Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9060
Tipo: Dissertação
Título: Interferência de substâncias orgânicas e microrganismos na técnica de ATP-bioluminescência
Interference of organic substances and microorganisms in the ATP- bioluminescence technique
Autor(es): Simm, Erny Marcelo
Abstract: Avaliou-se a interferência da caseína, lipídeo, sacarose, Staphylococcus carnosus e esporos de Bacillus subtilis na determinação da bioluminescência. As substâncias orgânicas e os microrganismos em suspensões ou aderidos ao aço inoxidável, AISI 304, n° 4 foram analisados isoladamente e em combinações. A bioluminescência foi determinada em luminômetro comercial, com os resultados expressos em Unidades Relativas de Luz (URL). Em relação às suspensões preparadas com três substâncias orgânicas, houve um aumento (p<0,05) no número de URL com a presença de caseína e lipídeo. A sacarose reduziu a bioluminescência. Neste mesmo tipo de suspensão aderida ao aço inoxidável, o número de URL aumentou (p<0,05) com a presença de caseína e sacarose. O lipídeo reduziu a bioluminescência. Constatou-se um maior (p<0,01) número de URL nas suspensões com 5,4x104 CDM.mL-1 de S. carnosus em relação aquelas com 2,9x104 CDM.mL-1 de esporos de B. subtilis. No que se refere às suspensões de células vegetativas ou esporo bacteriano aderidas ao aço inoxidável, adicionadas ou não das três substâncias orgânicas, a bioluminescência para S. carnosus foi sempre maior (p<0,05) do que para os esporos de B. subtilis, independente da concentração estudada. As três substâncias orgânicas reduziram o número de URL (p<0,05) quando combinadas com 5,4x104 CDM.mL-1 de S. carnosus. Quando se utilizou esporo de B. subtilis, as três substâncias orgânicas não tiveram nenhum efeito significativo (p>0,05) na determinação da bioluminescência. Três resultados diferentes foram observados quando se compararam as suspensões contendo simultaneamente as três substâncias mais célula vegetativa e aquelas que continham somente o microrganismo, todas aderidas ao aço inoxidável: redução (p<0,05) no número de URL, quando a bactéria estava na concentração de 5,4x103 CDM.cm-2, aumento na bioluminescência (p<0,05) nas suspensões onde S. carnosus estava presente na concentração de 5,4x102 CDM.cm-2 e nenhuma diferença significativa (p>0,05) foi detectada em presença de célula vegetativa na concentração de 5,4x101 CDM.cm-2. Foi detectado um aumento no número de URL nas suspensões de caseína, lipídeo e sacarose adicionadas de 2,9x103 CDM.cm-2 esporos de B. subtilis em relação à suspensão com as três substâncias orgânicas, todas aderidas ao aço inoxidável. Na comparação envolvendo as outras duas concentrações de esporo bacteriano e a suspensão com as três substâncias, percebeu-se uma redução no número de URL. As substâncias orgânicas, os microrganismos e as combinações entre eles, tanto em análises em suspensão quanto aderidos ao aço inoxidável interferiram em maior ou menor grau na técnica de bioluminescência. A determinação de ATP nas superfícies não deve ser a única técnica usada para monitorar a eficiência da higienização em indústrias de alimentos. Ela pode ser utilizada como uma ferramenta complementar da avaliação microbiológica tradicional. Além disso, para a obtenção de informações confiáveis, deve-se entender as limitações dessa técnica.
The casein, lipid, sucrose, Staphylococcus carnosus and Bacillus subtilis spores interference in the bioluminescence measurement was evaluated. The organic substances and the microorganisms, presents in suspensions or adhered to the stainless steel, were analyzed separately and in combinations. A commercial luminometer was used, with the results expressed in Relative Units of Light (RUL). In relation to the suspensions with the three organic substances, there were an increase (p<0,05) in the RUL measurements with the casein and lipid addition. The sucrose reduced the bioluminescence. In this same suspension, adhered to the stainless steel, the RUL measurements were increased (p <0,05) with the casein and sucrose addition. The lipid reduced the bioluminescence. It was verified (p <0,01) a higher RUL measurement in the suspensions with 5,4x104 CDM.mL-1 of S. carnosus in relationship those with 5,4x104 CDM.mL-1 of B. subtilis spores. For the suspensions of vegetative cells or bacterial spores adhered to the stainless steel, added or not of the three organic substances, the RUL measurements for S. carnosus were always higher (p <0,05) than for the B. subtilis spores. The suspension containing the three organic substances decreased (p <0,05) the RUL measurement when added of 5,4x104 CDM.mL-1 of S. carnosus. When the microorganism was B. subtilis spores, the three organics substances did not showed difference (p>0,05) in the bioluminescence measurement. Three different results in the bioluminescence were observed in the comparison among the suspensions containing the three substances added of vegetative cell and those that contained only the microorganism, all of them adhered to the stainless steel: it was a reduction (p <0,05) in the measurement of RUL, when the bacteria were in the concentration of 5,4x105 CDM.mL-1, it was observed an increase in the bioluminescence (p <0,05) in the suspensions when S. carnosus was present in the concentration of 5,4x104 CDM.mL-1 and it was not observed difference (p>0,05) when the vegetative cell was in the concentration of 5,4x103 CDM.mL- . An increase was detected in the RUL measurement in the casein suspensions, lipid and sucrose added of 2,9x10-3 CDM.cm-2 of B. subtilis spores in relation to the suspension with the three organic substances, all adhered to the stainless steel. In the comparison involving the other two concentrations of bacterial spore and the suspension with the three substances, it was observed a decrease in the RUL measurement. The organics substances, microorganisms and their combinations, in suspensions or adhered to stainless steel, showed an interference on ATP bioluminescence measurements. This technique should be used as an auxiliary tool associated to traditional microbiological analysis.
Palavras-chave: ATP Bioluminescência
Esporo de Bacillus subtilis
Staphylococcus aureus
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SIMM, Erny Marcelo. Interferência de substâncias orgânicas e microrganismos na técnica de ATP-bioluminescência. 2004. 64f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9060
Data do documento: 29-Jun-2004
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo236,69 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.