Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8852
Tipo: Dissertação
Título: Anatomia Foliar das Espécies de Asteraceae em um afloramento rochoso no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (MG)
Foliar anatomy of Asteraceae Species in a rocky blooming at State Park of Brigadeiro (MG)
Autor(es): Smiljanic, Kátya Bonfim Ataides
Abstract: A família Asteraceae compreende cerca de 1.535 gêneros e 23.000 espécies, apresentando grande plasticidade e ocupando diferentes nichos ecológicos, o que leva ao surgimento de padrões anatômicos muito variados. O sucesso adaptativo da família é atribuído em parte, a presença de estruturas secretoras diversas. Esse trabalho teve como objetivos estudar as espécies da família Asteraceae, ocorrentes em um afloramento rochoso no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro; avaliar parâmetros anatômicos que possam ser úteis na compreensão das estratégias adaptativas e caracterizar anatomicamente as estruturas secretoras utilizando-as como subsídios para a taxonomia. Foram estudadas as espécies: Achyrocline satureoides, Baccharis platypoda, B. stylosa, B. trimera, Erigerom maximun, Eupatorium sp. 1, Eupatorium sp. 2, E. intermedium, Stevia clausseni, Verbesina glabrata, Vernonia decumbens e V. discolor. Eupatorium sp. 1 e Eupatorium. sp. 2 são espécies novas. O material testemunha foi depositado no herbário VIC da Universidade Federal de Viçosa. Parte das folhas foi diafanizada e as epidermes dissociadas, conforme métodos usuais. Amostras da região mediana do limbo foram incluídas em parafina e, em etileno glicol-metacrilato para obtenção de cortes em micrótomo rotativo, que foram corados com azul de astra e safranina e em azul de toluidina posteriormente montados em Permount. Parte das amostras foi processada e analisada no microscópio eletrônico de varredura (MEV).A lâmina foliar da maioria das espécies apresentou células epidérmicas da face adaxial maiores que as da abaxial, estômatos anomocíticos no mesmo nível das células epidérmicas e cutícula delgada. Para a maioria das espécies estudadas as folhas são hipoestomáticas, dorsiventrais, com ausência de extensões de bainha do feixe e somente em Vernonia decumbens e Baccharis trimera a qual apresentou caule alado. Para o gênero Baccharis, as espécies mostraram-se anfiestomáticas e com mesofilo isobilateral. Vernonia discolor apresentou estômatos em criptas. As fibras esclerênquimáticas estão ausentes em todas as espécies da tribo Eupatorieae e em Verbesina glabrata (tribo Heliantheae). Tricomas tectores estão presentes em abundância em Achyrocline satureoides, Erigerom maximun, Verbesina glabrata e Vernonia discolor. Idioblastos cristalíferos foram visualizados em Baccharis trimera, Erigeron maximun, Verbesina glabrata e Vernonia discolor. Tricomas glandulares de dois tipos estão presentes na maioria das espécies estudadas. Todas as espécies apresentaram hidatódios com exceção de Baccharis trimera. Em B. stylosa, os hidatódios se mostraram necrosados. Os ductos secretores estão ausentes em Achyrocline satureoides, Vernonia decumbens e V. discolor. Nas demais espécies, os ductos podem estar associados ou próximos exclusivamente ao xilema, como em Eupatorium sp. 1, E. intermedium e Stevia clausseni (tribo Eupatorieae); exclusivamente ao floema, como nas espécies do gênero Baccharis e Erigerom maximun (tribo Astereae) ou, ao xilema e floema, em Eupatorium sp. 2 e Verbesina glabrata. B. stylosa apresentou ductos nas nervuras laterais associados ao xilema e floema, uma característica inédita para o gênero. Em B. platypoda, foram observados grandes ductos nas proximidades das terminações dos elementos traqueais. Algumas espécies estudadas apresentaram vários caracteres xeromórficos adaptados a sobrevivência em ambientes submetidos a estresses, tais como mesofilo compacto e isobilateral, esclerênquima associado aos feixes vasculares, cutícula espessa, estômatos em criptas, diversidade morfológica de tricomas e presença de extensões da bainha do feixe vascular.
The family Asteraceae consists on c.a. 1535 genus and 23000 species, occurring in different ecological niches and showing different anatomical patterns. The success of this family is due to the presence of secretory structures which are physiological complex cells, containing essential oils, alkaloids, polyacetylenes and sesquiterpene lactones responsible for the plant chemical protection. This work aimed to study species from the Asteraceae listed in to a phytosociological study carried at State Park of Brigadeiro; evaluate anatomical parameters useful to understand their adaptative strategies, and characterize anatomically the secretory structures that will provide taxonomy information. The selected species included: Achyrocline satureoides, Baccharis platypoda, Baccharis stylosa, Baccharis trimera, Erigerom maximun, Eupatorium sp. 1, Eupatorium sp. 2, Eupatorium intermedium, Stevia clausseni, Verbesina glabrata, Vernonia decumbens and Vernonia discolor. According to routine methodologies, the leaves were diaphanized and epidermis dissociated. The slides were stained with safranin, fast green and aqueous safranin, respectively. The central portion of the leaves were included in paraffin or metal-methacrylate to obtain sections in microtome which were stained, respectively, with blue astra/safranin and toluidine blue. Some samples were analyzed in scanning-electron microscope (SEM). The most species showed leaves with thin cuticle and ornamentations on the bundles region. Epidermic cells from adaxial side larger than abaxial side. Anomocytic stomata at the same level of epidermic cells being the leaf hypostomatic, dorsiventral, lacking extensions bundle sheaths in Vernonia decumbens and Baccharis trimera. In Baccharis species, the leaves were amphistomatic, with isobilateral mesophyll unlikely Vermonia showed stomatal inside crypts. In all species of Eupatorieae and Verbesina glabrata fibers were absent. Tectors trichomes were abundant in A. satureoides, Erigerom maximun, Verbesina glabrata and Vernonia discolor. Idioblast crystals were visualized in B. trimera, Erigeron maximun, Verbesina glabrata and Vernonia discolor, which glandular trichomes from were two types in the most studied species. All species, except the Baccharis trimera, hydathode were identified. Ductos near to tracheal element termination were observed in Baccharis platypoda. In Baccharis stylosa, hydathode was necrosed. In Achyrocline satureoides, Vernonia decumbens e Vernonia discolor, ducts were absent, while in the others, ducts may exclusively face the xylem as in Eupatorium sp. 1, Eupatorium intermedium and Stevia clausseni, exclusively the phloem in Baccharis and Erigerom, or in both xylem and phloem as in Eupatorium sp. 2 and Verbesina glabrata. Some species presented several xeromorphic features which helped to adapt to survival in extreme environment such as isobilateral and compact mesophyll, sclerenchyma associated to vascular bundles, thick cuticle, cryptal stomata, trichome morphologic diversity and extensions of vascular bundle sheaths. Such characteristics were not as supposed take because of the environmental conditions. Mycorrhizal associations and trichomes were capable to obtain water from atmospheric vapor and possibly contribute to a better adaptation of these species. All these characteristics may be an important knowledge to the taxonomy, specially, in the separation of a new species of Eupatorium.
Palavras-chave: Asteraceae - Anatomia
Folhas - Anatomia
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SMILJANIC, Kátya Bonfim Ataides. Anatomia Foliar das Espécies de Asteraceae em um afloramento rochoso no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (MG). 2005. 79 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8852
Data do documento: 4-Fev-2005
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo3,17 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.