Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/8904
Tipo: Dissertação
Título: Efeito do óleo de amendoim sobre o metabolismo energético, a composição corporal, o perfil lipídico e o apetite em indivíduos com excesso de peso
Effect of the peanut oil on energy expenditure, body composition, lipid profile and appetite in overweight people
Autor(es): Coelho, Sandra Bragança
Abstract: A alimentação é fator fundamental para a prevenção e tratamento das doenças crônico-degenerativas. O efeito redutor dos lipídios plasmáticos foi documentado em estudos com sementes oleaginosas, como o amendoim, rica em ácidos graxo monoinsaturado (MUFA). Outros ainda vêm relacionando-os com a perda ou manutenção do peso, sendo que uma das hipóteses é a promoção do aumento no metabolismo basal (MB) e termogênese induzida pela dieta (TID). Outros ainda têm relacionado-o com menores taxas de fome. Neste estudo 24 voluntários (12 homens e 12 mulheres) com IMC de 28,15±3,26, idade 34,21 ± 7,47 anos, ingeriram diariamente uma carga correspondente a 30% do MB em óleo de amendoim na forma de shakes durante 8 semanas. O MB e TID foram aferidos no início e final do estudo e estes foram relacionados com o perfil lipídico. A fome, desejo alimentar, consumo prospectivo, plenitude gástrica e sede também foram aferidos por meio da escala de analogia visual nas semanas basal, 2, 4, 6 e 8. Observou-se um aumento de peso, porém este foi apenas 39,16% do ganho de peso esperado. O HDL-C foi estatisticamente maior após as 8 semanas, porém registrou-se um aumento (7,50 mg/dL) nas primeiras 4 semanas e logo em seguida uma queda (5,50 mg/dL). O MB também se apresentou significantemente maior, mesmo após correção pelo peso. A TID não mostrou diferença significante assim como a dieta e a atividade física. As taxas de fome aferidas nas semanas 2, 4, 6 e 8 foram significantemente maiores em relação a semana basal, o que pode ser um reflexo dos períodos sucessivos de jejum pelo qual passaram estes indivíduos. A taxa de plenitude gástrica se mostrou aumentada, porém continuou em valores baixos. Fazem-se necessários outros estudos enfocando não a adição, mas a substituição dos ácidos graxos saturados pelos MUFAs para confirmar ou não sua relevância na dieta.
Feeding is a fundamental factor for the prevention and treatment of chronic- degenerative diseases. A reducer effect on plasmatic lipids has been being documented in studies with nuts, like peanuts, rich in monounsaturated fatty acids (MUFA). Others related them with weight loss or maintenance and one of the hypothesis for this is the increasement in energy expenditure(EE) and diet induced thermogenesis (DIT). Several other studies have related consumption of the peanuts with lower hunger rates. At the present study 24 subjects (12 men and 12 women) with BMI of 28.15±3.26, age 34.21 ± 7.47 years, ingested daily a corresponding load of 30% of his/her EE in peanut oil added in shakes for 8 weeks. EE and DIT were checked at the beginning and at the end of the study and these were related with lipid profile. Hunger rates, desire to eat, prospective consumption, fullness and thirst also were checked using a visual analogue scale in weeks: basal, 2, 4, 6 and 8. A weight increasement was observed, however this was just 39.16% of the expected weight gain. HDL-C was statistically higher after 8 weeks, however an increase of 7,50 mg/dL was registered in the first 4 weeks and then a fall (5.50 mg/dL). EE also was significantly higher, even after correction by weight. DIT did not introduce significant difference as well as diet composition and physical activity. The hunger rates checked in weeks 2, 4, 6 and 8 were significantly higher comparing to the basal week, that it can be a reflex of the successive fasting periods by which passed these individuals. Fullness showed increased, however it continued in low values. It is necessary other studies focusing not on addition, but on substitution of saturated fatty acids for MUFAs from peanuts, to confirm or not its relevance in the diet.
Palavras-chave: Amendoim
Metabolismo basal
Perfil lipídico
Obesidade
Saciedade
Appetite
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: COELHO, Sandra Bragança. Efeito do óleo de amendoim sobre o metabolismo energético, a composição corporal, o perfil lipídico e o apetite em indivíduos com excesso de peso. 2003. 113f. Dissertação (Mestrado em Ciência da Nutrição) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/8904
Data do documento: 29-Ago-2003
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo382,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.