Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8451
Tipo: Dissertação
Título: A modernização da agricultura e o emprego rural em Minas Gerais - transformações da década de setenta
Autor(es): Cavalcanti, Ana Elizabeth Solon
Abstract: 0 presente estudo se propôs a analisar as transformações das re lações de trabalho no campo e do nível e sazonalidade do emprego rural e suas relações com o processo de alteração da base tecno-econômica da produção agrícola no Estado de Minas Gerais, durante a década de 70. Essa proposta de estudo surgiu a partir do reconhecimento da gra_ vidade da situação do êxodo rural em Minas Gerais. Essa situação é muito mais séria que a situação média nacional e coloca o problema do emprego rural como uma questão social que exige soluções. 0 objetivo do estudo Foi o de fornecer informações que possam servir de base para futuros estudos sobre as causas das transformações do emprego rural e das relações de trabalho no campo ou para estudos que pretendam propor soluções para o problema da mão-de-obra rural em Minas Gerais. A análise dos resultados revelou que, no período analisado, a mo dernização agrícola pode ser relacionada a intensificação da sazonalida de do trabalho rural e a substituição das demais relações de trabalho pela relação de assalariamento puro, permanente ou temporário. A queda do nível do emprego rural relacionou-se, no entanto, a processos de estagnação e/ou desorganização econômica do setor agrícola e não ao processo de modernizagao, no Estado de Minas Gerais. Pode-se di zer, então, que em Minas Gerais, os primeiros processos reduzem muito mais a capacidade do setor agrícola de reter a mão-de-obra rural do que o processo de modernização agrícola, o que confere especificidades próprias a transformação capitalista da agricultura mineira. Sugere-se, portanto, que quaisquer medidas no sentido de solucio nar a questão do êxodo rural em Minas Gerais devam passar pela recuperação e crescimento econômico do setor agrícola, como forma de aumentar a capacidade de retenção de mão-de-obra por esse setor; pela redução dos níveis de pobreza rural, de modo a evitar que a população rural seja obrigada a abandonar o setor agrícola por insuficiência de condições econômicas de se manter no setor, e, finalmente, pela reversão do processo de concentração fundiária, dada a relevância desse processo na redução do número de estabelecimentos rurais e consequente expulsão da mão-de-obra retida nesses estabelecimentos.
Palavras-chave: Modernização agrícola - Minas Gerais
Relações de trabalho na agricultura
Emprego rural - Minas Gerais
CNPq: Extensão Rural
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CAVALCANTI, Ana Elizabeth Solon. A modernização da agricultura e o emprego rural em Minas Gerais - transformações da década de setenta . 1985. 107 f. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 1985.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8451
Data do documento: 20-Dez-1985
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo23,34 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.