Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8449
Tipo: Dissertação
Título: Space and art – interrelations between architecture and contemporary art at Inhotim
Autor(es): Valente, Liz Fagundes Oliveira
Abstract: This thesis is the result of a phenomenological research study, where the object of the research is the interrelations between architecture and contemporary artistic expressions at Inhotim. The theory of phenomenology acknowledges that the sensory experience of space is also unique function of space. In architecture it is demonstrated through the manipulation of material and immaterial elements of space in order to produce an impact on the human senses. Since the consolidation of contemporary art, particularly post-object1 art such as environment, site-specific, new media, installations and others that convey sensorial experiences, the need to preserve the relationship between the work and its place has strengthened. Changes in what/how art is have interfered in how art spaces are. Therefore, through the case of the Inhotim, the central matter that this thesis seeks to address is how the changes of paradigms in the arts brought about new architectural conformations that better accommodate contemporary art. This work is organized in three scales of analysis of this interrelation: (1) the scale of the artistic fact in relation to space; (2) the scale of the gallery in relation to the artistic fact; and, (3) the scale of the whole physical space of the museum, approaching Inhotim as whole, reading into its path- oriented form, its created landscapes and architectural set. The term “post-object” was extracted from CARRIER, D. The art museum today. Curator: The museum journal. Volume 54, Issue 2, pages 181–189, April 2011.
A presente dissertação é o resultado de uma pesquisa fenomenológica, onde o objeto de pesquisa são as inter-relações entre a arquitetura e as expressões artísticas contemporâneas em Inhotim. A teoria da fenomenologia entende que a experiência sensorial do espaço é também uma função singular da arquitetura. Em arquitetura ela é demonstrada pela manipulação de elementos materiais e imateriais do espaço, a fim de produzir um impacto nos sentidos humanos. Desde a consolidação da arte contemporânea, particularmente da arte pós- objeto2 como arte ambiental, site-specific, new media, instalações e outras que promovem experiências sensoriais, tem se fortalecido a necessidade preservação das relações entre a obra e seu lugar. Mudanças no caráter essencial da arte, como a arte é, tem interferido no formato coerente dos espaços para arte. Portanto, por meio do estudo de caso do Inhotim, a questão central que direciona esta dissertação é como as mudanças nos paradigmas nas artes trouxeram novas conformações arquitetônicas que melhor acomodam a arte contemporânea. Este trabalho é organizado em três escalas de análise dessa inter-relação: (1) a escala do “fato” artístico em relação ao espaço; (2) a escala da galeria em relação ao fato artístico; e, (3) a escala de todo espaço físico do museu, analisando Inhotim como um todo, lendo sua forma que é orientada por percursos, suas paisagens construídas e seu conjunto arquitetônico. O termo “pós-objeto” foi extraido do CARRIER, D. The art museum today. Curator: The museum journal. Volume 54, Issue 2, p. 181–189, Abril de 2011.
Palavras-chave: Arquitetura
Fenomenologia
Inhotim
Musesus
Arte comtemporânea
CNPq: Arquitetura e Urbanismo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: VALENTE, Liz Fagundes Oliveira. Space and art – interrelations between architecture and contemporary art at Inhotim. 2016. 113f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8449
Data do documento: 18-Abr-2016
Aparece nas coleções:Arquitetura e Urbanismo

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo3,84 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.