nas quais os informantes foram escolhidos através do método bola de neve. As entrevistas ocorreram sob a forma de turnê guiada. Os dados foram analisados de forma qualitativa e quantitativa. No total foram citadas 56 espécies de Leguminosae agrupadas em 14 categorias de usos. Papilionoideae foi a mais citada com 27 espécies úteis (12 gêneros), seguida de Mimosoideae com 17 espécies (9 gêneros) e Caesalpinioideae com 10 espécies (7 gêneros). Foram estabelecidas 14 categorias de uso, das quais oito são êmicas (alimento para o homem, alimento para animais, lenha, cerca, móveis para casa, cerca viva, grudar e medicinal) e seis éticas (sem uso, construção, místico, tecnologia, ornamental e outros usos). “Alimento para o homem” e “Construção” foram as categorias que mais se destacaram em relação às outras, com 16 espécies citadas para cada. No total, “alimento para o homem” se destacou com 78 citações. Foram citadas 11 espécies de Leguminosae com maior importância de uso, destacando-se Mimosoideae com cinco espécies, Papilionoideae com quatro espécies e Caesalpinioideae com apenas duas espécies. Jacaré (Piptadenia gonoacantha (Mart.) J. F. Macbr.) foi à espécie com maior concordância de uso (71,4%), sendo a mais reconhecida pelos informantes com um total de 21 citações. Devido à diversidade de Leguminosae utilizadas por comunidades rurais de Araponga e Fervedouro, pode-se concluir que a preservação dessas espécies é de grande importância para a manutenção das atividades diárias destes povos e para a conservação da biodiversidade da flora do PESB e seu entorno, bem como a valorização do conhecimento tradicional a respeito do uso das plantas. Leguminosae mostrou-se importante nas mais diversas categorias de uso e os informantes envolvidos no estudo possuem conhecimento sobre a vegetação, contribuindo para o saber tradicional.
Leguminosae Adans. is the third largest angiosperm family. It has a cosmopolitan distribution, its center of diversity being located in the tropics. It has ca. 19,325 species and is subdivided in three subfamilies: Caesalpinioideae, Mimosoideae and Papilionoideae. In Brazil, there are 2,741 species, 957 of which occur in the Atlantic Rainforest, 11 of them being endemic to this domain, and 528 in Minas Gerais. The family has a high economic importance, being used as food, wood, shade, ornamental, firewood, medicinal and fertilizer, among others. This work consists of the florist and ethnobotanical study of the Leguminosae species occurring at Serra do Brigadeiro State Park (SBSP). The park is located at the Zona da Mata Mineira (Forest Region of Minas Gerais state), between latitudes 21° and 20°21’S and longitudes 42°20’ and 42°40’W, and encompasses large areas of Atlantic Rainforest remnants. This study is divided into two chapters. The first one aimed to assess the floristic composition of the Leguminosae occurring across the SBSP phytophysiognomies, as well as to elaborate an identification key, botanical illustrations, and comments with diagnostic characters, geographical distribution, habit, and flowering and fructification periods of the species. The second chapter aimed to perform the ethnobotanical study of the Leguminosae species used by rural communities located near the park entrance, at Araponga and Fervedouro municipalities, on the SBSP surroundings, identifying the categories of use reported by the informants and analyzing the relative importance of these species. For the study reported in the first chapter, collections of botanical material were made on a monthly basis from June 2011 through March 2014. From each sampled individual, fertile branches were collected and herborized according to usual botanical techniques and deposited in the VIC Herbarium collection. Taxonomic identification was made based on the analysis of morphological characters, review of specialized literature, comparison with herbaria material and assistance of specialists, whenever necessary. A total of 79 species were identified, distributed among 33 genera and 12 tribes. The Papilionoideae was the most representative subfamily, with 39 specific and infra-specific taxons, followed by Mimosoideae (26 taxons) and Caesalpinioideae (14 taxons). The tree taxons were predominant at SBSP, representing 41% of the species, followed by lianas and vines (21%), subshrubs (15%), shrubs (11.5%) and herbs (10%). Thirty-four species sampled in the taxonomic study were mentioned in the ethnobotanical one (Chapter II). The ethnobotanical data were obtained through 23 open semi-structured interviews, the informants of which were chosen through the snowball method. The interviews were made in the form of guided tours. Data was analyzed both quantitatively and qualitatively. Overall, 56 Leguminosae species were reported, which were grouped in 14 categories of use. The Papilionoideae was the most cited subfamily, with 27 useful species (12 genera), followed by the Mimosoideae, with 17 species (9 genera) and the Caesalpinioideae, with 10 species (7 genera). Fourteen categories of use were established, eight of which are emic (human food, animal food, firewood, fence, furniture, hedge, binding and medicinal) and six of which are ethical (no use, construction, mystical, technology, ornamental and other uses). “Human food” and “construction” were the largest categories, with 16 species reported to each. Overall, the former had 78 citations. Eleven Leguminosae species with the highest importance of use were cited: five Mimosoideae, four Papilionoideae and two Caesalpinioideae. “Jacaré” (Piptadenia gonoacantha (Mart.) J. F. Macbr.) was the species with the highest concordance of use (71.4%), being the most reported one by the informants, with a total of 21 citations. In view of the diversity of the Leguminosae used by rural communities from Araponga and Fervedouro municipalities, the preservation of these species is greatly important to the maintenance of the daily activities of these peoples and to the conservation of the flora biodiversity on SBSP and its surroundings, as well as to the valorization of traditional knowledge regarding plant use. Leguminosae was revealed to be important in several categories of use. The informants involved in the study have knowledge on the local vegetation that contributes to their traditional knowledge.
Palavras-chave: Fabaceae
Biodiversidade
Mata Atlântica
CNPq: Botânica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SIQUEIRA, Lívia Constâncio. Florística e etnobotânica de Leguminosae Adans. na Serra do Brigadeiro, Minas Gerais, Brasil. 2015. 155f. Tese (Doutorado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8415
Data do documento: 23-Fev-2015
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.