Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/90
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorFreitas, Carlos Otávio de
dc.date.accessioned2015-03-19T19:30:13Z-
dc.date.available2015-01-12
dc.date.available2015-03-19T19:30:13Z-
dc.date.issued2014-02-19
dc.identifier.citationFREITAS, Carlos Otávio de. Farm size and technical efficiency in the Brazilian agricultural. 2014. 83 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.por
dc.identifier.urihttp://locus.ufv.br/handle/123456789/90-
dc.description.abstractA maior parte da literatura sobre a produtividade do setor agropecuário tem apontado para uma relação inversa entre tamanho da propriedade e produtividade da terra, o que poderia induzir a política de reordenamento fundiário no sentido de elevar o desempenho produtivo de todo o setor. Contudo, os resultados recentes encontrados têm sido contraditórios, principalmente quando levado em conta à omissão de variáveis relevantes e o uso de medidas mais completas para representar o desempenho produtivo da agropecuária. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa foi determinar a relação entre eficiência técnica e tamanho do estabelecimento, considerando diferentes classes de área e níveis de eficiência no Brasil rural em 2006. Além disso, o estudo também permitiu identificar os principais determinantes do desempenho produtivo das propriedades quando diferentes faixas de eficiência são consideradas. Para tal, utilizou-se o método da fronteira estocástica de produção para obter os escores de eficiência e o método de regressão quantílica para verificar o impacto dos determinantes da eficiência produtiva. Os dados utilizados referem-se a uma tabulação especial a partir dos microdados do Censo Agropecuário de 2006. Entre os resultados encontrados, verificou-se que as medidas parciais de produtividades são inconclusivas para a análise do impacto do tamanho do estabelecimento no desempenho produtivo. Porém, ao utilizar a eficiência produtiva das fazendas como uma medida para produtividade total, identificou-se uma relação positiva e não linear entre tamanho e eficiência. Ademais, à medida que se considerou grupos de produtores mais eficientes, essa relação se tornou mais fraca, indicando que tais produtores estariam menos dependente do fator terra. Quanto aos determinantes da eficiência, o acesso à tecnologia de irrigação, assistência técnica, presença de unidade armazenadora na fazenda e associação em cooperativas foram as vi variáveis que mais contribuíram para elevar o desempenho produtivo, principalmente dos produtores menos eficientes. Estes resultados sugerem que políticas que favoreçam o aumento da oferta de tais recursos e serviços seriam fundamentais para elevar a produtividade dos estabelecimentos agropecuários, bem como reduzir as desigualdades entre pequenos e grandes produtores na agropecuária brasileira.pt_BR
dc.description.abstractMost of the literature about the productivity of the agricultural sector has pointed to an inverse relationship between farm size and land productivity, which could induce land reform policy toward raising the productive performance of the entire sector. However, recent results have been contradictory, especially when we take into account the omission of relevant variables and the using more complete measures to represent the productive performance of agriculture. The objective of this research was to determine the relationship between technical efficiency and farm size, considering different classes and area efficiency levels in rural Brazil in 2006. Furthermore, the study also identified the main determinants of productive performance properties when different levels of efficiency are considered. To this end, we used the Stochastic Frontier Approach for productive efficiency scores and the method of Quantile Regression to verify the impact of size, the total financing, irrigation and other variables, considering different levels of efficiency. The data used refer to a special tabulation based on microdata from the agricultural census in 2006. Among the results, it was found that, in fact, partial measures of productivity are inconclusive for the analysis of the impact of farm size on productivity. However, when used the productive efficiency of farms as a measure for total factor productivity, was identified a positive and non-linear relationship between size and efficiency. Moreover, as it was considered more efficient producers groups, this relationship became weaker, indicating that these producers would be less dependent on the land factor. Regarding the determinants of efficiency, access to irrigation technology, technical assistance, presence of storage unit on the farm and association in cooperatives were the variables that most contributed to raise the productive performance, especially in the case of less efficient producers. These results suggest that policies that increase the supply of such resources and services viii would be critical for increasing productivity of farms and reduce inequalities between large and small producers in Brazilian agriculture.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Viçosapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEconomia agrícolapor
dc.subjectAgropecuáriapor
dc.subjectEficiência técnicapor
dc.subjectAgricultural economyeng
dc.subjectAgricultureeng
dc.subjectTechnical efficiencyeng
dc.titleTamanho dos estabelecimentos e eficiência técnica na agropecuária brasileirapor
dc.title.alternativeFarm size and technical efficiency in the Brazilian agriculturaleng
dc.typeDissertaçãopor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1260663924947287por
dc.contributor.advisor-co1Braga, Marcelo José
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798666D3por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEconomia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursospor
dc.publisher.programMestrado em Economia Aplicadapor
dc.publisher.initialsUFVpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::CRESCIMENTO, FLUTUACOES E PLANEJAMENTO ECONOMICO::CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONOMICOpor
dc.contributor.advisor1Teixeira, Erly Cardoso
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787961Y8por
dc.contributor.referee1Lima, André Luis Ribeiro
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3411199710413248por
dc.contributor.referee2Helfand, Steven M.
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/7500417981576662por
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf568,16 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.