Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8762
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos do flavonóide crisina, xantona e das proteínas de soja e caseína no peso corporal e nos lipídeos sanguíneos e hepáticos de coelhos
Efects of flavonoid chrysin, xanthone and soya protein and casein in body weight and serum and hepatic lipids of rabbits
Autor(es): Percegoni, Nathércia
Abstract: As anormalidades lipídicas são de grande importância, devido a sua ligação com a doença vascular aterosclerótica e com a doença cardíaca coronariana. Assim, objetivou-se comparar os efeitos da ingestão do flavonóide crisina, xantona, caseína e proteína de soja sobre a diminuição do colesterol e suas frações, triglicerídeos e glicose, sorológicos, deposição lipídica no tecido hepático e redução do peso corporal total. Coelhos da raça albino foram divididos durante 30 dias nos seguintes grupos: colesterol + ácido cólico + ração (hipercolesterolêmicos) e ração pura (controle), em todos os três experimentos, sendo que no primeiro experimento houveram mais 2 grupos, um para colestiramina e outro para crisina, no segundo experimento, um para caseína, um para proteimax e outro para colestiramina e, no terceiro experimento, um para xantona, além daqueles mencionados anteriormente. Os níveis de colesterol plasmático, triglicerídeos, LDL-c e HDL-c foram medidos, no 16° e 31° dias de experimento, utilizando kits enzimáticos e os resultados foram expressos em mg/dL. Foram analisadas amostras de tecido hepático, sendo os cortes fixados em historesina e paraplast. Observou-se a indução significativa de hipercolesterolemia nos animais que receberam ração + colesterol + acido cólico. Foi verificada redução nas taxas de colesterol, LDL-c, HDL-c, triacilgliceróis e glicose, menor deposição de gotículas de gordura nos hepatócitos bem como uma redução no peso corporal nos animais que receberam crisina. Conclui-se que a ingestão do flavonóide crisina exerceu proteção contra o aumento do colesterol plasmático e a deposição de triacilgliceróis nos hepatócitos evitando a esteatose e, conseqüente, degeneração hepática. Ainda, exerceu um efeito preventivo no ganho de peso corporal total. No segundo experimento, verificou-se maior aumento de colesterol, LDL-c e triglicerídeos no grupo que recebeu caseína, bem como maior deposição de gotículas de gordura nos hepatócitos, em comparação com o grupo que recebeu proteimax. Em contrapartida, houve aumento proporcional aos níveis de colesterol total nos níveis de HDL para o grupo que recebeu proteimax. Observou-se ainda redução no peso corporal total desencadeado pela proteína de soja. Verificou-se que a ingestão de maior quantidade de proteína vegetal na dieta em substituição a proteína animal, pode ser um fator de prevenção ao ganho de peso corporal, aumento do colesterol plasmático e a deposição de triacilgliceróis nos hepatócitos, levando à esteatose e a conseqüente degeneração hepática. No terceiro experimento, verificou-se um acréscimo nas taxas de colesterol, LDL- c, HDL-c e glicose no grupo que recebeu xantona, e decréscimo nas taxas de triacilgliceróis para este grupo. Não se verificou acúmulo de gotículas de gordura nos hepatócitos para este grupo, mas observou-se a ocorrência de múltiplas lesões focais nestas células. A xantona provocou redução no peso corporal total. Conclui-se que a ingestão de xantonas exerce proteção contra a elevação do peso corpóreo e da concentração de triacilgliceróis sanguíneos
The lipid anormalities are of great importance due to their link between the atherosclerotic vascular disease and between the coronary disease. For this reason, the aim of this research was to compare the effects of the ingestion of flavonoid chrysin, xanthone, casein and soy protein over the reduction of the serum cholesterol and its fractions, triglicerides and glucose, lipid deposition in the hepatic tissue, and reduction of the total body weight. During thirty days, rabbits of the albinic breed were divided into the following groups: cholesterol + colic acid + ration (hypercholesterolemics) and pure rations (control), in all the three experiments. However, in the first experiment there were two more groups, one for cholestyramine and other one for chrysin, in the second experiment, one group for casein, one for proteimax and other one for cholestyramine, and in the third experiment, one group for xanthone, besides those mentioned before. The levels of serum cholesterol, triglicerídeos, LDL-c and HDL-c were measured on the sixteenth day and on the thirty-first day of the experiment using enzymatic kits and the results were expressed in mg/dl. Hepatic tissue samples were analyzed, being the cuts fixed on historesin and paraplast. A significant induction of hypercholesterolemie in the animals which received rations + cholesterol + colic acid was observed. A reduction in the rates of cholesterol, LDL-c, HDL-c, triglycerides and glucose, smaller deposition of drops of fat in the live cells as well as a reduction of the body weight of the animals which received chrysin were checked. One can conclude that the ingestion of the flavonoid chrysin exerted protection against the increase of serum cholesterol and the deposition of triglycerides in the liver cells, avoiding the steatosis and the consequent hepatic degeneration. It also exerted a preventive effect on the total body weight gain. In the second experiment, it was observed a larger increase of cholesterol, LDL-c and triglycerides in the group which received casein as well as a larger deposition of drops of fat in the liver cells, in comparison with the group which received proteimax. On the other hand, there was a proportional increase to the levels of total cholesterol in the levels of HDL for the group which received proteimax. A reduction of the total body weight broken out by the soy protein was also observed. It was verified that the ingestion of a larger quantity of vegetable protein on the diet in place of animal protein can be a factor of prevention in the body weight gain, increase of plasmatic cholesterol and the deposition of triglycerides in the liver cells which could lead to steatosis and consequent hepatic degeneration. In the third experiment, it was verified an increase of the rates of cholesterol, LDL-c, HDL-c and glucose in the group which received xanthone, and reduction of the rates of triglycerides for this group. The accumulation of drops of fat in the liver cells was not observed in this group, but it was verified the occurrence of multiple focal injuries in these cells. The xanthone caused the reduction of the total body weight. One can conclude that the ingestion of xanthone exerts protection against the increase of the body weight and of the concentration of blood triglycerides.
Palavras-chave: Dislipidemias
Flavonóides
Sobrepeso
Obesidade
Proteína de soja
CNPq: Bioquímica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PERCEGONI, Nathércia. Efeitos do Flavonóide Crisina, Xantona e das Proteínas de Soja e Caseína no Peso Corporal e nos Lipídeos Sanguíneos e Hepáticos de Coelhos. 2002. 145 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8762
Data do documento: 25-Fev-2002
Aparece nas coleções:Bioquímica Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.