Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8843
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos da reabilitação oral no consumo alimentar em idosos
Effects of oral rehabilitation on elderly’s food consumption
Autor(es): Salustiano, Alina Costa
Abstract: Este trabalho foi realizado no município de Cajuri, MG, no período de maio a outubro de 2004, com o objetivo de avaliar os efeitos da reabilitação oral no consumo alimentar de pessoas idosas (60 anos ou mais). Foram selecionados, dentre os idosos do município, 60 indivíduos edêntulos totais ou parciais, com necessidade de tratamento prostodôntico e que aceitaram participar efetivamente desta pesquisa. Após a identificação e caracterização socioeconômica e da saúde bucal e geral dos idosos, foi realizado o exame clínico oral da amostra. Em seguida, fez-se a avaliação do consumo alimentar, por meio de inquérito de Freqüência Alimentar e Recordatório 24 h. Uma escala de autopercepção de bem-estar oral foi aplicada aos idosos. Procedeu-se ao tratamento prostodôntico dos idosos, e após 15 dias da instalação das próteses foram avaliados novamente o consumo alimentar e a auto-percepção do bem-estar oral. A maioria dos idosos estudados foi classificada como do extremo jovem (60– 69 anos), sendo 65% deles mulheres. Entre os medicamentos identificados foi mais freqüente o uso dos anti-hipertensivos entre os idosos. Grande parte destes (56,6%) era eutrófica (IMC entre 22–27 kg/m2), porém foi detectada uma parcela importante (33,3%) com baixo peso (IMC < 22 kg/m2). Quanto ao risco de complicações metabólicas em conseqüência da circunferência da cintura e sexo, constatou-se que as mulheres estavam em maior risco que os homens. O edentulismo total esteve presente em 75% dos casos, e muitos idosos relataram usar a prótese por mais de seis anos. Verificou-se diferença estatisticamente significativa e entre a percepção da cirurgiã-dentista e dos idosos quanto à adaptação da prótese e ao seu padrão estético antes da reabilitação oral. As causas mais freqüentes dos relatos negativos sobre a capacidade mastigatória foram a falta de dentes e a prótese mal-ajustada. Houve diferença estatisticamente significante entre o consumo de verduras cruas, legumes crus e queijo antes e depois da reabilitação oral, considerando-se como hábito alimentar o consumo do alimento quatro vezes ou mais por semana. O modo de preparo dos alimentos foi modificado após a reabilitação oral, conferindo aos idosos maior liberdade de escolha dos alimentos. A escala de autopercepção de bem-estar oral mostrou-se um instrumento eficaz para avaliar a percepção da condição oral pelos pacientes, e, ainda, detectou-se melhora na saúde oral dos idosos após a reabilitação oral, bem como na sua auto- estima.
This work was accomplished in the city of Cajuri, MG, from May to October 2004. Its objective was to evaluate the effect of the oral rehabilitation on the food intake in elderly people (aged 60 and more). Sixty totally or partially edentulous individuals were selected amongst the elderly of the city, needing a prosthodontic treatment that accepted to participate effectively in this research. After the identification of social-economic characteritics and the elderly’s oral and general health an oral clinical examination was done. Afterwards a FFQ (Food Frequency Questionnaire) and 24 h Dietary Record had been applied to assess the food consumption of the participants. A scale of self-perception of oral well-being was also applied to the elderly. The prosthodontic treatment was carried out and fifteen days after the prothesis installation, the food intake and the self-perception of oral condition were assessed again. The majority of the elderly were aged 60-69 years old and 65% were women. Among the drugs identified, the most frequently used among the elderly was mainly antihypertensives. Great part of the elderly (56,6%) was in an eutrofic state (BMI 22 - 27 kg/m2), however an important group (33,3%) with low weigth was detected (BMI < 22 kg/m2). When verified the risk of metabolic complications considering the waist circumference and sex, the women were in greater risk than the men. Total edentulism was present in 75% of the cases and many elderly reported using their prothesis for more than six years. A significant difference was detected between the dentist’s and elderly’s perception about the prothesis adaptation and esthetic before the oral rehabilitation. The most frequent causes of the negative reports about the masticatory ability were tooth loss and badly-adjusted prothesis. The food preparation was modified after the oral rehabilitation, conferring to the elderly more freedom of food election. The scale of self-perception of oral condition showed to be an efficient instrument to evaluate the perception of oral health of patients, and besides it detected improvement in the elderly oral health after oral rehabilitation, as well as on their self-esteem.
Palavras-chave: Reabilitação oral
Idosos
Consumo alimentar
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SALUSTIANO, Alina Costa. Efeitos da reabilitação oral no consumo alimentar em idosos. 2005. 104f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8843
Data do documento: 22-Mar-2005
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo547,13 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.