Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9097
Tipo: Dissertação
Título: Viabilidade da utilização de derivativos agropecuários em carteiras de investimetnos de Fundos de Pensão no Brasil
Viability of using agricultural derivatives in Pension Fund investment portfolios in Brazil
Autor(es): Costa, Thiago de Melo Teixeira da
Abstract: Os Fundos de Pensão têm se tornado cada vez mais representativos no cenário mundial e nacional devido à sua importância social e econômica. A sustentabilidade dessas instituições passa por um eficiente processo de gerenciamento de suas carteiras de investimento. Ao mesmo tempo, as negociações com contratos futuros agropecuários vêm se consolidando no Brasil e surgem como uma alternativa para investidores que queiram diversificar suas carteiras. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi avaliar a viabilidade da utilização de derivativos agropecuários como forma de minimização de riscos em carteiras de investimentos de Fundos de Pensão no Brasil, dentro dos limites legais aos quais essas entidades estão sujeitas, tomando como referência o perfil dessas instituições no país com relação à alocação de seus investimentos. Para isso, avaliou-se o desempenho de carteiras sem e com derivativos agropecuários para três perfis de Fundos de Pensão (Médio, Arrojado e Moderado). As análises de risco foram feitas através do modelo Value-at-risk (VaR), utilizando modelos de variância condicional (Família GARCH) para a extração da série diária de volatilidades. Os retornos foram ponderados pelo risco, através do Índice de Sharpe Adaptado (ISA). Os resultados mostraram que, dentro dos parâmetros estabelecidos para cada modalidade de investimento, a introdução de contratos futuros agropecuários foi benéfica para todos os perfis propostos, reduzindo o risco mais que proporcionalmente ao retorno. O trabalho torna-se mais significativo à medida que se analisam os montantes financeiros envolvidos. Considerando, por exemplo, que os Fundos de Pensão invistam, de forma geral, 1% de seus ativos, tem-se que seria injetado no mercado futuro de commodities agropecuárias mais de R$ 2 bilhões, valor que representa, dentro da movimentação financeira de 2004, aproximadamente 10% de todos os recursos investidos. Assim, uma maior participação das Entidades Fechadas de Previdência Complementar nesse mercado geraria benefícios notórios para a sua liquidez. A metodologia utilizada neste trabalho se mostrou valiosa, em virtude do tipo de informação que proporciona e da sua flexibilidade, e os resultados que mostram diminuição da relação risco/retorno para as carteiras dos Fundos de Pensão indicam a necessidade de novos estudos que fomentem ainda mais esse tipo de análise.
Pension Funds have become increasingly representative internationally and nationally due to their social and economic importance. These institutions present an efficient administration of their investment portfolios. At the same time, the negotiations with agricultural future contracts are consolidating in Brazil as an alternative for investors wanting to diversify their portfolios. Thus, this work aimed to evaluate the viability of using agricultural derivatives as a form of minimizing the risks of investment portfolios of Pension Funds in Brazil, within the legal limits under which those entities are submitted, taking as reference the profile of these institutions in relation to the allocation of their investments in the country. Thus, the performance of portfolios without and with agricultural derivatives was evaluated for three Pension Fund profiles (Medium, Bold and Moderate). The risk analyses were accomplished through the model Value-at-risk (VaR) using conditional variance models (Family GARCH) for the extraction of the daily series of volatilities. The returns were risk - weighted by the Adapted Sharpe Index (ASI). The results showed that, within the established parameters for each investment modality, the introduction of agricultural future contracts was beneficial for all the proposed profiles, reducing the risk more than proportionally to the return. The work becomes more significant as the financial figures involved are analyzed. Assuming, for instance, that the Pension Funds invest, overall, 1% of their assets, it is expected that over R$ 2 billion would be injected into the future market of agricultural commodities, a value representing approximately 10% of all invested resources in the financial movement of 2004. Thus, a larger participation of Complementary Security Private Entities in this market would generate well-known benefits for their liquidity. The methodology used in this work was shown to be valuable due to its flexibility and type of information provided. The results indicating a decrease in the risk/return relationship of Pension Fund portfolios point to the need of further studies to foment this type of analysis.
Palavras-chave: Mercados de Capitais
Value-at-risk
Derivativos Agropecuários
Modelos de Variância Condicional (Família ARCH)
Fundos de Pensão
CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: COSTA, Thiago de Melo Teixeira da. Viabilidade da utilização de derivativos agropecuários em carteiras de investimetnos de Fundos de Pensão no Brasil. 2005. 103 f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9097
Data do documento: 21-Fev-2005
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,27 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.