Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/853
Tipo: Tese
Título: Respostas da comunidade de formigas à fragmentação de habitats
Título(s) alternativo(s): Response of ant community to habitat fragmentation
Autor(es): Guerra Sobrinho, Tathiana
Primeiro Orientador: Schoereder, José Henrique
Primeiro coorientador: Souza, Og Francisco Fonseca de
Segundo coorientador: Sperber, Carlos Frankl
Primeiro avaliador: Louzada, Júlio Neil Cassa
Segundo avaliador: Lopes, Frederico Santos
Abstract: A fragmentação de habitats tem sido apontada como uma das principais causas de alterações na riqueza, abundância e composição de espécies em ambientes tropicais. O objetivo da tese foi testar hipóteses relativas a alterações no número e composição de espécies de formigas devido a mecanismos biológicos gerados pela fragmentação florestal. Os principais testados foram: invasão por espécies da matriz, colonização e extinção, efeitos de borda e de forma. Os dados do primeiro e segundo artigo foram coletados, respectivamente em17 e 18 fragmentos na região de Viçosa com áreas variando de 3 a 300 ha e em dez pastagens ao redor destes. As coletas nos fragmentos foram realizadas durante três anos consecutivos, o que permitiu o estudo das taxas de extinção local e colonização, enquanto as coletas na matriz foram realizadas apenas em um dos três anos. Foram usadas armadilhas do tipo pitfall com diferentes iscas e as coletas foram feitas com três diferentes níveis de amostragem de acordo com a área dos fragmentos. Para a realização do terceiro artigo foram feitas coletas em dez fragmentos com áreas variando entre 3 e 100 ha aproximadamente, nos quais foram feitas dez amostras de 1m2 de serapilheira na borda e dez no centro. A serapilheira foi peneirada e colocada num extrator de Winkler para a extração das formigas. A área e o isolamento dos fragmentos foram determinados a partir de fotos aéreas. Quando foi usado esforço amostral proporcional observou-se aumento do número de espécies com aumento da área dos remanescentes. Além disso, fragmentos menores mostraram- se mais homogêneos em termos de composição de espécies do que os maiores e potencialmente mais sujeitos à invasão por espécies de matriz, uma vez que apresentaram, proporcionalmente, um maior número de espécies em comum com a matriz que os grandes. Embora o grau de isolamento não tenha influenciado na taxa de colonização, as taxas de extinção local foram maiores nos fragmentos menores, padrão que pode ser explicado pela menor densidade populacional apresentada pelas formigas nestes remanescentes. Ainda que as taxas de colonização não tenham variado, formigas generalistas colonizam mais freqüentemente os fragmentos pequenos, enquanto formigas especialistas de florestas colonizam mais os grandes. Também há diferenças em relação às taxas de extinção, sendo que formigas generalistas apresentam uma maior extinção dentro dos fragmentos que as especialistas, independentemente da área. Há mais espécies de formigas no centro do que na borda dos fragmentos e não se observou aumento do número de espécies à medida que se distancia da borda. Conclui-se, portanto, que a fragmentação causa alterações na composição de espécies de formigas e que estas alterações são mais pronunciadas em fragmentos pequenos, os quais sustentam populações menores e estão mais sujeitos à invasão e a efeitos de borda e de forma, uma vez que apresentam uma maior borda relativa.
Habitat fragmentation has been pointed as a main cause of changes of species richness, abundance and composition in tropical environments. This thesis aimed to test hypotheses relative to alterations of ant species richness and composition generated by forest fragmentation. The mechanisms tested were: invasion by matrix species, colonization and extinction, and edge and shape effects. Data from the first and second paper presented were collected in 17 ad 18 remnants, respectively, in the region of Viçosa, varying from 3 to 300 ha and in ten pastures around the remnants. Sampling have been carried out during three consecutive years, allowing the study of the local extinction and colonization rates, whereas sampling in the matrix occurred in only one of these three years. Baited pitfall traps were used and the number of samples in the remnants was proportional to their areas. Sampling of the third paper of this thesis were carried out in ten remnants with areas ranging from 3 to 100 ha, in which ten 1m2 samples of litter were collected in the edge of the remnants, and other ten in the center of the remnants. Litter samples were sifted and put into a Winkler extractor, to remove the ants. Remnant areas and isolation were determined using aerial photographs. Proportional sampling showed an increase of species richness with increase of remnant area. Furthermore, smaller remnants were more homogeneous in species composition than larger remnants, and potentially more invasion-prone by matrix species, because they presented proportionally more species in common with the matrix than larger remnants. Even though the degree of isolation has not influenced the colonization rate, the local extinction rates were higher in the smaller remnants, pattern that may be explained by the smaller ant population density in these remnants. Although the colonization rates did not vary with remnant area, generalist ants colonized more frequently the smaller remnants, whereas specialist ants colonized more the larger remnants. There were also differences in relation to the extinction rates within remnants, and generalist ants presented higher extinction in the forests, independently of their areas. There were higher species richness in the center than remnants edge, and there were no relationship between species richness and the distance from the forest edge. Concluding, forest fragmentation caused alterations on ant species composition and these changes are more pronounced in smaller remnants, which sustain smaller populations and are more prone to invasion and to edge and shape effects, because they present a higher relative edge.
Palavras-chave: Fragmentação de habitats
Diversidade de espécies
Formicidae
Conservação da natureza
Habitat fragmentation
Species diversity
Formicidae
Nature conservation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Doutorado em Entomologia
Citação: GUERRA SOBRINHO, Tathiana. Response of ant community to habitat fragmentation. 2005. 70 f. Tese (Doutorado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/853
Data do documento: 3-Fev-2005
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,76 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.