Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8464
Tipo: Dissertação
Título: Resistência à oxacilina e à vancomicina em Staphylococcus aureus e estafilococos coagulase negativos de diferentes origens
Vancomycin and oxacillin resistance in Staphylococcus aureus and coagulase negative staphylococci from different sources
Autor(es): Oliveira, Rodrigo Coelho de
Abstract: Os determinantes de resistência aos antimicrobianos vancomicina e oxacilina foram investigados em 264 bactérias do gênero Staphylococcus originados de salame fermentado, de bovinos acometidos com mastite e de casos clínicos humanos. Todos os isolados foram sensíveis ao antibiótico vancomicina e não apresentaram o gene vanA. Dos 57 isolados de salame fermentado, houve um predomínio de CNS, estafilococos coagulase negativos , (89,5%) sobre Staphylococcus aureus (10,5%) e apenas um isolado apresentou-se resistente à oxacilina pelo método de difusão em disco e seu mecanismo de resistência foi proveniente da atividade da -lactamase de expectro extendido). Noventa e cinco isolados de mastite bovina foram submetidos ao teste de atividade da enzima coagulase, predominando a espécie de S. aureus (68,5%), sobre os CNS (32,5%) e ao teste de sensibilidade in vitro, obtendo-se 14 resistentes a oxacilina, sendo dois isolados apresentando o gene mecA e outros 11 atividade de ESBL, predominando este mecanismo de resistência. Dos espécimes clínicos, 52,7% foram CNS e 47,3% S. aureus constituindo 112 isolados, sendo 103 resistentes à oxacilina. Destes, 67 possuíam o gene mecA, 71 apresentaram atividade de ESBL e 40 isolados ambos os mecanismos de resistência. Entre os da espécie S. aureus, predominou a presença do gene mecA como o provável fator de resistência, enquanto nos isolados de CNS, a atividade de ESBL foi mais significativa como possível determinante de resistência. Cinco isolados de origem humana e um de leite mastítico não tiveram seu mecanismo de resistência elucidado, sugerindo ser linhagens MODSA (modified penicillin-binding protein S. aureus) ou outro mecanismo de resistência. Os resultados demonstraram a maior prevalência de resistência a antimicrobianos entre os isolados relacionados a espécimes clínicos humanos seguidos daqueles de vacas mastíticas, bem como a diversidade em possíveis mecanismos de resistência.
The determinants of antimicrobial resistance oxacillin and vancomycin were investigated on 264 Staphylococcus bacteria of the genus originated from fermented sausage, ill with bovine mastitis cases in humans. All isolates were sensitive to the antibiotic vancomycin and not had the vanA gene. Of the 57 isolates of fermented sausage, there was a predominance of CNS, coagulase negative staphylococci, (89.5%) on Staphylococcus aureus (10.5%) and only one isolated presented itself resistant to oxacillin by the disk diffusion method, and its mechanism of resistance was coming from the activity of the enzyme ESBL ( -lactamase-spectrum extended). Ninety-five isolates of bovine mastitis were submitted to the test of coagulase activity of the enzyme, most kinds of S. Aureus (68.5%) on the CNS (32.5%) and the test sensitivity in vitro, obtaining 14 resistant to oxacillin and two isolated presenting the mecA gene and 11 other activity of ESBL, mainly this mechanism of resistance. Two clinical specimens, were 52.7% and 47.3% CNS S. Aureus isolates constituting 112, and 103 resistant to oxacillin. Of these, 67 had the mecA gene, 71 showed activity of ESBL and 40 isolates both mechanisms of resistance. Among the species S. Aureus, the predominant presence of the mecA gene as the likely source of resistance, while in isolated from CNS, the activity of ESBL was more significant as a possible determinant of resistance. Five isolates of human origin and a milk mastítico not have its mechanism of resistance clear, suggesting strains be MODSA (modified penicillin-binding protein S. aureus) or other mechanism of resistance. The results showed a higher prevalence of resistance to antimicrobial among isolates related to human clinical specimens followed those of cows mastíticas, and the diversity in possible mechanisms of resistance.
Palavras-chave: Staphylococcus aureus
Oxacilina
Vancomicina
Antibióticos - Resistência em microrganismos
CNPq: Microbiologia Agrícola
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: OLIVEIRA, Rodrigo Coelho de. Resistência à oxacilina e à vancomicina em Staphylococcus aureus e estafilococos coagulase negativos de diferentes origens. 2007. 52f. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8464
Data do documento: 21-Dez-2007
Aparece nas coleções:Microbiologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo563,81 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.