Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9050
Tipo: Tese
Título: Indústria siderúrgica brasileira: evolução recente e tendências
Brazilian steel industry: recent evolution and trends
Autor(es): Muÿlder, Cristiana Fernandes de
Abstract: O cenário atual teve início no processo de privatização do setor siderúrgico após os anos 1990 onde como conseqüência tem-se o fortalecimento do parque industrial, a revolução tecnológica e os avanços da mecânica de precisão. Alguns indicadores demonstram este cenário positivo: aumento da capacidade instalada, índice de pessoal ocupado com a produção industrial, aumento da produtividade e participação no mercado interno e externo. Este estudo visou identificar os fatores relacionados a este novo cenário empresarial que apontam tendências para o setor siderúrgico brasileiro. Foram três grupos de fatores estudados: empresariais, estruturais e sistêmicos. Os fatores empresariais referem-se às variáveis que a empresa detém poder de decisão e podem ser controladas; os estruturais são caracterizados por uma capacidade de intervenção limitada por parte da empresa, e os fatores sistêmicos dizem respeito às externalidades para as quais a empresa não possui muita possibilidade de intervenção. Os fatores empresariais revelam o investimento constante no complexo siderúrgico com destaque à reestruturação do setor e investimentos que visam atingir metas produtivas e de exportação, assegurando, assim, sua competitividade. Os fatores estruturais estudados indicam que a demanda interna de aço está relacionada à recente geração de empregos no setor da construção civil e provável retomada do crescimento da economia brasileira. Os fatores sistêmicos dizem respeito às externalidades para as quais a empresa possui pouca possibilidade de intervenção. Todos os fatores indicam retomada do crescimento do mercado interno e, conseqüentemente, abastecimento do mercado industrial que utiliza o aço como matéria-prima. Ao relacionar os três grupos de indicadores que foram analisados, verifica-se que fatores mais próximos da siderurgia brasileira (empresariais e sistêmicos) possuem melhor desempenho. Isto se deve ao fato de estarem relacionados às novas técnicas de gestão e processo produtivo. O fator estrutural não possui melhor desempenho porque carece de ações macroeconômicas e políticas.
The actual state of things had its beginning in the late 90’s, when steel industry turned in private hands, improving steel plants actuation through the gains of the technological revolution and advances of precision mechanics. Some indexes demonstrate this positive trend? Growth and the installed capability, employments tax in the industrial sector, productivity growth and participation in the intern and extern market. This study aims to identify in this new business setting the factors that may show the trend of the Brazilian steel industry. Three were the studied groups Enterprising, structural and systematical. Enterprising factors are those that business ruling are able to control; structural factors may eventually suffer limited intervention from business; and systematical factors are originated by external influences without almost no intervention power of enterprise. The enterprising factors show a continuous investment in the steel industry viewing the restructuring of the whole sector, and investments aiming to achieve production and export goals to insure continuous competition. The studied structural factors show that intern steel demand is related to recent growth of employment in the building contracting and probably further economic expansion. The systematical factors only concern external factors, without any reaction capability of business. All factors show a renewing growth of intern market, thus implying in greater demand from steel processing industries. When connecting the tree former analyzed groups, one may check that factors more related to the Brazilian steel industry (enterprise and systematical) are showing a better performance, this due to the new management techniques and production processing. The structural factor cannot show a better performance owing to the lack of macroeconomic and political action.
Palavras-chave: Setor siderúrgico
Produção industrial
Competitividade
Economia brasileira
CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MUŸLDER, Cristiana Fernandes de. Indústria siderúrgica brasileira: evolução recente e tendências. 2004. 79 f. Tese (Doutorado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9050
Data do documento: 17-Dez-2004
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo319,33 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.