Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9277
Tipo: Tese
Título: Desempenho de quatro cultivares de alface em diferentes ambientes e épocas de cultivo no município de Viçosa-MG
Performance of four lettuce cultivars in different environments and growing seasons in Viçosa-MG
Autor(es): Vieira, Janiele Cássia Barbosa
Abstract: A alface é a hortaliça folhosa mais consumida e de maior importância no mundo. Originária de clima temperado, seu cultivo sob condições climáticas de elevada irradiância, altas temperaturas e excesso de chuvas podem afetar o crescimento e o desenvolvimento da planta. O uso de telas agrícolas é considerado uma alternativa no cultivo de hortaliças para amenizar as condições ambientais desfavoráveis. A restrição parcial de luz para espécies folhosas como a alface pode proporcionar condições favoráveis para a produção de folhas com melhor aceitação comercial. No entanto, o uso dessas telas é uma técnica que necessita de ser avaliada para cada espécie, cultivar e condições do ambiente. O trabalho objetivou avaliar o desempenho de quatro cultivares de alface cultivadas sob quatro tipos de telas e a céu aberto nas condições climáticas da região de Viçosa-MG. Foram conduzidos dois experimentos na Horta de Pesquisas da Universidade Federal de Viçosa-UFV, Viçosa-MG, nos períodos de março a maio de 2015 (outono) e de outubro a dezembro de 2015 (primavera). Nos experimentos foram utilizadas as cultivares „Vanda‟ e „Scarlet‟ (segmento crespa), „Elisa‟ (segmento lisa) e „Maíra‟ (segmento mimosa). Os tratamentos corresponderam a cinco ambientes de ® cultivo: 1- a céu aberto (controle); sob duas telas termorrefletoras (2- Aluminet 30% e 3- Aluminet ® 40%); uma tela difusora (4- ChromatiNet Difusor ® 30%) e uma tela ® sombreadora (5- Sombrite 60%). Cada ambiente foi constituído de dois canteiros com 10 m de comprimento no sentido leste-oeste. Os ambientes sob telas tinham pé direito de 2,0 m, sendo recobertos também nas extremidades e nas laterais com a mesma malha. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Foram avaliadas características de crescimento durante o ciclo e, na colheita, de produção de cabeça. As características avaliadas foram: comprimento e diâmetro do caule, diâmetro da cabeça, número de folhas por planta, massas de matéria fresca e seca da parte aérea, índice de área foliar, área foliar específica, índice de flavonoides e produtividade de cabeça. As cultivares „Vanda‟ e „Scarlet‟, tanto o cultivo de outono quanto de primavera, apresentaram melhor desenvolvimento, produtividade e índice de flavonoides quando cultivadas nos ambientes à céu aberto e sob tela Aluminet® 30%. A ausência de resposta positiva em desenvolvimento e produção sob as telas Aluminet® 40%, Difusor® 30% e Sombrite® 60% pode ser atribuída ao excesso de nebulosidade ocorrida durante os cultivos. No outono, o cultivo sob telas Aluminet® 30%, Aluminet® 40% e Difusora® 30% foi benéfico para a produção de cabeça da cv. Elisa, e sob tela Aluminet® 30% para a cv. Maíra. Na primavera, em razão da elevada precipitação pluvial, temperaturas elevadas e baixa insolação, o uso das telas de sombreamento não favoreceu o desenvolvimento das cultivares „Elisa‟ e „Maíra‟.
Lettuce is the most consumed and the most important leafy green in the world. As it originates from temperate climate, high irradiance, high temperatures, and excess rain may affect the growth and development of the plant. The use of agricultural shade screens is considered an alternative in the growing of vegetables in that it assuages unfavorable conditions. The partial restriction of light for leafy species like lettuce may provide favorable conditions for the production of leaves with better commercial acceptance. However, the use of these shades is a technique that needs to be evaluated for each species, cultivar, and environmental setting. The aim of this study was to evaluate the performance of four lettuce cultivars grown under four types of shade screen and in the open air in the climatic conditions of Viçosa - MG, Brazil. Two experiments were conducted in the Research Orchard at the Federal University of Viçosa, in Viçosa - MG, in the periods of March to May 2015 (fall) and October to December 2015 (spring). Cultivars „Vanda‟ and „Scarlet‟ (curly segment), „Elisa‟ (loose-leaf segment), and „Maíra‟ (oakleaf segment) were used in the experiment. Treatments corresponded to five growing environments: 1 - open air (control); and ® ® under the following reflective shade screens: 2- Aluminet 30%; 3- Aluminet 40%; 4- ® ® Difusora 30%; and 5- Sombrite 60%. Each environment was composed of two 10-m long beds in the East-West direction. The environments under shade screens had a ceiling height of 2.0 m and were also covered at the ends and on the sides with the same screen. The experiment was set up as a randomized-block design with four replications. Growth characteristics were evaluated during the cycle, and heads were evaluated at the harvest. The evaluated attributes were stem length and diameter, number of leaves per plant, fresh and dry matter of shoots, leaf area index, specific area index, flavonoid content, and head yield. Cultivars „Vanda‟ and „Scarlet‟, in both fall and spring crops, showed better development, yields, and flavonoid contents when grown in the open-air under Aluminet ® 30% shade screen. The lack of a positive response for development ® ® ® and yield under Aluminet 40%, Difusor 30%, and Sombrite 60% may be attributed ® ® to the excessive cloudiness during growth. In the fall, Aluminet 30%, Aluminet 40%, ® ® and Difusora 30% were beneficial for head yield in cv. Elisa, and Aluminet 30% for viii cv. Maíra. In the spring, because of the high precipitation, high temperatures, and little insolation, the use of shade screens did not benefit the development of cultivars „Elisa‟ and „Maíra‟.
Palavras-chave: Lactuca Sativa
Alface - cultivo
Alface - Qualidade
Alface - Produção
CNPq: Fitotecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: VIEIRA, Janiele Cássia Barbosa. Desempenho de quatro cultivares de alface em diferentes ambientes e épocas de cultivo no município de Viçosa-MG. 2016. 53f. Tese (Doutorado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9277
Data do documento: 15-Ago-2016
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,75 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.