Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9083
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributorCampos, Antônio Carvalho
dc.contributorReis, Brício dos Santos
dc.contributor.advisorGomes, Marília Fernandes Maciel
dc.contributor.authorFerreira Neto, José
dc.date.accessioned2016-11-08T11:46:54Z
dc.date.available2016-11-08T11:46:54Z
dc.date.issued2005-03-31
dc.identifier.citationFERREIRA NETO, José. Competitividade da produção de cana-de-açúcar no Brasil. 2005. 87 f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.pt-BR
dc.identifier.urihttp://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9083
dc.description.abstractEste estudo objetivou analisar a eficiência e a competitividade da produção de cana-de-açúcar nos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Pernambuco. A competitividade nesses estados é avaliada com base nos diferentes sistemas de produção desenvolvidos, ou seja, de acordo com o nível tecnológico empregado na produção da cana-de-açúcar entre as distintas regiões produtoras; a região Centro-Sul com alto nível tecnológico e a região Norte- Nordeste com baixo nível tecnológico na produção. Dentre os fatores que motivaram esta análise, destacam-se a identificação da importância relativa da cana-de-açúcar para a economia brasileira e o potencial aumento na sua demanda mundial, dadas as suas características peculiares na geração de energia (com baixos índices de poluição) e dadas as condições propícias do país na expansão da produção da cana-de-açúcar. Dessa forma, uma análise desses diferentes sistemas pode direcionar políticas que visem tornar a produção mais eficiente, aumentando a competitividade brasileira no mercado internacional e contribuindo para a conquista de novas parcelas de mercado. A teoria utilizada neste trabalho está fundamentada nos conceitos econômicos relacionados com lucratividade, custos sociais e privados de fatores, competitividade de sistemas de produção (diferenciados por níveis tecnológicos) e política comercial. Os princípios analíticos desses conceitos foram baseados na Teoria da Firma e na Teoria do Comércio Internacional. O instrumental utilizado nesta análise foi a Matriz de Análise Política (MAP), e os dados secundários foram obtidos de diversas instituições como EMATER-MG, CONAB, CNA, SEAB, FAO, dentre outros. Pelos resultados obtidos por meio da MAP, conclui-se que os estados de Minas Gerais e Pernambuco, cuja produção de cana-de-açúcar tem menor nível tecnológico, apresentaram maior transferência negativa em relação aos estados de São Paulo e Paraná, que adotam maior nível tecnológico na produção, ou seja, os produtores desses estados foram mais penalizados pelas políticas públicas adotadas para o setor canavieiro. Apesar dessas transferências negativas e do baixo preço privado da cana-de-açúcar, a lucratividade da produção de cana-de- açúcar foi positiva nos estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Pernambuco, o que mostra que, mesmo sob condições vigentes das políticas públicas, a produção de cana nos estados estudados é competitiva e eficiente na geração de divisas e na alocação de recursos nacionais. Os indicadores privados e sociais possibilitaram fazer comparações entre os sistemas produtivos dos estados estudados e confirmaram que a produção de cana, nos estados mais tecnificados, apresentou maior competitividade e que os produtores desses estados foram menos afetados pelas políticas públicas distorcivas praticadas no setor. Verifica-se, também, que as políticas adotadas pelo governo não têm contribuído para redução na desigualdade de produtividade e competitividade entre os estados produtores; ao contrário, têm contribuído para que essa desigualdade aumente. Dessa forma, para gerar maiores benefícios sociais, as políticas públicas teriam que, além de reduzir as divergências entre as valorações sociais e privadas, ser direcionadas para aumentar a competitividade dos estados menos tecnificados. Os resultados obtidos, de forma geral, confirmam a ligação positiva existente entre a inovação tecnológica e as teorias econômicas de comércio e desenvolvimento. Constata-se que os estados que adotaram maior nível tecnológico na produção de cana-de-açúcar foram mais competitivos e menos expostos aos efeitos negativos das políticas públicas sobre esse setor.pt-BR
dc.description.abstractThis study aimed to analyze the efficiency and competitivity of sugarcane production in the states of São Paulo, Paraná, Minas Gerais, and Pernambuco, based on the different production systems developed, i.e., according to the technological level applied by each producing sector: the high technological production level central-south region and the low technological production level north-northeast region. The main factors motivating this analysis were: the relative importance of sugarcane for the Brazilian economy and the potential increase of its worldwide demand, given its peculiar energy- generating characteristics (with low pollution indices) as well as the country’s favorable conditions for sugarcane production expansion. Thus, an analysis of these different systems can guide policies aiming to make production more efficient by increasing Brazilian competitivity in the international market and contributing to the attainment of new markets. The theory underlying this work is based on profitability-related economic concepts, social and private factor costs, production systems competitivity, (differentiated by technological levels) and trade policy. The analytical principles of such concepts were based on the Theory of the Firm and International Trade Theory. The Policy Analysis Matrix (PAM) was the tool used in this analysis and secondary data were obtained from several institutions such as EMATER-MG, CONAB, CNA, SEAB, and FAO. Based on the results obtained through PAM, it was concluded that, compared to the states of Sao Paulo and Parana, which adopt a high technological production level, the states of Minas Gerais and Pernambuco, whose sugarcane production has a low technological level, showed a higher negative transference, i.e., producers in these states were penalized by the public policies adopted for the sugarcane sector. Despite these negative transferences and public low price, sugarcane production profitability was positive in the states of São Paulo, Paraná, Minas Gerais and Pernambuco, showing that, even under current public policy conditions, sugarcane production in the studied states is competitive and efficient in generating revenues and allocating national resources. Private and social indicators allowed to compare the productive systems in the studied states and confirmed that sugarcane production, in the most technified states, showed higher competitivity and that these states’ s producers were less affected by the distorting public policies practiced in the sector. It was also verified that the government-adopted policies have not contributed to reduce productivity and competitivity inequality between the producing states, but rather to increase it. Thus, in order to generate greater social benefits, public policies would have to aim not only at reducing the divergences between the social and private valorizations but also at increasing competitivity in the less technified states. The results obtained, overall confirm the positive relationship between technological innovation and the economic theories of trade and development. The states that adopted a higher technological level in sugarcane production were found to be more competitive and less vulnerable to the negative effects of the public policies on this sector.en
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológicopt-BR
dc.language.isoporpt-BR
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.rightsAcesso Abertopt-BR
dc.subjectCana-de-açúcar – Produtividade – Aspectos econômicospt-BR
dc.subjectCana-de-açúcar – Mercadopt-BR
dc.subjectMatriz de análise políticapt-BR
dc.titleCompetitividade da produção de cana-de-açúcar no Brasilpt-BR
dc.titleCompetitivity of sugarcane production in Brazilen
dc.typeDissertaçãopt-BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0353044254820587pt-BR
dc.subject.cnpqCiências Sociais Aplicadaspt-BR
dc.degree.grantorUniversidade Federal de Viçosapt-BR
dc.degree.departmentDepartamento de Economiapt-BR
dc.degree.programMestre em Economia Aplicadapt-BR
dc.degree.localViçosa - MGpt-BR
dc.degree.date2005-03-31
dc.degree.levelMestradopt-BR
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo230,88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.