Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8888
Tipo: Dissertação
Título: Consumo alimentar, perfil nutricional e de saúde de crianças no 2o e 3o anos de vida atendidas em serviços públicos de saúde do município de Viçosa – Minas Gerais
Food consumption, nutritional and health profile of children in 2th and 3 th years of life assisted in public health services of Viçosa - Minas Gerais
Autor(es): Cavalcante, Ana Augusta Monteiro
Abstract: Objetivo: Caracterizar o consumo alimentar, perfil nutricional e de saúde de crianças no 2o e 3o anos de vida, atendidas nos serviços públicos de saúde do município de Viçosa, Minas Gerais. Metodologia: Em 174 crianças de ambos os sexos foi realizado durante três meses, estudo transversal no qual se caracterizou o padrão alimentar. Foram aplicados a cada criança dois inquéritos dietéticos (Recordatório 24 horas e Questionário de Freqüência Alimentar) e um questionário socioeconômico, demográfico e de assistência à saúde, e comparadas, pela média encontrada nos dois inquéritos, a AMDR (Taxa de Distribuição Aceitável de Macronutrientes), aos EER (Necessidade Estimada de Energia) e à prevalência de inadequação de micronutrientes. Foram calculados scores z para os índices de peso/idade, peso/estatura e estatura/idade, e comparados ao padrão do NCHS/CDC (Centro Nacional para Saúde e Estatística/Centro de Controle e Prevenção de Doenças) e associados ao consumo alimentar. Composição centesimal dos alimentos foi calculada utilizando-se o software Diet Pro4. Para a construção do banco e análise estatística utilizou-se o software Epi-Info (6.4) por meio do qual foram realizados o Teste X2, Teste t Student e a Razão de Chances (Odds Ratio). Resultados: A análise dos dados demonstrou que o consumo alimentar habitual de energia e nutrientes foi estatisticamente significante e maior entre as crianças do sexo masculino, p<0,0001, à exceção de fibra e vitamina C. A quantidade de energia proveniente de macronutrientes mostrou maior proporção (81,5%) de crianças de ambas as faixas de idade com valores abaixo do limite mínimo para lipídio. Ainda nas duas faixas de idade, a maioria das crianças (80,2% e 96,4% e 87,3% e 96,8%) permaneceu com a ingestão de carboidrato e proteína na faixa recomendada. A quantidade média de energia fornecida pela dieta excedeu a EER para ambos os sexos, com p<0,0001. As mais altas prevalências de inadequação foram observadas para as vitaminas C e A (96,6 e 36,8%) e os minerais ferro e zinco (13,2 e 99,4%). Alimentos mais consumidos foram feijão, carne de frango, arroz, angu, couve, banana e óleo. Prevalências de desnutrição encontradas foram 13,2% para P/I, 13,8% para P/E e 4,0% para E/I. Conclusão: Considerando a variabilidade referente ao consumo alimentar das crianças pode-se concluir que, apesar do fornecimento de energia por meio da dieta ter excedido a recomendação para a grande maioria das crianças estudadas, foram observadas elevadas prevalências de inadequação para a maior parte dos micronutrientes, a exemplo das vitaminas A e C e dos minerais ferro e zinco, essenciais para prevenir a morbi-mortalidade nos primeiros anos de vida. Encontrou-se associação positiva entre baixo nível socioeconômico e inadequação no consumo alimentar com os déficits nutricionais destas crianças.
Objective: To characterize the food consumption, nutritional and health profile of children who are in second and third years of life, assisted in the public health services of Viçosa municipality, at Minas Gerais State. Methodology: A three months cross sectional study was carried out in 174 children of both sexes to determine the food consumption pattern. Two questionnaires were applied to collect the dietary data (a 24 hours recall and a Food Frequency Questionnaire) and a third questionnaire to collect socioeconomic, demographic and health assistance data, and compared, for the average found in the two inquiries, the AMDR (Acceptable Macronutrient Distribution Ranges), EER (Estimated Energy Requirement) and inadequacy prevalence of micronutrients. Scores z were calculated for the indices of Weight/Age, Weight/Stature and Stature/Age, and they were compared the NCHS (National Center for Health Statistics) and associated to the food consumption. Centesimal composition of foods was calculated in DietPro4 software. The Epi-Info (6.4) software was used for organize the data basis and for the data analysis in which ×2 Test, Test t Student and Odds Ratio were carried out. Results: The analysis of usual food consumption of energy and nutrients was statistically significant and higher for boys than for girls, p<0,0001 exception being made for fiber and vitamin C. The amount of energy from macronutrients showed the greater ratio (81,5%) in children of both age ranges with values below of the minimum fat limit. In both age groups studied most children (80,2% and 96,4% and 87,3% and 96,8) had a carbohydrate and protein intake within the recommended range. The average amount of energy supplied by the diet exceeded the EER for both sex, p<0,0001. The highest inadequacy prevalence has observed for vitamins C and A (96,6 and 36,8%) and for minerals iron and zinc (13,2 and 99,4%). Foods more commonly consumed were beans, chicken, rice, angu, borecole, banana and oil. Malnutrition prevalence’s was found for weight/age (13,2%), weight/stature (13,8%) and stature/age (4,0%). Conclusion: Considering the children ́s food consumption variability it can be concluded that despite the energy provision from the diet exceeds the dietary recommendation for most of the studied children, high prevalences of nutritional inadequacy were found for most of the micronutientes under study such as vitamins A and C and minerals such as iron and zinc which are essential to prevent morbimortality within the early life. Positive association was found between low socioeconomic level and comsumption inadequacies and those children ́s mutritional deficits.
Palavras-chave: Crianças - Consumo alimentar - Condições sociais
Crianças - Nutrição - Viçosa (MG)
Crianças - Estado Nutricional - Viçosa (MG)
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CAVALCANTE, Ana Augusta Monteiro. Consumo alimentar, perfil nutricional e de saúde de crianças no 2o e 3o anos de vida atendidas em serviços públicos de saúde do município de Viçosa – Minas Gerais. 2004. 118f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8888
Data do documento: 29-Jun-2004
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,58 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.