Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8811
Tipo: Dissertação
Título: Comparações morfo-anatômicas e químicas entre populações de Marcetia taxifolia (St. Hil.) DC. (Melastomataceae) nos campos rupestres da Serra do Cipó-MG
Morfo-anatomical and chemical comparisons between populations of Marcetia taxifolia (St. Hil.) DC. (Melastomataceae) in campos rupestres of the Serra of Cipó-MG
Autor(es): Ferreira, Karla Martins
Abstract: Marcetia taxifolia (Melastomataceae) é uma espécie com distribuição ampla e disjunta encontrada nos campos rupestres da Serra do Cipó-MG, onde sofre a ação de inúmeros estresses ambientais. Este estudo pretendeu identificar, caracterizar e interpretar as alterações na morfologia, anatomia e química entre duas populações de M. taxifolia encontradas em áreas contínuas da Serra do Cipó-MG, relacionando as alterações observadas com a declividade da área, a composição do solo e a sazonalidade climática. As populações selecionadas de M. taxifolia encontram-se num pico pedregoso, com declividade de 30 0 e num platô arenoso, com declividade de 5 0 . Trinta exemplares de cada população foram acompanhados de maio/2000 a junho/2001. Foram medidos os seguintes parâmetros: altura da planta, número de eixos caulinares, diâmetro na base dos eixos caulinares, área de cobertura, área foliar, e peso seco. Lâminas permanentes e/ou semipermanentes de cortes transversais e paradérmicos da folha foram feitas para o estudo anatômico e quantificação das células e tecidos. Testes histoquímicos foram realizados em folhas para identificar derivados fenólicos, flavonóides, lipídios, alcalóides e amido. Perfis cromatográficos foram elaborados empregando-se as técnicas de Cromatografia em Camada Delgada (CCD) e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Folhas de ambas as populações foram coletadas para análise de alocação de nutrientes. Amostras dos solos de ambas populações foram coletadas e análises de teores de nutrientes e de granulometria foram realizadas, assim como medida a umidade real do solo. Dados meteorológicos e das normais climatológicas foram obtidos da estação meteorológica de Diamantina-MG. Os parâmetros morfológicos mais significativos entre as populações foram a área foliar e o peso seco, apresentando maiores valores na população do platô. As plantas da população do platô apresentaram dois períodos de floração, enquanto a do pico não demonstrou nenhum. A folha de M. taxifolia é revoluta, dorsiventral, hipoestomática e apresenta tricomas tectores e glandulares em ambas as faces. Na histometria, os parâmetros mais significativos foram a altura das células epidérmicas adaxiais e a espessura da lâmina foliar, apresentando maiores valores para a população do platô. Nos testes histoquímicos, em ambas populações as reações foram positivas para derivados fenólicos, flavonóides e lipídios. Os perfis cromatográficos indicaram que a população do pico apresentou maior concentração de derivados fenólicos, principalmente flavonóides. As folhas da população do platô apresentaram maiores teores de N, Ca, Mg e S. O solo da população do platô apresentou maiores teores de nutrientes e de argila. Os dados de precipitação total no período amostrado refletiram o mesmo padrão que o balanço hídrico no período de 1972-1990. As variações morfológicas e químicas são mais evidentes do que as anatômicas. Alterações nos fatores edáficos, como declividade da área, granulometria e umidade do solo, são importantes para a caracterização dos fenótipos dos indivíduos das populações de M. taxifolia. Dessa forma, M. taxifolia apresenta grande capacidade adaptativa, alterando o seu fenótipo de acordo com o ambiente, demonstrando elevado grau de plasticidade fenotípica.
Marcetia taxifolia (Melastomataceae) is a species with wide and disjunctive distribution found in Campos Rupestres of the Serra do Cipó-MG, where it suffers the effects of countless environmental stresses. This study intends to identify, characterize and interpret the alterations in the morphology, anatomy and chemistry between two populations of M. taxifolia found in continuous areas of the Serra do Cipó-MG, relating the alterations observed with the steepness of the area, the composition of the soil and the climatic seasonality. The selected populations of M. taxifolia are located in a stony peak, with steepness of 30 0 and in a sandy plateau, with steepness of 5 0 . Thirty specimens of each population were accompanied from May/2000 to June/2001. They were measured the following parameters: height, branches quantity, stem base diameter, covering area, leaf area and dry weight. Permanent and semi permanent slides of leaves transverse and paradermic cuts were made for the anatomical study and quantification of the cells and tissues. Histochemical tests were accomplished in leaves to identify lipids, phenol, flavonoids, alkaloids and starch. Chromatography profiles were elaborated using techniques of thin layer chromatography (TLC) and high performance liquid chromatography (HPLC). Leaves of both populations were collected for nutrient allocation analyses. Soil samples from both populations were collected and analyses of nutrient content and granulometry were accomplished, as well as measured the real humidity of the soil. Meteorological data were obtained from meteorological station of Diamantina-MG. The most significant morphological parameters among the populations were the leaf area and the dry weight, presenting large values in the plateau population. The plants of the plateau population presented two flower periods, while the one of the peak didn't demonstrate any. The leaf of M. taxifolia is revoluted, dorsiventral, hipostomatic and it presents tectores and glandular tricomes in both faces. The most significant histometric parameters were the height of the cells on the adaxial side of the epidermal and the thickness of the leaf, presenting large values for the plateau population. In the histochemical tests, both populations the reactions were positive for lipids, phenol and flavonoids. The chromatography profiles indicated that the peak population presents larger concentration of phenolic compounds, mainly flavonoids. The leaves of the plateau population presented larger contents of N, Ca, Mg and S. The soil of the plateau population presented larger contents of nutrients and clay. The data of total precipitation in the studied period reflected the same pattern that the water balance during period of 1972-1990. The morphological and chemical variations are more evident than the anatomical ones. Differences between edaphic factors, as steepness of the area, granulometry and humidity of the soil, are important for the characterization of the individual phenotypes of the populations of M. taxifolia. Therefore, M. taxifolia presented greater adaptative capacity, altering its phenotype in agreement with the environmental, demonstrating high degree of phenotypic plasticity.
Palavras-chave: Marcetia taxifolia
Melastomataceae
Morfologia vegetal
Anatomia vegetal
Serra do Cipó
Plasticidade fenotípica
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FERREIRA, Karla Martins. Comparações morfo-anatômicas e químicas entre populações de Marcetia taxifolia (St. Hil.) DC. (Melastomataceae) nos campos rupestres da Serra do Cipó-MG. 2002. 73 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8811
Data do documento: 22-Mar-2002
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,56 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.