Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8821
Tipo: Dissertação
Título: Índice glicêmico de formulados contendo maltodextrina e a associação de sacarose com maltodextrina e seus efeitos sobre a ingestão alimentar em ratos e humanos eutróficos
Glycemic index of two formulas with maltodestrin and the association of glucose more maltodextrin and its effects on food intake in mouses and lean adult subjects
Autor(es): Nunes, Renato Moreira
Abstract: O índice glicêmico tem sido usado como coadjuvante da escolha de alimentos para indivíduos diabéticos e obesos, existindo muitas controvérsias a respeito de seus valores e da forma de cálculo do mesmo. O uso de adoçantes de baixa caloria também tem sido preconizado para diabéticos e obesos, no entanto, há controvérsias em relação aos seus efeitos sobre a fome e saciedade e manutenção do peso corporal. A maltodextrina, que é um carboidrato comumente presente em preparações que contêm adoçantes, apresenta o maior valor de índice glicêmico encontrado, o que poderia afetar não só o pico de glicose plasmática, como aumentar a fome e diminuir a saciedade. A sacarose, no entanto, não apresenta estas mesmas características e tem sido excluída da alimentação como a grande vilã do consumo alimentar atual. O presente trabalho estudou as relações existentes entre o índice glicêmico e o consumo alimentar de maltodextrina e sacarose mais maltodextrina com a ingestão alimentar e a fome e saciedade em ratos de peso normal e ratos induzidos à obesidade e em indivíduos eutróficos, por meio da ingestão alimentar de dois formulados nutricionalmente completos contendo como fonte de carboidratos no primeiro, 98% de maltodextrina e no segundo, 46,53% de sacarose e 53% de maltodextrina. Realizou-se para o controle da ingestão alimentar, registro alimentar de 24 h para humanos e pesagem de alimentos consumidos em 24 h por ratos. As relações de fome e saciedade em humanos foram determinadas usando-se a escala de analogias visuais. Foram encontrados valores de índice glicêmico (IG) para ratos de peso normal de 87,47 e 73,74 e para os ratos induzidos à obesidade de 97,52 e 50,28 para o primeiro e segundo formulados, respectivamente, sendo que no segundo grupo os valores do IG foram estatisticamente diferentes (p<0,05). Em contrapartida em humanos foram encontrados valores de 146 para maltodextrina e de 83 para a sacarose mais maltodextrina sem diferenças estatísticas (p<0,05). Concluí-se que a ração alimentar pode influenciar o valor do índice glicêmico de ratos e que a mistura de sacarose mais maltodextrina não reflete necessariamente os valores proporcionais destes carboidratos no formulado. O índice glicêmico do formulado contendo maltodextrina e contendo sacarose mais maltodextrina em ratos de peso normal e em humanos não são estatisticamente diferentes intragrupos, o que não reflete uma boa correlação com os valores encontrados em ratos do grupo induzido á obesidade. Não houve relação direta entre o índice glicêmico e o consumo alimentar em ratos e humanos, nem influência na sensação de fome e saciedade em humanos. Desta forma parece haver uma tendência de equidade entre a sacarose e maltodextrina para seu valor de índice glicêmico, no entanto as dificuldades metodológicas de determinação do índice glicêmico e as inúmeras variáveis relacionadas a este, o tornam indicado apenas como parâmetro auxiliar na escolha de alimentos para compor a dieta alimentar de indivíduos diabéticos e obesos.
Glycemic index of two formulas with maltodestrin and the association of glucose more maltodextrin and its effects on food intake in mouses and lean adult subjects. Adiviser: Josefina Bressan Resende Monteiro; Committee Members: Silvia Eloíza Priore, Lina Enriqueta F. P. de L Rosado and Rita de Cássia Lanes Ribeiro. Glycemic index has been used, as a food choice helper for diabetic and obese individuals, however there are many controversies regarding its values and how to calculate it. The use of low calorie artificial sweeteners has also been advised for diabetics and obese people, however these also present controversies regarding its consequences on hunger, satiety and also maintenance of body weight. Maltodestrin, that is commonly a carbohydrate present in preparations that contain artificial sweeteners, presents the largest value of glycemic index ever found, what could affect not only blood glucose pick, but also hunger and satiety increasing and decreasing them respectively. Sucrose, however, doesn't present these same characteristics and it has been excluded of diabetic and obese diet as the “bad guy” of current food intake. This present work studied the existent relationship between glycemic index and maltodestrin and also sucrose more maltodestrin ingestion with food intake, hunger and satiety on normal weight mices, induced obese mices and on normal weigh individuals. It was used two formulas nutritionally complete contending as carbohydrate source 1) 98% of maltodestrin and 2) 46,53% of sucrose and 53% of maltodestrin. Food intake was registered for 24 hours as a way to monitor it in humans and for mices food intake was measured for 24 h. Hunger and satiety relationship in humans were obtained through a visual analogies scale (VAS) . It was found glycemic index values for mices of normal weight of 87,47 and 73,74 and for obesity induced mices of 97,52 and 50,28 for the first and second formula respectively and the second group values were statically significant (p<0,05). Values of 146 for maltodestrin and of 83 for sucrose more maltodestrin were found in humans and it has no statistical significance (p<0,05). In conclusion food can influence on glycemic index values for mices and the mixture of sucrose more maltodestrin doesn't necessarily reflect proportional values of these carbohydrate in the formula. Glycemic index of the formulas contending maltodestrin and sucrose more maltodestrin in mices of normal weight and in humans were not statistically different in the groups. That doesn't reflect a good correlation with the values found for obesity induced mices. There was not direct relationship between glycemic index and food intake in mices and humans, nor influence on hunger sensation and satiety in humans. So, it seems there are a tendency of justness between sucrose and maltodestrin for glycemic index values, however glycemic index methodological difficulties determination make it just indicated as an auxiliary parameter on food choice to compose diabetic and obese individuals' diet. Key Words: Glycemic index, maltodestrin, sucrose, food intake, diabetes and obesity.
Palavras-chave: Índice glicêmico
Obesidade
Diabetes
Maltodextrina
Sacarose
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: NUNES, Renato Moreira. Índice glicêmico de formulados contendo maltodextrina e a associação de sacarose com maltodextrina e seus efeitos sobre a ingestão alimentar em ratos e humanos eutróficos. 2003. 93f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8821
Data do documento: 14-Mar-2003
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo282,75 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.