Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8825
Tipo: Dissertação
Título: Estrutura e dinâmica de populações de espécies arbóreas de uma floresta Estacional Semidecidual Aluvial em Viçosa – MG
Structure and dynamics of arboreal species populations of an Alluvial Semideciduous Seasonal forest in Viçosa, MG
Autor(es): Silva, Sheila Souza da
Abstract: Muito pouco é conhecido sobre a sucessão em Florestas Estacionais Semideciduais Aluviais e sobre as taxas de natalidade, mortalidade e crescimento de populações de espécies arbóreas. Portanto, o objetivo desse trabalho foi analisar a composição florística e estrutural através de um censo e determinar as alterações ocorridas num intervalo de quatro anos entre os anos de 1998 e 2002 em uma Floresta Estacional Semidecidual Aluvial, que está em processo de sucessão secundária, verificando-se a posição sucessional e as taxas de natalidade, mortalidade e crescimento das populações de espécies arbóreas nessa floresta. Foi realizado um censo dos indivíduos com, no mínimo, 10cm de CAP em uma área de 0,175ha. Utilizou-se a análise da distribuição diamétrica para verificar as alterações ocorridas entre os dois levantamentos e a classificação sucessional das espécies foi feita a partir da taxa de crescimento das populações. Foram encontradas 52 espécies distribuídas em 26 famílias botânicas, que corresponde ao acréscimo de 2 espécies e 1 família ao levantamento de 1998. Foram levantados 391 indivíduos, 13 a mais que em 1998, resultando em uma densidade total estimada em 2.234 indivíduos por hectare. O índice de diversidade de Shannon variou de 2,99 para 3,06 em 2002 e a equabilidade manteve-se estável. Os indivíduos mortos corresponderam a 8,44% do total, sendo esse percentual considerado alto em relação a 1998 (3,17%) demonstrando dinâmica acentuada no processo sucessional do fragmento estudado, o que também foi verificado com os dados da distribuição de freqüências em classes de diâmetro e o aumento da biomassa, de 198,25m 3 /0,175ha em 1998 para 208,11m 3 /ha em 2002, e da área basal por hectare, de 80,38m 2 para 82,88m 2 . As espécies cujas populações apresentaram taxa de crescimento maior que 10% foram classificadas como secundárias tardias, as que apresentaram taxa de crescimento entre –10% e 10% foram as secundárias iniciais e as que apresentaram taxa de crescimento menor que –10% foram classificadas como pioneiras. As espécies classificadas com secundárias tardias foram: Abutilon sellovianum, Allophylus edulis, Annona cacans, Coffea arabica, Endlicheria paniculata, Guarea kunthiana, Ficus guaranitica, Inga laurina, Machaerium nyctitans, Peschieria laeta, Piper arboreum, Piper caldense, Piper gaudichaudianum, Piper lhotzkyanum, Sapium bigladulosum, Rollinia sericea, Siparuna reginae, Sorocea bonplandii e Trichilia pallida. Dentre as secundárias iniciais encontram-se: Alchornea iricurana, Alsophila sternbergii, Cabralea canjerana, Casearia sylvestris, Cecropia glaziovi, Cestrum coriaceum, Euterpe edulis, Ficus citrifolia, Ficus luschnathiana, Hyeronima alchorneoides, Luehea grandiflora, Machaerium floridum, Myrcia eriopus, Nectandra rigida, Piper aduncum, Randia armata, Solanum cernuum, Swartzia myrtifolia e Talauma sellowiana. As espécies classificadas como pioneiras foram: Allophylus petiolatus, Andira fraxinifolia, Copaifera langsdorffii, Cyathea delgadii, Erythrina falcata, Ficus trigona, Maclura tinctoria, Matayba elaeagnoides, Mollinedia floribunda, Myrcia fallax, Piper sp, Plathymenia foliolosa, Protium warmingiana, Rollinia laurifolia, Schinus terebinthifolius, Syagrus romanzoffiana, Tibouchina granulosa, Trichilia emarginata, Trichilia lepidota, Vernonia rubriramea e Xylopia sericea. Os dados obtidos demonstram que houve evolução do processo sucessional nesta Floresta Estacional Semidecidual Aluvial entre 1998 e 2002 e que a comunidade deverá passar por um intenso processo de substituição entre as populações mais densas, pois as populações com crescimento positivo e que apresentaram os maiores valores de densidade em 1998 devem assumir as posições estruturais de maior importância com o avanço desse processo sucessional.
Little is know about the succession in Alluvial Semideciduous Seasonal Forests and about the natality, mortality and growth rates of arboreal species populations. Therefore, the objective of this work was to analyse the floristic and structural composition using a survey and to determine the changes which ocurred during a period of four years, between 1998 and 2002, in an alluvial Semideciduous Seasonal Forest which is in a secondary successional process, to verify the successional position and the natality, mortality and growth rates of the arboreal species populations in this forest. A survey of the individuals with a minimum of 10 cm at DBH in an area of 0,175 ha was carried out. The diametric distribuition analysis was used to check the changes which ocurred between the two survey. The successional classification of the species was made based on the growth rate of the populations. A total of 52 species among 26 botanic families were found in 2002. That corresponds to an addition of two species and on family to the 1998 survey. A total of 391 individuals were surveyed, 13 more than in 1998, which resulted in an estimated total density of 2,234 individuals per hectare. The Shannon diversity index varied from 2.99 to 3.06 in 2002 and the equability remained stable. The dead individuals corresponded to 8.44% of the total and this percentage is considered as high in relation to 1998 (3.17%) showing outstanding dynamics in the successional process of the studied fragment. This was also verified with the frequency distribuition data in diameter classes and with the biomass increase, from 198.25m 3 /0.175 ha in 1998 to 208.11m 3 /0.175 ha in 2002, and of the based area per hectare, from 80.38m 2 to 82.88m 2 . the species which showed a growth rate greater than 10% were classified as late secondaries. Those that showed a growth rate between –10 and 10% were classified as initial secondaries, and those that showed a growth rate smaller than –10% were classified as pioneers were: Abutilon sellovianum, Allophylus edulis, Annona cacans, Coffea arabica, Endlicheria paniculata, Guarea kunthiana, Ficus guaranitica, Inga laurina, Machaerium nyctitans, Peschiera laeta, Piper arboreum, Piper caldense, Piper gaudichaudianum, Piper lhotzkyanum, Sapium bigladulosum, Rollinia sericea, Siparuna reginae, Sorocea bonplandii and Trichilia pallida. Among the initial secondary individuals there were: Alchornea iricurana, Alsophila sternbergii, Cabralea canjerana, Casearia sylvestris, Cecropia glaziovi, Cestrum coriaceum, Euterpe edulis, Ficus citrifolia, Ficus luschnathiana, Hyeronima alchorneoides, Luehea grandiflora, Machaerium floridum, Myrcia eriopus, Nectandra rigida, Piper aduncum, Randia armata, Solanum cernuum, Swartzia myrtifolia and Talauma sellowiana. The species classified as pioneers were: Allophylus petiolatus, Andira fraxinifolia, Copaifera langsdorffii, Cyathea delgadii, Erythrina falcata, Ficus trigona, Maclura tinctoria, Matayba elaeagnoides, Mollinedia floribunda, Myrcia fallax, Piper sp, Plathymenia foliolosa, Protium warmingiana, Rollinia laurifolia, Schinus terebinthifolius, Syagrus romanzoffiana, Tibouchina granulosa, Trichilia emarginata, Trichilia lepidota, Vernonia rubriramea e Xylopia sericea. Data obtained showed that there was an evolution of the successional process in this Alluvial Semideciduous Seasonal Forest between 1998 and 2002 and that the community will go through an intensive process of substitution within the thickest populations, because the populations with a positive growth and which showed the greatest density values in 1998 probably will occupy the structural positions of greater importance with the progress of this successional process.
Palavras-chave: Mata de galeria
Dinâmica de populações
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SILVA, Sheila Souza da. Estrutura e dinâmica de populações de espécies arbóreas de uma floresta Estacional Semidecidual Aluvial em Viçosa – MG. 2003. 38 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8825
Data do documento: 27-Fev-2003
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo359,35 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.