Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8480
Tipo: Dissertação
Título: Efeito da composição química de Lycopersicon hirsutum f. glabratum (PI 134417) sobre a traça-do-tomateiro Tuta absoluta
Effect of the chemical composition of Lycopersicon hirsutum f. glabratum (PI 134417) on tomato leaf miner Tuta absoluta
Autor(es): Magalhães, Sérgio Tinôco Verçosa de
Abstract: Tridecan-2-ona (2-TD) e undecan-2-ona (2-UD), presentes no tomateiro- selvagem Lycopersicon hirsutum f. glabratum (PI 134417), atuam como principais fatores de resistência a diversas pragas do gênero Lycopersicon, nos EUA. Entretanto, apesar de o tomateiro-selvagem demonstrar resistência contra Tuta absoluta, os aleloquímicos 2-TD e 2-UD ainda não são comprovadamente considerados fatores de resistência. O presente trabalho objetivou obter dados sobre fatores de resistência química desse tomateiro, através da identificação dos componentes presentes no extrato hexânico das folhas de L. hirsutum f. glabratum, bem como avaliar sua toxicidade sobre T. absoluta. Outro objetivo foi determinar curvas de concentração-mortalidade dos padrões 2-TD e 2-UD. Sementes do tomateiro-selvagem foram plantadas na Horta Nova da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, MG, e, aos 120 dias de idade, as folhas foram extraídas com hexano por seis horas. O hexano foi evaporado e o resíduo, fracionado por coluna cromatográfica de sílica-gel, usando-se solventes de polaridades diversas. As frações com composição química similar foram agrupadas em 29 subfrações e analisadas, por cromatógrafo, em fase gasosa/espectrometria de massas (CG/EM), tendo sido possível identificar 2-TD, 2-UD, trans-cariofileno, α-humuleno e outros compostos. Verificou-se que, em 8 das 29 subfrações, os principais componentes foram 2-TD e 2-UD e uma subfração continha trans-cariofileno e α-humuleno. A toxicidade de todas as 29 subfrações foi avaliada mediante o emprego de larvas de 2o ínstar de T. absoluta, verificando-se que 7 subfrações, das 8 que continham 2-TD e 2-UD, foram significativamente mais tóxicas do que as outras (Scott-Knott, p < 0,05). A partir desses resultados, bem como dos da literatura, pode-se concluir que 2-TD e 2-UD são os principais fatores de resistência a T. absoluta presentes no extrato hexânico de L. hirsutum f. glabratum. A partir de dados das curvas de concentração-mortalidade, verificou-se que 2-TD é mais tóxico que 2-UD e que ocorreram interações antagonistas e neutras de 2-UD sobre 2-TD, dependendo das suas concentrações.
Tridecan-2-ona (2-TD) and undecan-2-ona (2-UD) present in the wild tomato variety Lycopersicon hirsutum f. glabratum (PI 134417) were shown to be resistance factors against several Lycopersicon pests found in the USA. However, despite the fact that the variety L. hirsutum f. glabratum is known to be resistant to Tuta absoluta attack, 2-TD and 2-UD have not been conclusively shown to be the major resistance factors. The objective of this work was to obtain data on chemical resistance factors by identifying the chemical constituents of the hexane extract of L. hirsutum f. glabratum leaves and determining its toxicity against T. absoluta. Another objective was to determine the mortality-concentration curves of 2-TD and 2-UD standards and their mixtures. The seeds of L. hirsutum f. glabratum were planted in Horta Nova of the Universidade Federal de Viçosa and at 120 days, the leaves were extracted with hexane for 6 hours. The residue obtained after evaporation of the solvent was fractioned on a silica gel column using solvents of increasing polarities. Fractions of similar compositions (TLC) were combined to obtain a total of 29 subfractions which were analyzed by gas chromatography/mass spectrometry (GC/MS). The compounds 2-TD, 2-UD, trans-carophyllene and α-humulene were identified along with other compounds. Also, 8 of 29 subfractions contained 2-TD and 2-UD as the principal compounds while only one contained trans-carophyllene and α-humulene. The toxicity of all the 29 subfractions was evaluated using 2° instar T. absoluta larvae and it was found that 7 of 8 subfractions containing 2-TD and 2-UD were significantly more toxic than the other fractions (Scott-Knott test, p<0.05). Based on this study and others in the literature it appears that 2-TD and 2-UD are the principal resistance factors present in the hexane extract of L. hirsutum f. glabratum leaves against T.absoluta. The mortality- concentration data on 2-TD and 2-UD and in mixtures showed that 2-TD is more toxic than 2-UD and that antagonistic and neutral interactions of 2-UD on 2-TD occurred, depending upon their concentrations.
Palavras-chave: Tomate
Tridecan-2-ona
Undecan-2-ona
Tuta absoluta
Lycopersicon hirsutum f glabratum
Resistência à traça do tomateiro
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MAGALHÃES, Sérgio Tinôco Verçosa de. Efeito da composição química de Lycopersicon hirsutum f. glabratum (PI 134417) sobre a traça-do-tomateiro Tuta absoluta. 1998. 67f. Dissertação (Mestrado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 1998.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8480
Data do documento: 9-Fev-1998
Aparece nas coleções:Agroquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo265,01 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.