Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8547
Tipo: Tese
Título: O uso do perfil UML Geoprofile como base para a interoperabilidade entre modelos conceituais de banco de dados geográficos
The Use of UML Geoprofile as basis for the interoperability among conceptual geographic database models
Autor(es): Ferreira, Thiago Bicalho
Abstract: As pesquisas na área de modelagem conceitual de banco de dados geográficos produziram diversos modelos conceituais e muitas ferramentas Computer-aided software engineering (CASE) específicas. Uma consequência de não se ter um modelo comum é a falta de interoperabilidade entre os esquemas de banco de dados geográficos. A interoperabilidade pode acontecer de forma vertical e horizontal. A interoperabilidade vertical diz respeito ao nível de abstração Model Driven Architecture (MDA) que um esquema pode assumir. Assim, um esquema conceitual Platform Independent Model (PIM) é transformado em um esquema dependente de plataforma Platform Specific Model (PSM) que é então transformado em código fonte. A interoperabilidade horizontal está ligada a possibilidade de um esquema de dados conceitual poder ser visualizado com construtores de diferentes modelos conceituais. A interoperabilidade de esquemas é importante, pois facilita a comunicação entre projetistas de diferentes equipes, possibilita a integração de diferentes projetos e o reuso de soluções já testadas e validadas. Para mostrar a interoperabilidade horizontal e vertical de esquemas é necessário utilizar um ambiente onde as características dos construtores do modelo possam ser replicadas. Características como restrições, ícones gráficos e formato da classe devem ser mantidas. O ambiente também deve oferecer recursos para mostrar de forma automatizada a interoperabilidade horizontal e vertical de esquemas. A ferramenta Enterprise Architect, através da tecnologia Model Driven Generation oferece estes recursos. Este trabalho descreve um método que mostra ser possível alcançar interoperabilidade horizontal e vertical de esquemas de dados geográficos, utilizando o perfil UML GeoProfile como modelo conceitual intermediário. Exemplos de esquemas conceituais de dados, extraídos da literatura, são transformados horizontalmente entre diferentes modelos conceituais. Para mostrar a equivalência dos esquemas, transformações verticais são realizadas, produzindo esquemas de banco de dados equivalentes no nível de código fonte.
Researches on geographic database conceptual modeling have produced several conceptual models and many specific Computer-aided software engineering (CASE) tools. One consequence of there not being a common model is the lack of interoperability among geographic database schemas. Interoperability may occur vertically or horizontally. Vertical interoperability concerns the level of Model Driven Architecture (MDA) abstraction a schema may have. Thus, a PIM (Platform-Independent Model) conceptual schema is transformed into a dependent PSM (Platform-Specific Model) schema, which is then transformed into source code. Horizontal interoperability in linked to the possibility of a conceptual data schema being visualized with constructs of different conceptual models. Schema interoperability is important since it facilitates the communication among designers from different teams and enables integration of different projects and the reuse of previously tested and validated solutions. In order to show the horizontal and vertical schema interoperability, one must use an environment where the characteristics of the model’s constructs can be replicated. Characteristics such as restrictions, graphical icons, and class format must be kept. The environment must also provide resources to automatically show the horizontal and vertical schema interoperability. The Enterprise Architect tool, through the Model Driven Generation technology, offers such resources. This study describes a method that shows it is possible to reach horizontal and vertical interoperability of geographic data schemas using UML GeoProfile as an intermediate conceptual model. Examples of conceptual data schemas, extracted from the literature, are horizontally transformed among different conceptual models. In order to show the schemas are equivalent, vertical transformations are carried out, which produce database schemas equivalent to the source code.
Palavras-chave: Sistemas de informação geográfica - Banco de dados
UML (Computação)
CNPq: Ciência da Computação
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FERREIRA, Thiago Bicalho. O uso do perfil UML Geoprofile como base para a interoperabilidade entre modelos conceituais de banco de dados geográficos. 2016. 120f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8547
Data do documento: 13-Mai-2016
Aparece nas coleções:Ciência da Computação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo5,2 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.