Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9271
Tipo: Dissertação
Título: Assistência pública e privada à saúde e suas implicações na economia familiar – Viçosa-MG
Public and private health service and their implications in the family economy – Viçosa-MG
Autor(es): Pereira, Jansen Cardoso
Abstract: A diversidade, complexidade e a discutível eficiência do serviço público de saúde no Brasil, representado pelo SUS, que atende à grande maioria da população, fazem com que, cada vez mais, o setor privado esteja conquistando espaço, atendendo aproximadamente a um quarto da população do país. Entretanto, pela revisão dos estudos sobre esta temática, percebeu-se que são poucas as pesquisas desenvolvidas na tentativa de mostrar um paralelo entre o sistema público e o sistema privado, e o que se vê são trabalhos isolados, que não demonstram claramente a realidade e a concepção da população que utiliza os dois sistemas. Além disso, praticamente quase não existem pesquisas que procuram associar esse tipo de serviço com as condições da economia familiar e, conseqüentemente, com a qualidade de vida das unidades familiares usuárias dos planos. Assim, demonstra-se a relevância do presente trabalho, que objetivou caracterizar e analisar a situação e implicações do sistema de saúde público e privado da cidade de Viçosa, MG, sobre a realidade cotidiana de seus beneficiários, especificamente sobre a economia do sistema familiar. Para tanto, fez-se uso de uma amostra aleatória de usuários dos Sistemas de Saúde Público (SUS) e privado (PLAMHUV) de Viçosa, MG, de diversas faixas etárias, que variou de 0 a 100 anos. A pesquisa foi do tipo descritivo, trabalhando com o método survey e utilizando a técnica de análise de conteúdo, mediante a coleta de informações documentais, além de dados primários, por meio de entrevistas com a amostra selecionada. Procurou-se não somente examinar como têm funcionado esses planos de saúde, mas a qualidade deles, bem como conhecer o perfil do público beneficiário, o seu grau de informação, a percepção e o nível de satisfação com os respectivos planos e suas implicações na economia familiar, no contexto subadministrativo. A análise dos resultados indicou que o serviço público de saúde encontra-se distante de seus princípios de universalidade, quais sejam: eqüidade e integralidade, legitimando, com isso, a lógica assistencial do setor privado, que, além de não se sustentar com a produção à saúde e do cuidado, apresenta-se segmentado, à medida que não cobre uma parcela da população local, ou seja, de maior grau de instrução, maior renda e inserida em determinadas atividades ocupacionais. Tal situação de seletividade e fragmentação da medicina suplementar, concebida como algo essencial à vida dos entrevistados, induziu a que o mosaico público-privado na saúde não propiciasse uma plena satisfação das demandas dos usuários, com reflexos negativos sobre a qualidade de vida, considerada o objetivo último da economia familiar. Nesse contexto, sugere-se que sejam reavaliadas as intermediações entre público e privado, pautadas por uma dimensão mais “cuidadora”, mais relacional e “resolutiva”.
The diversity, complexity and inefficiency of the public health service in Brazil, represented by the SUS, which assists most Brazilian population, causing the private sector is occupying more and more space, which is already assisting approximately one fourth the country’s population. However, based on studies reviewing this issue, it was noticed that there is little research developed to show any parallel between the public and the private system, only isolated works that do not demonstrate clearly the reality and the conception of the population using both systems. Furthermore, there is virtually no research trying to associate this type of service with the conditions of the existing family economy, and consequently, with the quality of life of the family units using the plans. It is demonstrated therefore the relevance of the present work, whose objective is to characterize and analyze the situation and implications of the public and private health services in Viçosa, MG, on their beneficiaries' daily reality, specifically on the family system economy. In order to do so, a random sampling of users of the Public (SUS) and Private (PLAMHUV) Health Services in Viçosa, MG, of various age groups, ranging from 0 to 100 years old, were used. The research type was descriptive, working with the survey method and using the contents analysis technique, collecting documented information, besides primary data, through interviews with the selected sample. It was sought not only to examine how those health insurance plans have been working, but their quality, as well as to know the beneficiary's profile. To examine his/her information level, the perception and the satisfaction level with the respective insurance plans and their implications in the family economy, in the sub-administrative context. The results indicated that the public health service is away from the universal principles equality and righteousness, consequently, this legitimates the assistential logic of the private sector, which besides not sustaining itself with the production of health and care, becomes segmented as it will not insure a selected portion of the local population, in other words, of higher educational level, higher income and inserted in particular occupational activities. Such state of selectivity and fragmentation of the supplemental medicine, conceived as something essential to the interviewees' life, induced the health public-private mosaic not to provide complete satisfaction the users demand, reflecting negatively on quality of life, which is considered the ultimate objective of family economy. In this context, it is suggested the intermediation between public and private be revalued, ruled by a more "caretaker", more relational and "resolute" dimension.
Palavras-chave: Brasil. Lei 9.656, de 3 de junho de 1998
Universidade Federal de Viçosa
Assistência médica - Viçosa (MG)
Seguro saúde (MG)
Satisfação do consumidor
Orçamento familiar
CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PEREIRA, Jansen Cardoso. Assistência pública e privada à saúde e suas implicações na economia familiar – Viçosa-MG. 2004. 92 f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9271
Data do documento: 19-Abr-2004
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo441,85 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.