Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9254
Tipo: Tese
Título: Arborização participativa: implicações na qualidade das florestas urbanas
Participative arborization: implications on urban forest quality
Autor(es): Lira Filho, José Augusto de
Abstract: A conivência da vegetação urbana com a população e toda a infra-estrutura inserida no ecossistema urbano tem seus impactos e influências na qualidade das árvores. Especificamente no que concerne à relação entre a população e as árvores urbanas, a compreensão da convivência pacífica entre ambas passa pela necessidade de se conhecer o nível de participação popular no processo de arborização urbana, em termos de aceitação e conscientização, bem como da incidência de danos físicos causados às arvores, de origem antrópica. Nesse contexto, formulou-se a hipótese de que a qualidade das árvores urbanas está relacionada com o nível de participação popular na arborização. Para comprovação de tal hipótese, analisou-se a influência da arborização participativa sobre a qualidade das florestas urbanas no que se refere aos danos físicos nela incidentes, oriundos de causas antrópicas. Para isso, direcionou-se a pesquisa entre dois bairros periféricos de Cataguases-MG com experiências diferenciadas na arborização (participativa versus convencional), correlacionando-se com dois aspectos considerados importantes para a qualidade das árvores, ou seja, os danos antrópicos nelas incidentes, bem como o nível de participação popular na arborização. Utilizou-se a Análise Descritiva dos dados, obtidos a partir de inventário quali-quantitativo dos danos incidentes nas árvores e entrevistas direcionadas aos moradores dos bairros pesquisados, no sentido de analisar o nível de participação popular no processo de arborização urbana. Para o estudo de caso não se confirmou a hipótese testada, uma vez que a incidência de danos no bairro com experiência participativa foi maior (24%) em relação ao de arborização convencional (18%). Isso de deve ao fato de que no processo de arborização participativa há vários fatores de ordem social, econômica, cultural e psicossocial concorrentes para a garantia da qualidade das árvores. Acredita-se que haja possibilidade de a hipótese se confirmar nas situações em que o participativo se efetue de forma consistente e sistemática nas comunidades urbanas.
The fact that the urban vegetation vegetation grows in conjunction with the population and with the entire infrastructure within the the urban ecosistem causes its impacts and influences on the quality of trees. Particularly as to the relation between population and the urban trees to understand the pacific cohabitation between both, it is necessary to check the level of the population participation in the urban arborization process in terms of acceptance and consciousness as well as the incidence of physical damages caused to the trees of anthopic origin. In this context, the hypothesis that the quality of urban trees is related to the level of popular participation in the arborization was formulated. To comfirme this hypothesis, the influence of the participative arborization upon the quality of urban forests was analysed as to physical damages from anthropic causes. For this reazon the sesearch was directed towards two perypheral districts of the city of Cataguases, Minas Gerais State, Brazil, with different experiences in arborization (participative versus conventional), correlating two features which are considered important for the quality of trees, that is, the anthropic damages and the popular participation level in the arborization. The Descriptive Analyses of data used were obtained from the qualitative and quantitative survey on damages on trees and interviews made with the residents of the districts studied to analyse the level of popular participation in the urban arborization process. For the present case, the hypothesis tested was not confirmed because the damages on trees in the district with participative experience was greater (24%) than that one on the district with the conventional arborization (18%). This is due to the fact that in the participative arborization processos various social, economic, cultural and psycho-social factors competing with the warranty of the quality of the trees. It is believed that the probability of the hypothesis can be confirmed in situations in where the participative process in done in a coherent and systematic form in urban communities.
Palavras-chave: Arborização urbana
Arborização participativa
Danos na arborização
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: LIRA FILHO, José Augusto. Arborização participativa: implicações na qualidade das florestas urbanas. 2003. 104f. Tese (Doutorado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9254
Data do documento: 28-Abr-2003
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo3,13 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.