Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9178
Tipo: Dissertação
Título: Crédito informal e inadimplência no comércio varejista dos bens de consumo não-duráveis em Viçosa-MG
Informal credit and nonpayment in retail trade of perishable consumer goods in Viçosa, Minas Gerais State, Brazil
Autor(es): Castro, Ana Maria Gonçalves Rigueira
Abstract: O mercado de crédito brasileiro vem passando por expressivas transformações desde a implementação do Plano Real. No cenário que seguiu, pôde-se constatar queda expressiva no índice médio de inflação, que retraiu de 1.440% ao ano no período de 1988-93 para 7,49% entre os meses de março/2002 e abril/2002 (IPC-FIPE, 2002). Contudo, muitos problemas tradicionais persistiram, como: as altas taxas de juros no varejo, que em março/2002 alcançaram 124% ao ano nas transações de crédito direto; o elevado índice de desemprego (7,6%) em abril/2002; e a permanência da disparidade entre os reajustes salariais e o índice geral de inflação (FIBGE, 2002). Nesse contexto surgiram alguns desafios à população como o de manter o mesmo nível de consumo a despeito da redução real do poder de compra dos salários diante dos aumentos freqüentes nos custos finais dos bens e serviços; e usufruir das facilidades do crédito ilusoriamente barato pelo efeito da cultura inflacionária sem incorrer em inadimplência. O objetivo geral desta pesquisa foi estudar o crédito informal no comércio varejista dos bens de consumo não-duráveis, analisando sua relevância para os ofertantes e usuários, bem como a ocorrência de inadimplência nesse setor, de modo a identificar o perfil dos inadimplentes, os motivos apontados como justificativa para tal ocorrência e as estratégias ou ações que foram implementadas para superar a inadimplência. Este estudo foi descritivo e exploratório, utilizando-se como meios a revisão bibliográfica e a pesquisa de campo com entrevistas semi-estruturadas. A população de interesse foi composta por 2 contingentes, o primeiro com 32 ofertantes de crédito informal e o segundo com 62 usuários deste, no Município de Viçosa, MG. Para dimensionar a amostra, empregou-se a fórmula proposta por FONSECA e MARTINS (1996), e o modelo teórico utilizado foi o de comportamento do consumidor no processo de tomada de decisão de compras proposto por ENGEL et al. (1978). Na descrição e análise dos resultados foram empregados procedimentos da estatística descritiva. Os resultados deste estudo evidenciaram que o crédito informal é de grande importância para os dois contingentes analisados. Para os ofertantes, ele representa um instrumento que favorece a sobrevivência das empresas e para os consumidores, o acesso a bens essenciais à vida, segundo 82,2% dos respondentes. Apurou-se elevado custo desse crédito (6,76% ao mês ou 119,23% ao ano) para os consumidores que mantinham seus pagamentos em dia e (295,58% ao ano) para aqueles que atrasavam em média 30 dias. O índice de inadimplência no setor analisado foi expressivo (15,66%). Concluiu-se que este índice, em parte, é de responsabilidade dos ofertantes do crédito, por flexibilizarem seu acesso de modo a utilizá-lo como instrumento maximizador dos lucros. Porém, foram observadas diversas falhas dos consumidores no uso desse crédito.
Following the implementation of the monetary reform in the Brazilian economy (M ai 1994) know as “ Plano R eal” , the market of credit has undergone a remarkable change. Since then, the rate of inflation has been falling. It dropped from 1,440% per year during the period of 1988 to 1993 to 7.49% as measured in the months of M arch and A pril 2002 (I PC -F I PE ). D espite its success in curbing inflation, problems such as high annual interest rate in the retail market (124% in M arch 2002) and the unemployment (7,6% ) have remained persistently. T hese facts have imposed severe constraints to the economy of families in general bringing difficulties for them to maintain their level of living as the prices of the goods and services has risen above the value of the salaries. T he high rate of consumer defaults and business bankruptcy indicate that the population has not yet been able to adjust to the new situation. T hat is the case of credit which had been largely used by consumers during the past decades as an instrument to keep their level of consumption. T he general objective in this research was to study the informal credit as practiced in the retail market of perishable goods of daily household consumption such as vegetables, fruits, dairy products, meats, eggs, and medicines as well as to analyze some selected factors associated with consumer default. It aimed at describing the main characteristics of both consumer and retailer populations associated with credit default. V ariables were selected according the purchase decision model proposed by E N G E L et al. (1978). T he research was designed as a case study. T wo samples of both retailer and consumer populations (about 10% ) were selected, 32 and 62 participants respectively. A ll barrios were included. T he sample of retailers were drawn from a list of names and addresses provided by the local chamber of commerce. T o build the sample of consumers, the participants were asked to name those who were in default. T he data were displayed in tables and graphs for descriptive purposes. R esults suggest that informal credit, is very important for both groups. F or the sellers, it has been a means to attract costumers while for the buyers a way to provide their families with daily needs (82.2% ). T he cost of credit ranges from about 6.76% month going up to 295.58% for those who were in default for more than 30 days. G iven the ease with which the sellers grant credit for consumers by waving they share some responsibility. T he observed rate of default in this study was (15.66% ). A mong consumer, the major problem leading to default were related to their mal home management practice.
Palavras-chave: Facilidades do crédito
Inadimplentes
CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CASTRO, Ana Maria Gonçalves Rigueira. Crédito informal e inadimplência no comércio varejista dos bens de consumo não-duráveis em Viçosa-MG. 2002. 84 f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9178
Data do documento: 15-Jul-2002
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo622,88 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.