Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9232
Tipo: Dissertação
Título: Educação ambiental e consumerismo em unidades de ensino fundamental de Viçosa-MG
Environmental consumerism in the school community of Viçosa-MG
Autor(es): Serrano, Climene Maria Lopes
Abstract: A problemática ambiental é uma das principais preocupações da sociedade moderna, desencadeando, por isso, uma série de iniciativas no sentido de reverter a situação atual de degradação dos recursos naturais e de conseqüências danosas à vida na terra. Uma dessas iniciativas é a Educação Ambiental que as escolas de 1o e 2o graus estão procurando implementar, na busca da formação de cidadãos conscientes e comprometidos com as principais preocupações da sociedade. Portanto, é necessário que seja avaliada a efetividade dessa iniciativa. Diante disso, este estudo objetivou diagnosticar como as unidades de ensino fundamental da cidade de Viçosa-MG, estão propiciando uma mudança no padrão de consumo de seus alunos, levando-os a assumir o chamado consumerismo ambiental. Neste estudo foram entrevistados alunos da 8a série do ensino fundamental de escolas públicas - municipal e estadual, e escolas privadas, da área urbana do município de Viçosa, em relação ao consumo de produtos ambientalmente corretos, buscando avaliar a influência da variável ambiental na tomada de decisão pela compra de um produto; identificar os motivos que os impedem de assumir uma atitude ecologicamente correta; e propor pontos de alavancagem da Educação Ambiental para uma maior consciência ambiental em relação ao consumerismo. Os principais resultados encontrados foram os seguintes: a maioria dos alunos (61%) confirmou a não-participação em projeto de Educação Ambiental de acordo com o proposto pelos Parâmetros Curriculares Nacionais. Os alunos se sentem capazes de contribuir muito com os temas ambientais relacionados ao lixo, conservação da escola e da cidade, no entanto, nas práticas relacionadas ao lixo, a maioria tem comportamento inadequado, não o depositando em local adequado; e quanto ao reaproveitamento de alimentos e de papel, um número significativo afirmou que nunca ou raramente o fazem; a maioria afirmou que toma banhos demorados (80,56%) e deixa mais de um aparelho eletrodoméstico ligado ao mesmo tempo (70,42%); em relação à água, 63,80% dos entrevistados, às vezes ou sempre, consomem água em excesso. Assim, pode-se inferir que os projetos de Educação Ambiental que estão sendo desenvolvidos nas escolas de ensino fundamental na cidade de Viçosa-MG têm sido mais discursivos e teóricos do que práticos, além de não estarem propiciando a esperada mudança no padrão de consumo e de não adotarem o consumerismo ambiental. Na verdade, o que se percebe é que os alunos expressam contradições entre um outro que degrada o ambiente e um nós que deve ser conscientizado, impedindo-os de se identificarem como sujeitos depredadores do meio ambiente. O grande desafio do descompasso entre teoria e prática que a Educação Ambiental tem enfrentado poderá ser rompido a partir do momento em que os projetos forem simples, objetivos, ajustados à vivência do cotidiano casa-escola-comunidade do aluno, desenvolvidos interdisciplinarmente, com uma fundamentação teórica por parte dos docentes e o rompimento com o modelo educacional cartesiano, dando espaço para o questionamento e a reflexão, que são próprios da Educação Ambiental.
The environmental issue is one of the main concerns of the modern society, and for this reason, triggers a series of initiatives in the sense of reversing the present situation of the degradation of natural resources and harmful consequences to life on Earth. One of those initiatives is the environmental education that 1st and 2nd grade schools are trying to implement, in order to develop conscious citizens and committed with the main concerns of the society. Therefore, it is necessary to evaluate the effectiveness of that initiative. With this in mind, the objective of this study was to diagnose how the primary and secondary schools in the city of Viçosa-MG, are causing a change in the consumption standard of their students, making them assume the so called environmental consumerism. In this study, 8th grade students from the urban area of Viçosa of primary public (municipal and state) and private schools were interviewed in relation to environmentally correct consumption of products. The objective was to evaluate the influence of the environmental variable on a product purchase decision; to identify the motives that prevented them from assuming an environmentally correct attitude; and to propose leverage points for improving environmental education for increasing environmental awareness towards consumerism. The main results obtained were the following: most students (61%) confirmed not to participate in project of Environmental Education according to the National Curricular Parameters. The students feel capable of a great contribution to environmental themes related to garbage or waste and conservation in the school and the city. However, most of them have inadequate behavior with practices related to garbage, not placing it in appropriate sites; and towards reusing food and paper, a significant number affirmed they never or rarely do it. The majority of the students declared they take long showers (80,56%) and leave more than one domestic appliance on at the same time (70,42%). Regarding water, 63,80% of the interviewees, sometimes or always, consume water excessively. Thus, it may be inferred that the projects of environmental education being developed in the primary schools in the city of Viçosa-MG have been more discursive and theoretical than practical, besides not being providing the expected change in the consumption standard and not adopting the environmental consumerism. In fact, what is realized is that the students express contradictions between an another that degrades the environment and a we that should be conscious, stopping them from identifying themselves as environmental predatory subjects. The great challenge of the dissonance between theory and practice that the Environmental Education has faced may be broken the moment that the projects become simple, objective and adjusted to the student s home-school-community daily experience. Projects should be developed in an interdisciplinary way, with a theoretical substantiation on the part of the instructors and the rupture with the Cartesian model of education, making space for questioning and reflection, which are characteristics of Environmental Education.
Palavras-chave: Ecologia florestal
Educação ambiental - Ensino fundamental
Meio ambiente
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SERRANO, Climene Maria Lopes. Educação ambiental e consumerismo em unidades de ensino fundamental de Viçosa-MG. 2003. 91f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9232
Data do documento: 12-Set-2003
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo394,08 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.