Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8794
Tipo: Dissertação
Título: Aspectos físicos, químicos e mecânicos de tíbias de frangos de corte
Physical, chemical and mechanical aspects of broilers tibial bones
Autor(es): Reis, Denise Torres da Cruz
Abstract: Foi realizado um experimento com o objetivo de determinar aspectos físicos, químicos e mecânicos das tíbias de frangos de corte. Foram avaliados o peso vivo das aves e peso, comprimento, densidade, porosidade, teores de cinzas e minerais das tíbias. Também foram estudadas a área da seção transversal, momento de inércia, carga máxima na flexão, resistência à flexão, rigidez e tenacidade dos referidos ossos. Os dados foram coletados no período de 21 a 42 dias de idade. Foram utilizados 600 pintos de um dia de idade, machos e fêmeas, oriundos de três cruzamentos, dois da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e um comercial, alojados em boxes de piso de cimento cobertos com cepilho de maravalha. Todos receberam as mesmas rações, inicial (1 a 21 dias), crescimento (22 a 35 dias) e final (36 a 42 dias), calculadas para atender as exigências nutricionais das aves em cada período. Foi utilizado delineamento experimental inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 x 2 (três cruzamentos e os dois sexos), cinco repetições e 10 aves por unidade experimental (boxe). Semanalmente, aos 21, 28, 35 e 42 dias de idade, foram amostrados aleatoriamente um macho e uma fêmea por boxe, num total de 5 boxes por cruzamento, sendo que a cada idade os boxes amostrados não se repetiam. O cruzamento comercial apresentou taxa de crescimento superior aos cruzamentos da UFV, causando respostas adaptativas das tíbias, que alteraram, principalmente, aspectos relacionados à sua geometria. Apesar do maior peso das aves, a resistência óssea do cruzamento comercial não foi superior à dos demais. Desta forma, a continuidade do processo de melhoramento para ganho de peso pode resultar no aumento da ocorrência de problemas estruturais. Um dos cruzamentos da UFV (C1), além de apresentar pior desempenho no crescimento, apresentou ossos menos densos e menos resistentes aos 42 dias de idade, o que pode aumentar o risco de deformações e fraturas e, em conjunto, o torna menos interessante economicamente. Entre os sexos, as fêmeas, por apresentarem taxa de crescimento inferior aos machos (dimorfismo sexual), tenderam a desenvolver ossos de melhor qualidade, ou seja, mais densos, mais rígidos e mais resistentes, o que explica, em parte, porque a incidência de deformidades ósseas é menor neste sexo.
An experiment was carried out focused in the physical, chemical and mechanical aspects of broilers tibial bones. The main variables involved were: body weight and tibial weight, length, density, porosity, ash and mineral content. Also, cross-sectional area, moment of inertia, maximum load, strength, stiffness and toughness in bending of the bones were studied. The experimental period comprised the broilers growing fase (21 to 42 days). Six hundred day-old broilers, male and female, from three different lines, one comercial and two developed at Federal University of Viçosa (UFV), were reared in wood shaving covered floor. They were fed the starter (1 to 21 days), grower (22 to 35 days) and finisher (36 to 42 days) diets, designed to satisfy their nutritional requirements in each phase. The experiment design was completely randomized, in a factorial arrengement of treatments (three lines and two sexes) with 5 replicates and 10 birds per experimental unit. The comercial line grew at a faster rate than the UFV lines, resulting in bones adaptations by altering their morphological aspects. Although they had higher weights, their bones were not stronger than those from the other lines. Then, the ongoing process of selecting this line for body weight gain may result in a increasing occurrence of leg abnormalities and structural problems. One of the UFV lines presented the lowest growth performance, also developing less dense and less strong bones, rising the risk of deformities and fracture occurrence. Thus, with these features, this line seems to be of little comercial interest. Considering sexual differences, as the females grew at lower rates (sexual dimorfism), they tended to develop bones with better quality, which means denser, stiffer and stronger. These aspects, partially explain why females are less susceptible to bone deformities than males.
Palavras-chave: Frangos de corte
Problemas de pernas
Resistência
Tecido ósseo
Biomecânica
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: REIS, Denise Torres da Cruz. Aspectos físicos, químicos e mecânicos de tíbias de frangos de corte. 2005. 76 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8794
Data do documento: 21-Fev-2005
Aparece nas coleções:Bioquímica Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,84 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.