Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8838
Tipo: Dissertação
Título: Composição florística e estrutura do componente arbóreo em um remanescente de Floresta Atlântica Montana, Araponga, MG
Floristic composition and structure of arboreus component in the remaining of the Upper Atlantic Forest, Araponga, MG
Autor(es): Saporetti Junior, Amilcar Walter
Abstract: O presente trabalho teve como objetivos proceder ao levantamento florístico e fitossociológico da vegetação arbórea em um trecho de Floresta Atlântica de Altitude na Pousada Serra D’Água (20°41’09,9”S e 42°29’34,5”W), município de Araponga, MG, localizado a 1200m de altitude. Além disso, compará-lo com outros trabalhos de Florestas de Altitude, verificar a qual fitofisionomia a vegetação pertence e se a altitude influencia na estrutura da vegetação. O clima é do tipo Cwb, segundo a classificação de Köppen. Na região, a temperatura média do ar é de aproximadamente 18°C, a precipitação média anual é de 1300 mm e nos meses de menor precipitação a umidade relativa do ar chega a patamares de 80%. A listagem florística foi retirada da amostra fitossociológica, acrescida de coletas extra-amostra, sendo incluídos indivíduos arbóreos com CAP ≥ 10 cm. Em um total de 140 morfo-espécies, foram identificadas 135 espécies, pertencentes a 91 gêneros, distribuídos por 42 famílias botânicas. As famílias mais ricas foram Leguminosae, Myrtaceae, Melastomataceae, Rubiaceae, Annonaceae, Solanaceae, Euphorbiaceae, Lauraceae, Sapindaceae, Asteraceae e Flacourtiaceae. Os gêneros mais ricos foram Miconia (7 espécies), Myrcia e Solanum (6), Tibouchina (5), Eugenia, Casearia e Guatteria (4), Ocotea e Inga (3) e Cecropia, Cyathea, Myrsine, Bathysa, Matayba, Trichilia e Pouteria, com duas espécies cada. Para a análise fitossociológica foram instalados 200 pontos amostrais, distanciados entre si 8 metros, perfazendo uma área amostral de 0,2 ha. Foram amostrados todos os indivíduos arbóreos vivos com CAP maior ou igual a 10 cm, a 1,30 m do solo. As famílias com os maiores valores de importância foram Rubiaceae, Asteraceae, Cunoniaceae, Myrtaceae, Melastomataceae, Annonaceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Myrsinaceae, Solanaceae e Clusiaceae. As espécies mais importantes foram Lamanonia ternata, Psychotria sessilis, Eupatorium ganophyllum, Tovomitopsis saldanhae, Piptocarpha macropoda, Myrcia vauthieriana, Myrcia fallax, Tibouchina granulosa, Myrsine umbellata e Alchornea triplinervea. A diversidade encontrada no fragmento foi alta e atenção especial deve ser voltada para as espécies raras, para elaboração de políticas de conservação da biodiversidade na Serra do Brigadeiro. A análise da similaridade florística mostrou que o fragmento da Pousada Serra D’Água tem maior similaridade com as Florestas Estacionais Semideciduais da região de Viçosa, MG, mas possui também elementos comuns às Florestas Ombrófilas Densas, estando em uma área de transição entre essas duas fitofisionomias.
This work aims a floristic and phytosociological survey of the arboreus vegetation in a site of the Upper Atlantic Forest in the Resort Serra D ́Água (20o 41’ 09,9” S and 42o 29’ 34,5”W), in the town of Araponga, MG, 1.200m high and compare it with other works about Altitude Forests and to find out which phytofisionomy the wood belongs to and if the altitude influences the vegetation structure. The climate is Cwb, according to Köppen classification. In that region, the avarage air temperature is approximately 18oC, the yearly precipitation is 1.300mm and during the months in which least the precipitation occurs, the air relative humidity reaches 80%. The floristics list was taken from the phytosociological sample and extra samples were added including three individuals with CAP ≥ 10 cm. Among 140 morpho - species, 135 species were identified belonging to 91 genii and 42 botanic families. The richest families were Leguminosae, Myrtaceae, Melastomataceae, Rubiaceae, Annonaceae, Solanaceae, Euphorbiaceae, Lauraceae, Sapindaceae, Asteraceae and Flacourtiaceae. The richest genii were Miconia (7 species), Myrcia and Solanum (6) Tibouchina (5), Eugenia, Casearia and Guatteria (4), Ocotea and Inga (3) and Cecropia, Cyathea, Myrsine, Bathysa, Matayba, Trichilia and Pouteria with two species each. In order to make the phytosociological analyses 200 sampling points were installed distant 8m from one another, so that the sampling area reached 0,2 ha. All the living tree individuals with CAP equals or bigger than 10 cm, distant 1,30m from the soil were sampled. The most valued families were, Asteraceae, Cunoniaceae, Myrtaceae, Melastomataceae, Annonaceae, Euphorbiaceae, Leguminosae, Myrsinaceae, Solanaceae and Clusiaceae. The most important species were Lamanonia ternata, Psychotria sessilis, Eupatorium ganophyllum, Tovomitopsis saldanhae, Piptocarpha macropoda, Myrcia vauthieriana, Myrcia fallax, Tibouchina granulosa, Myrsine umbellata and Alchornea triplinervea. A large diversity was found in the site and a special attention should be paid to rare species, in order that biodiversity conservation policies might be implemented in Serra do Brigadeiro. The analysis of the floristic similarity showed that the site comprehended by the Resort Serra D ́Água has large similarity with the Semidecidual Seasonal Forest in the region around Viçosa, MG, but it also has elements common to the Rain Forests, being between these two phytophysionomy. The analysis of the floristic similarity showed that the site comprehended by the Resort Serra D ́Água has large similarity with the Semidecidual Seasonal Forests in the region around Viçosa, MG, but it also has elements has elements common to the Rain Forests being between these two phytophysionomy.
Palavras-chave: Botânica - Brigadeiro, Serra do (MG)
Comunidades vegetais - Brigadeiro, Serra do (MG)
Ecologia vegetal - Brigadeiro, Serra do (MG)
Vegetação - Classificação - Brigadeiro, Serra do (MG)
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SAPORETTI JUNIOR, Amilcar Walter. Composição florística e estrutura do componente arbóreo em um remanescente de Floresta Atlântica Montana, Araponga, MG. 2005. 84 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8838
Data do documento: 18-Fev-2005
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,95 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.