Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/92
Tipo: Dissertação
Título: Poder de mercado nas exportações de leite em pó para o Brasil
Título(s) alternativo(s): Market power in exports of milk powder to Brazil
Autor(es): Pinha, Lucas Campio
Primeiro Orientador: Braga, Marcelo José
Primeiro coorientador: Campos, Antônio Carvalho
Primeiro avaliador: Reis, Janderson Damaceno dos
Segundo avaliador: Siqueira, Kennya Beatriz
Abstract: Há indícios de que Argentina e Uruguai exerçam poder de mercado no que tange as exportações de leite em pó integral e desnatado para o Brasil. As firmas dos dois países supracitados exportam quase a totalidade destes derivados para o Brasil, ao passo que há uma regionalização do comércio internacional destes produtos, visto que é um comércio ainda em expansão em que os países tendem a comercializar com parceiros próximos. Assim, não há concorrência de outros países, da mesma forma em que há indícios de barreiras à entrada e a baixas elasticidades preço e preço cruzado no Brasil de leite em pó. O objetivo central do presente trabalho é verificar a existência do poder de mercado nas exportações de leite em pó integral e desnatado provenientes de Argentina e Uruguai para o Brasil. Para isto, utiliza-se o modelo de demanda residual com o intuito de alcançar o objetivo e testar as seguintes hipóteses: a primeira hipótese de que a Argentina exerce poder de mercado nas exportações de leite em pó integral e desnatado para o Brasil; a segunda hipótese de que o Uruguai também exerce poder de mercado nas exportações destes derivados lácteos para o Brasil; a terceira hipótese de que, caso haja poder de mercado nas exportações de leite em pó integral, a Argentina exerça em maior grau; e por fim, a quarta hipótese de que no caso do leite em pó desnatado o Uruguai exerça um poder de mercado de maior magnitude, caso ele exista. As funções de demanda residual são estimadas por três métodos distintos: mínimo quadrado de dois estágios, seemingly unrelated regressions e mínimo quadrado de três estágios, ao passo que testes estatísticos são realizados para verificar possíveis problemas econométricos. Os dados são mensais e compreendem o período de janeiro de 2002 a julho de 2003. Os resultados das funções de demanda residual das exportações de leite em pó integral de Argentina e Uruguai para o Brasil indicam que o primeiro exerce um poder de mercado em maior magnitude que o segundo (ambos exercem poder de mercado), o que está de acordo com o equilíbrio de Cournot, visto que na média da amostra a Argentina apresenta uma maior parcela de mercado. Já com relação às funções de demanda residual das exportações de vii leite em pó desnatado a Argentina não demonstrou poder de mercado, ao passo que o Uruguai exerceu um poder de mercado significativo. Desta forma, este resultado também é coerente com o equilíbrio de Cournot, visto que na média o Uruguai apresentou maior parcela de mercado. A primeira hipótese do presente trabalho é rejeitada, já que a Argentina não exerce poder de mercado nas exportações de leite em pó desnatado para o Brasil. Por sua vez, a segunda, terceira e quarta hipóteses não são rejeitadas. Isto sugere que deveria haver maior preocupação do Brasil em buscar meios de elevar a concorrência nas importações de leite em pó, já que assim os preços tenderiam a ser menores e os consumidores se beneficiariam neste aspecto. Como a entrada de um novo país exportador nestes mercados é dificultada devido às características do comércio internacional de leite em pó, além do fato do Brasil fazer parte do Mercosul, é sugerido que o país incentive a concorrência entre os dois países (Argentina e Uruguai) e também com os produtos internos, o que demandaria maior investimento, redução de custos da matéria prima, oferta de crédito para as firmas, redução de custos que prejudicam a competitividade nacional, entre outros. Isto com o intuito de elevar a produção nacional de leite em pó e tornar o Brasil mais competitivo no cenário internacional, aumentando a concorrência com as importações e tendendo a reduzir os preços.
Firms of the two countries mentioned above export almost all of these dairy products for Brazil, while there is a regionalization of international trade in these products, since it's a trade that is still expanding and the countries tend to trade with close partners. Thus, there is no competition from other countries, in the same way that there is evidence of barriers to entry and low price and cross-price elasticities in Brazil milk powder. The main aim of this work is to verify the existence of market power in exports of whole milk powder and skimmed milk powder from Argentina and Uruguay to Brazil. For this purpose, the residual demand model was used in order to achieve the objective and test the following hypotheses: the first hypothesis that Argentina exercise market power in exports of whole and skimmed milk powder to Brazil; the second hypothesis that Uruguay also has market power in the exports of this dairy products to Brazil; the third hypothesis that, if there is market power in exports of milk powder, Argentina shows a bigger coefficient; and finally, fourth hypothesis that, in the case of skimmed milk powder, Uruguay exercises a larger market power, if it exists. The residual demand functions are estimated by three different methods: two-stage least square, seemingly unrelated regressions and three- stage least squares, while statistical tests are performed to check possible econometric problems. The data are monthly and cover the period from January 2002 to July 2003. The results of residual demand functions for exports of milk powder from Argentina and Uruguay to Brazil indicate that the first exercise market power in greater magnitude than the second (both exercise market power), which is consistent with Cournot equilibrium , whereas in Argentina had a larger market share with respect to the sample mean. In relation to the functions of residual demand for exports of skimmed milk powder Argentina showed no market power, while Uruguay practiced a significant market power. Thus, this result is also consistent with the Cournot equilibrium, because Uruguay showed higher market share with respect to the sample mean. The ix first hypothesis of this work is rejected, since Argentina does not exercise market power related to exports of skimmed milk powder to Brazil. In turn, the second, third and fourth hypothesis is not rejected. This suggests that there should be a concern of Brazil in increase the competition in imports of milk powder, as well as the prices tend to be smaller and consumers would benefit in this aspect. As the entry of new exporting country in these markets is hampered due to the characteristics of international trade in milk powder, besides the fact that Brazil is member of Mercosul, it is suggested that the country encourages competition between the two countries (Argentina and Uruguay) and also with domestic products, which would require greater investment, reduce milk production costs, supply of credit to firms, reduce costs that prejudice national competitiveness, among others. This in order to increase national production of milk powder and Brazil become more competitive in the international scenario, increasing competition from imports and tends to reduce prices.
Palavras-chave: Exportação
Importação
Comércio internacional
Leite em pó
Export
Import
International trade
Milk powder
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Mestrado em Economia Aplicada
Citação: PINHA, Lucas Campio. Market power in exports of milk powder to Brazil. 2014. 76 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/92
Data do documento: 26-Fev-2014
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf560,23 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.