Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/887
Tipo: Tese
Título: Influência dos parasitóides Palmistichus elaeisis e Trichospilus diatraeae (Hymenoptera: Eulophidae) na imunidade celular de Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae)
Título(s) alternativo(s): Influence of parasitoid Palmistichus elaeisis and Trichospilus diatraeae(Hymenoptera: Eulophidae) on cellular immunity of Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae)
Autor(es): Andrade, Gilberto Santos
Primeiro Orientador: Serrão, José Eduardo
Primeiro coorientador: Zanuncio, José Cola
Segundo coorientador: Pratissoli, Dirceu
Primeiro avaliador: Vieira, Carlos Ueira
Segundo avaliador: Santos Júnior, Hugo José Gonçalves dos
Terceiro avaliador: Martins, Gustavo Ferreira
Abstract: Diversas alterações fisiológicas ocorrem em hospedeiros parasitados para favorecer o desenvolvimento de formas imaturas de parasitóides. O objetivo do trabalho foi avaliar a defesa celular de pupas do hospedeiro alternativo, Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) parasitadas por Palmistichus elaeisis Delvare & LaSalle ou Trichospilus diatraeae Cherian & Margabandhu (Hymenoptera: Eulophidae). Três situações distintas foram utilizadas para avaliar as alterações no sistema imunológico de A. gemmatalis: 1) Diferentes densidades de parasitóides/pupa; 2) Diferentes idades dos parasitóides; 3) Diferentes idades do hospedeiro. Na avaliação do efeito da densidade de parasitóides, o número total de hemócitos e a encapsulação foram menores com o aumento do número de parasitóides por pupa, devido ao menor número de granulócitos e de plasmatócitos circulantes na hemolinfa de pupas de A. gemmatalis, sendo que pupas parasitadas por P. elaesis apresentaram maior redução de hemócitos que às parasitadas por T. diatraeae. Na avaliação do efeito da idade dos parasitóides, o aumento da idade dos parasitóides promoveu a absorção dos ovócitos formados. No entanto, essa absorção não sugeriu uma redução quantitativa e/ou qualitativa de possíveis substâncias presentes no ovário de fêmeas dos parasitóides que poderiam estar envolvidos na supressão da imunidade do hospedeiro. O número total de hemócitos na hemolinfa de A. gemmatalis reduziu após o parasitismo por T. diatraeae com 24 ou 48 horas de idade. Fato semelhante ocorreu em pupas de A. gemmatalis após o parasitismo por P. elaeisis com 72 ou 96 horas de idade. O número de granulócitos circulantes em pupas de A. gemmatalis somente reduziu após serem parasitadas por T. diatraeae com 24 horas de idade ou por P. elaeisis com 72 ou 96 horas de idade. No entanto, o número de plasmatócitos reduziu pelo parasitismo de T. diatraeae com 24 ou 48 horas de idade. A maior redução de plasmatócitos ocorreu em pupas parasitadas por P. elaeisis com 72 e 96 horas de idade. A encapsulação de A. gemmatalis foi semelhante em pupas parasitadas ou não independentemente da idade de T. diatraeae ou de P. elaeisis. Na avaliação da idade do hospedeiro, pupas com 24 horas parasitadas por T. diatraeae tiveram menor número de granulócitos em relação às pupas não parasitadas e menor redução de plasmatócitos também em pupas com essa idade. O número de plasmatócitos em pupas com 48 horas parasitadas por T. diatraeae foi menor que às não parasitadas nesta mesma idade. A encapsulação de pupas com 24 horas parasitadas por P. elaeisis foi menor somente que às não parasitadas com 48 horas. Por outro lado, pupas parasitadas com 24 horas por T. diatraeae tiveram menor encapsulação que pupas parasitadas e não parasitadas com 48 horas. Os resultados indicam que os parasitóides P. elaesisis e T. diatraeae afetam o número de hemócitos do hospedeiro A. gemmatalis. Esses resultados podem contribuir para o melhor entendimento das interações entre parasitóide-hospedeiro, possibilitando otimizar a produção massal de inimigos naturais para o controle de insetos-praga em programas de controle biológico.
Several physiological changes occur in parasitized hosts to promote the development of immature parasitoids. The objective of this work was to evaluate the cellular defense of the alternative host pupae, Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) parasitized by Palmistichus elaeisis Delvare & LaSalle or Trichospilus diatraeae Cherian & Margabandhu (Hymenoptera: Eulophidae). Three situations were used to assess changes in the immune system of A. gemmatalis: 1) Effect of densities of parasitoid per pupa, 2) Parasitoid age effect on alternative host cellular defense 3) Host age effect on the ability of parasitoids to suppress the host cellular defense. In evaluating the effect of the density of parasitoids, the total number of hemocytes and encapsulation were lower with increasing the number of parasitoids per pupa, due to lower number of circulating plasmatocytes and granulocytes in the hemolymph of A. gemmatalis pupae, and parasitized pupae by P. elaeisis showed greater reduction of hemocytes than the parasitized by T. diatraeae. In evaluating the parasitoid age effect, the increasing parasitoids age promoted the absorption of oocytes formed. However, this absorption did not suggest a quantitatively or qualitatively reduction in possible substances from the ovary of female parasitoids that could be involved in host immune suppression. The total number of hemocytes in the hemolymph of A. gemmatalis reduced after parasitism by 24 or 48 hours old T. diatraeae. A similar phenomenon occurred in pupae of A. gemmatalis after parasitism by 72 or 96 hours old P. elaeisis. The number of circulating granulocytes in A. gemmatalis pupae only reduced after being parasitized by 24 hours old T. diatraeae or by 72 or 96 hours old P. elaeisis. However, the number of plasmatocytes in A. gemmatalis pupae reduced with 24 or 48 hours old T. diatraeae. The largest reduction occurred in plasmatocytes in pupae parasitized by 72 and 96 hours old P. elaeisis. The encapsulation of parasitized or not parasitized A. gemmatalis pupae was similar regardless of age of T. diatraeae or P. elaeisis. In the evaluation of host age, parasitized 24 hours old pupae had fewer granulocytes in relation to unparasitized pupae by T. diatraeae and a smaller reduction of plasmatocytes. The number of plasmatocytes in parasitized 48 hours old pupae was lower than those unparasitized by T. diatraeae. The encapsulation in 24 hours old pupae after parasitism by P. elaeisis was lower only than the unparasitized 48 hours old pupae. Moreover, 24 hours old pupae after parasitism by T. diatraeae showed lower encapsulation that parasitized and not parasitized 48 hours old pupae. The results indicate that both species P. elaesisis and T. diatraeae affect the number of hemocytes from the host A. gemmatalis. These results may contribute to understanding the interactions between parasitoid-host, enabling the optimization of mass production of natural enemies to control insect pests in biological control programs.
Palavras-chave: Controle biológico
Imunologia
Endoparasitóide
Biologia Celular
Biological Control
Immunology
Endoparasitoid
Cell Biology
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::PARASITOLOGIA::ENTOMOLOGIA E MALACOLOGIA DE PARASITOS E VETORES
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Doutorado em Entomologia
Citação: ANDRADE, Gilberto Santos. Influence of parasitoid Palmistichus elaeisis and Trichospilus diatraeae(Hymenoptera: Eulophidae) on cellular immunity of Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae). 2010. 86 f. Tese (Doutorado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/887
Data do documento: 18-Out-2010
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,81 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.