Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/883
Tipo: Tese
Título: Ecologia química de Elasmopalpus lignosellus (Zeller): comunicação química durante o comportamento reprodutivo e a interação tritrófica envolvendo milho e o parasitóide Trichogramma pretiosum Riley
Título(s) alternativo(s): Chemical ecology of Elasmopalpus lignosellus (Zeller): chemical communication during reproductive behavior and tritrophic interaction involving maize and the parasitoid Trichogramma pretiosum Riley
Autor(es): Xavier, Luciane Modenez Saldivar
Primeiro Orientador: Vilela, Evaldo Ferreira
Primeiro coorientador: ávila, Crébio José
Segundo coorientador: Viana, Paulo Afonso
Primeiro avaliador: Waquil, José Magid
Segundo avaliador: Diniz, Ivone Rezende
Terceiro avaliador: Michereff Filho, Miguel
Quarto avaliador: Pires, Carmen Sílvia Soares
Abstract: O sistema tritrófico: milho, Elasmopalpus lignosellus (Zeller, 1848) (Lepidoptera: Pyralidae) e Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) foi avaliado com o objetivo de observar se o comportamento alimentar de E. lignosellus induz a defesa indireta de plantas de milho e se os voláteis induzidos, após danos de herbivoria, são usados como pistas por T. pretiosum para encontrar seu hospedeiro. A quantidade de compostos voláteis emitidos de plantas de milho, submetidas a diferentes tratamentos (sem dano, danificadas por herbivoria e mecanicamente), diferiu significativamente quando comparadas. Os resultados de bioensaios com as plantas de milho, submetidas aos diferentes tratamentos com o parasitóide de ovos, sugerem que T. pretiosum usa os voláteis do milho como pista para encontrar o hospedeiro. Após 24 horas de dano, pela análise de curvas principais não se detectou diferenças no perfil químico de voláteis de plantas danificadas por herbivoria e sem dano. Entretanto, individualmente, os compostos (Z)-3-acetato de hexenila, benzotiazol e os terpenos, β-pineno, β-mirceno e (E)-4,8-dimetil-1,3,7- nonatrieno foram liberados em alta quantidade por plantas danificadas por herbivoria. O estudo do comportamento reprodutivo de E. lignosellus mostrou que o maior índice de acasalamento ocorreu quando os casais estavam entre 24 e 48 horas de idade. e entre 6 a 8 horas de escuro. No comportamento de acasalamento, os machos, usualmente, vibram as asas ao se aproximar da fêmea e o período médio de acasalamento foi de 93,97 ± 4,13 minutos. Fêmeas de E. lignosellus, em comportamento de chamamento, foram avaliadas em túnel de vento e atraíram significativamente mais machos que nos bioensaios em fluxo de ar limpo (controle). Fêmeas jovens apresentaram comportamento de chamamento significativamente menor, mas não afetou na resposta do macho. A idade das fêmeas não interferiu na resposta dos machos e os machos entre 48 e 72 horas de idade foram os que apresentaram menor resposta e diferiram significativamente dos outros machos avaliados. O tempo de resposta em cada bioensaio (10 minutos/bioensaio) foi significativamente maior nos machos entre 48 e 72 horas de idade, quando machos de 0-24, 24-48, 48-72 e 72-96 horas foram comparados. Diferentes técnicas analíticas foram testadas para extração do feromônio sexual de E. lignosellus: aeração, extração de glândulas e microextração em fase sólida SPME. As técnicas de aeração e por fibra de SPME apresentaram pouca consistência e resultados com alta variabilidade. O processo de extração de glândulas mostrou ser a técnica mais eficiente, na qual foi possível identificar três compostos com padrão de fragmentação esperado para acetatos de lepidóptero. A análise química dos extratos mostrou que os compostos são acetato de hexadecila, acetato de (Z)-11-hexadecenila e acetato de (Z)-9-hexadecenila ou (Z)-8-hexadecenila.
The tritrophic system in maize, Elasmopalpus lignosellus (Zeller, 1848) (Lepidoptera: Pyralidae) and Trichogramma pretiosum Riley, 1879 (Hymenoptera: Trichogrammatidae) was evaluated aiming to identify if the feeding behavior of E. lignosellus larvae induces the indirect defense of maize plants and also if induced volatiles, after damage by herbivory, are used by the T. pretiosum as cues to find their host. The amount of volatile compounds emitted by maize plants, subjected to different treatments (undamaged, damaged by herbivory and mechanically damaged), differed significantly when compared. The results of bioassays with the maize plants subjected to the different treatments with egg parasitoids, suggest that T. pretiosum use maize volatiles as clues to find the host. After 24h of damage, the analysis of the main curves did not detect differences between undamaged plants and plants damaged by herbivory. However, individually, the compounds (Z)-3-hexenyl acetate, benzothiazole and terpenes, β-pinene, β-myrcene and (E)-4,8-dimethyl-1,3,7-nonatriene were released in higher quantities by plants damaged by herbivory when compared to the quantity released by undamaged plants. The study of reproductive behavior showed that the highest index of mating occurred when the couples were between 24 and 48 hours old and between 6 and 8 hours of darkness. In the mating behavior, the males usually vibrated their wings when approaching the female and the average period of mating was 93.97 ± 4.13 minutes. Calling females of E. lignosellus, were evaluated in a wind tunnel and attracted significantly more males than in bioassays with clean air (control). Younger females call significantly less, but no significant effect occurred in male response. Males with 48 to 72 hours old responded less and differed significantly from other males assessed, but the age of the female did not influence the response. The time of response in each bioassay (10 minutes/bioassay) was significantly higher for males aged between 48 and 72 hours old, when males of 0-24, 24-48, 48-72 and 72-96 hours old were compared. Different analytical techniques were tested in the extraction of the sex pheromone of E. lignosellus: aeration, extraction of glands and Solid Phase Micro-Extraction (SPME). The aeration technique and SPME fiber technique showed little consistency and results with high variability. The gland extraction process was the most efficient technique, in which it was possible to identify only three compounds with the fragmentation pattern expected for lepidopteran acetates. The chemical analysis of extracts showed that the compounds are hexadecyl acetate, (Z)-11-hexadecenyl acetate and (Z)-9 or (Z)-8-hexadecenyl acetate.
Palavras-chave: Comportamento sexual
Acasalamento
Produção feromonal
Compostos orgânicos voláteis
Defesa indireta
Sexual behavior
Mating
Pheromonal production
Volatile organic compounds
Indirect defense
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Doutorado em Entomologia
Citação: XAVIER, Luciane Modenez Saldivar. Chemical ecology of Elasmopalpus lignosellus (Zeller): chemical communication during reproductive behavior and tritrophic interaction involving maize and the parasitoid Trichogramma pretiosum Riley. 2010. 137 f. Tese (Doutorado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/883
Data do documento: 29-Set-2010
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.