Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8840
Tipo: Dissertação
Título: Análise da qualidade de vida de idosos - município de Teixeiras-MG
Analysis of quality of life of elderly People – Teixeiras municipality-MG
Autor(es): Pereira, Renata Junqueira
Abstract: Com o aumento da expectativa de vida no mundo, faz-se necessário pensar também na qualidade de vida nesses anos que sobrevieram. Diante disso, o interesse pela pesquisa sobre o envelhecimento humano foi despertado, surgindo uma multiplicidade de indagações, opiniões e avaliações objetivas e subjetivas sobre a qualidade de vida da população idosa. Neste sentido, este estudo teve como objetivos: avaliar a qualidade de vida da população idosa do município de Teixeiras- MG; estudar o perfil sociossanitário dessa população; analisar a influência das condições sociossanitárias na qualidade de vida desses idosos e realizar comparações da qualidade de vida entre a população usuária e não usuária do PSF. O desenho do estudo foi observacional de corte transversal, tendo participado do estudo 211 indivíduos de idade igual ou superior a 60 anos, representando, portanto, 14,28% da população de idosos do município. A amostragem do estudo foi aleatória estratificada por sexo, por utilização ou não do PSF e residência nas diferentes microáreas de saúde. Foram calculados 15% do total de indivíduos cadastrados em cada microárea de saúde e o número representativo desta porcentagem foi dividido proporcionalmente por sexo e utilização ou não do PSF. Utilizaram-se dois questionários, aplicados em visitas domiciliares, por um único entrevistador, devidamente treinado. Um deles, especificamente criado para este estudo, buscou analisar as variáveis sexo, idade, escolaridade, renda, zona de residência, situação conjugal, apoio familiar, condições da habitação, composição do núcleo familiar, atividade profissional, cobertura previdenciária, prática de atividade física, morbidades auto-referidas, utilização de medicamentos, sono, tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas e utilização de serviços de saúde, objetivando caracterizar os idosos quanto às variáveis sociossanitárias. Para avaliar a qualidade de vida foi utilizado o instrumento proposto pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o World Health Organization Quality of Life Instrument Bref (WHOQOL-bref), que analisa quatro domínios da qualidade de vida: capacidade física, bem-estar psicológico, relações sociais e meio ambiente. O WHOQOL-bref é uma versão reduzida do WHOQOL-100, sendo composto por 24 questões que avaliam os 4 domínios e mais 2 questões de avaliação global de qualidade de vida. Os dados foram analisados por meio de Análises de Regressão Linear e Logística, com a utilização do programa estatístico SPSS. Dos idosos estudados, 51,7% eram do sexo feminino e 48,3% do masculino. A idade do grupo variou entre 60 a 93 anos com média de 71,09 (± 8,09). A faixa etária predominante foi de 60 a 69 anos (49,3%), seguida das faixas de 70 a 79 anos (32,7%), 80 a 89 anos (15,6%) e 90 anos e mais (2,4%). A maioria residia na zona urbana (66%) e 34% na zona rural. Os resultados indicaram que os idosos de Teixeiras apresentaram altos escores de qualidade de vida para todos os domínios do WHOQOL-bref. Ao se analisar a contribuição dos diferentes domínios na qualidade de vida global, observou-se que os quatro domínios juntos explicam 36,1% da qualidade de vida global; e que os domínios diferiram a respeito da contribuição individual: o domínio que mais contribuiu foi o Físico, seguido do Ambiental e do Psicológico; o Social não teve contribuição estatisticamente significativa. O sexo teve influência significativa nos domínios Físico, Psicológico e Ambiental, sendo os escores médios desses domínios significativamente maiores entre os homens. O fato de ser usuário ou não dos serviços do PSF não se mostrou significativamente associado aos escores de qualidade de vida em nenhum dos domínios do WHOQOL-bref. Também a idade não foi fator de risco significativo para baixos escores de qualidade de vida. Em todos os domínios, pelo menos duas variáveis sanitárias estiveram associadas a menores escores de qualidade de vida. Atenção especial deve ser dada a essas características sanitárias que se destacaram como fatores de risco para uma baixa qualidade de vida: a utilização de medicamentos, a necessidade de cuidados médicos, a ausência de cobertura por plano de saúde privado, a presença de comorbidades, os problemas do sono e estar aposentado. Nesse sentido, identificar os fatores que contribuem para uma pior ou melhor qualidade de vida do idoso torna-se imprescindível aos profissionais de saúde, gestores e políticos, para que sejam capazes de prestar cuidados em saúde adequados e direcionados ao perfil epidemiológico, social e demográfico da comunidade.
Analysis of quality of life of elderly People – Teixeiras municipality-MG. Coordinator: Dra. Rosângela Minardi Mitre Cotta. Advisors: Dra. Sylvia do Carmo Castro Franceschini e Dra. Rita de Cássia Lanes Ribeiro. With the increase of life expectancy in the world, it’s also been made necessary to think in quality of life in these years that followed. On the face of it, interest in research on human aging was aroused, appearing a diversity of inquiries, opinions and objective and subjective assessments about quality of life of elderly people. In that sense, this study had as objectives: to assess the quality of life of elderly population in Teixeiras municipality –MG; to study socio-sanitary profile of this population, to analyze influence of socio-sanitary conditions in the quality of life of these elderly people and perform comparisons of quality of life between users and non-users of FHP (Family Health Program). The design of this study was observational and cross-sectional, 211 persons aged 60 years and older took part in this study, performing, therefore, 14,3% of elderly population in the municipality. The sampling of the study was random stratified by age, for utilization of FHP or not and residence in different health micro-areas. It was calculated 15% of total registered persons in each health micro-area and the representative number of this percentage was divided proportionally by sex and by using FHP or not. Two questionnaires were administrated in home visits, by a single and well-trained interviewer. One of the questionnaires, specifically developed for a study, intended to analyze variables sex, age, educational level, economic status, residence area, marital status, family support, housing conditions, family unit composition, professional activity, medical insurance coverage, practice of physical activities, self- referred morbidities, use of medication, sleep, tabagism, use of alcohol beverage, health care facility use, aiming to feature elderly as for socio-sanitary variables. To assess quality of life it was used the instrument proposed by World Health Organization (WHO), the World Health Organization Quality of Life Instrument Bref (WHOQOL-bref), which analyzes four domains of quality of life: physical functioning, psychological well-being, social relationship and environment. WHOQOL-bref is a reduced version; it is constituted of 24 questions that assess the four domains and two more questions of overall quality of life assessment. The data were performed by means of Logistic and Linear Regression Analyzes by using SPSS. From elderly people studied, 51,7% constituted women and 48,3% were men. The age of the group varied between 60 and 93 years with an average of 71,1%(± 8,09). The prevailing age group was from 60 to 69 years (49,3%), followed by 70 to 79 years (32,7%), 80 to 89 (15%) and 90 years and older (2,4%). Most of them lived in the urban area (66%) and 34% in the rural area. The results indicated the elderly people in Teixeiras presented high scores of quality of life to all WHOQOL-bref domains. When analyzing contribution of different domains in overall quality of life, it was observed the four domains together explain 36,1% of overall quality of life; and that domains were different concerning individual contribution: the greatest contribution was given by Physical domain, followed by Environmental and Psychological, Social didn’t have significant contribution. Sex had significant influence in Physical, Psychological and Environmental domains, being the average scores of these domains higher among men. The fact of being FHP user or not didn’t show itself significantly associated to scores of quality of life in any of WHOQOL- bref domains. Age wasn’t a significant risk factor to low scores of quality of life either. In all domains at least two sanitary variables were associated to minor scores of quality of life. Special attention should be given to these sanitary characteristics that stood out as risk factors to a low quality of life: use of medication, necessity of medical care, lack of coverage by private medical insurance, presence of co- morbidity, sleep problems and retirement. In that sense, to identify factors that help to a better or worse quality of life of elderly becomes indispensable to health professionals, managers and politicians, so that they will be able to provide adequate health care and directed to epidemiologic and social demographic profile of the community.
Palavras-chave: Saúde do idoso
Qualidade de vida
Envelhecimento
WHOQOL-bref
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PEREIRA, Renata Junqueira. Análise da qualidade de vida de idosos - município de Teixeiras-MG. 2005. 159f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8840
Data do documento: 23-Jun-2005
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.