Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/901
Tipo: Tese
Título: Preservação de Melipona capixaba Moure & Camargo, 1994 (Hymenoptera: Apidae): aspectos biológicos e ecológicos
Título(s) alternativo(s): Preservation of Melipona capixaba Moure & Camargo, 1994 (Hymenoptera: Apidae): biological and ecological aspects
Autor(es): Serra, Bruna Danielle Vieira
Primeiro Orientador: Campos, Lúcio Antonio de Oliveira
Primeiro coorientador: Luz, Cynthia Fernandes Pinto da
Segundo coorientador: Coelho, France Maria Gontijo
Primeiro avaliador: Siqueira, Maria Augusta Lima
Segundo avaliador: Drummond, Murilo Sérgio
Abstract: Este trabalho avaliou aspectos biológicos e ecológicos de Melipona capixaba com intuito de conhecer a sua biologia, coletar, sistematizar e produzir informações que auxiliem o seu correto manejo, contribuindo para a diminuição dos riscos de extinção da espécie. Foram identificados os tipos polínicos presentes em amostras de pólen das corbículas de operárias e os armazenados em potes de alimento no interior dos ninhos. Os principais recursos tróficos usados por M. capixaba pertencem às famílias Myrtaceae e Melastomataceae. Os tipos Eucalyptus e Melastomataceae/Combretaceae foram os mais freqüentes nas amostras de pólen armazenado em potes de alimento no interior dos ninhos. O tipo polínico Eucalyptus foi dominante durante todo o ano ou durante a maior parte do ano. Nos meses em que o pólen de Eucalyptus não foi coletado ou não predominou nas amostras, tipos polínicos de espécies da mata nativa remanescente, plantas ruderais, frutíferas e ornamentais introduzidas prevaleceram nas amostras. Foi verificada ainda a influência da temperatura ambiente sobre as temperaturas intranidais da área da cria e de fora da área da cria. A variação na temperatura ambiente influenciou na variação da temperatura na área da cria. Duas das colônias estudadas regularam a temperatura na área da cria em aproximadamente 30ºC, enquanto a temperatura ambiente variou de 8 a 33,5ºC. A outra colônia controlou a temperatura na área da cria de forma deficiente, possivelmente, em conseqüência da má adaptação às condições da caixa onde estava abrigada. A temperatura fora da área da cria foi influenciada pelas variações da temperatura ambiente e as colônias apresentaram respostas semelhantes a esta variação. Foi testada também a possibilidade de que a distribuição de M. capixaba seja um exemplo de não equilíbrio histórico e identificamos áreas prioritárias para serem consideradas dentro das estratégias de preservação da espécie a partir de procedimentos de modelagem de distribuição. Nossas análises indicam que a distribuição de M. capixaba trata-se de um caso de não equilíbrio histórico, que existem fatores limitando a sua dispersão e impedindo o alcance de áreas com características climáticas semelhantes àquelas de seus pontos de ocorrência conhecidos. A distribuição da espécie é restrita a áreas de elevada altitude e os locais com maior adequabilidade ambiental para sua ocorrência correspondem a municípios das regiões sudoeste serrana e central do Espírito Santo. Essas áreas são afetadas pela expansão da silvicultura, pela monocultura de eucalipto, pastagens, atividades agrícolas, atividade mineral de extração de rochas ornamentais, uso de agrotóxicos, uso do fogo para a derrubada da vegetação, especulação imobiliária e ocupação desordenada do solo. O padrão de ocorrência, restrito às montanhas, indica a necessidade de proteção de matas de altitude. Por último, verificamos que a maioria dos ninhos conhecidos de M. capixaba está em cortiços nas propriedades de agricultores da região serrana do estado do Espírito Santo e que a persistência da espécie parece depender, em grande parte, do modo como os criadores manejam e cuidam de suas caixas ou cortiços, já que ninhos silvestres são raros. O registro das informações obtidas nesta pesquisa, juntamente com as informações fornecidas pelos criadores de M. capixaba ajudará a difundir melhores práticas de manejo para a espécie.
This work evaluated biological and ecological aspects of Melipona capixaba with the intent of understanding the biology of the species, as well as collect, organize and generating information to aid in the correct management so as to diminish the risks of extinction oh the species. Types of pollen present in samples form the corbicula of workers and stored in feeding bowls inside the nests were identified. The main trophic resources used by M. capixaba belong to the families Myrtaceae and Melastomataceae, especially important in its diet throughout the year is the species Eucalyptus. Eucalyptus and Melastomataceae/ Combretaceae were most frequent in the pollen samples stored in feeding bowls inside the nest. In the months in which Eucalyptus pollen was not collected or did not predominate in the samples, pollen from species of remaining native forest and introduced ruderal, fruit and ornamental plants prevailed in the samples. Also verified was the influence of ambient temperature on intranidal temperatures of the rearing area and outside the rearing area. Variation in ambient temperature influenced the variation of temperature in the rearing area. Two of the studied colonies regulated temperature in the rearing area at approximately 30ºC while the ambient temperature ranged from 8 to 33,5ºC. The other colonies poorly controlled temperature in the rearing area, potentially as a result of poor adaptation to the box where it was housed. Outside the rearing area the temperature was influenced by ambient temperature variations and the colonies presented similar responses to this variation. Also tested was the possibility that the distribution of M. capixaba is an example of non-equilibrium history and priority areas were identified to be considered within preservation strategies of the species from distribution modeling procedures. Analyses performed here indicate that the distribution of M. capixaba is a case of non-equilibrium history, in which there are factors limiting its dispersion and preventing that it reaches areas with climatic characteristics similar to those of known occurrence. Species distribution is restricted to areas of high altitude and the locations with more suitable environment for its occurrence correspond to municipalities in the southwest and central highlands of Espírito Stanto state, Brazil. These areas are affected by the expansion of forestry, eucalyptus monoculture, grazing, farming, mining, use of pesticides, use of fire for clearing of vegetation, land speculation and irregular occupation of the soil. The pattern of occurrence, restricted to the mountains, indicates the need for protection of high-altitude forests. Finally, it was verified that most known nests of M. capixaba are in hives located on the properties of farmers in the mountainous region of Espírito Santo and the persistence of the species seems to depend largely on how farmers manage and care for their boxes or hives, since wild nests are rare. Information obtained from this research, together with information provided by keepers of M. capixaba, will help to determine the best management practices for this species.
Palavras-chave: Melipona capixaba
Extinção
Endemismo
Pólen
Termoregulação
Melipona capixaba
Extinction
Endemism
Pollen
Thermoregulation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Doutorado em Entomologia
Citação: SERRA, Bruna Danielle Vieira. Preservation of Melipona capixaba Moure & Camargo, 1994 (Hymenoptera: Apidae): biological and ecological aspects. 2012. 133 f. Tese (Doutorado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/901
Data do documento: 24-Fev-2012
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,62 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.