Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9413
Tipo: Dissertação
Título: Determinação da força requerida para o desprendimento de frutos de café em diferentes estádios de maturação
Determination of the force needed for the detachment of coffee fruits of different ripeness conditions
Autor(es): Sampaio, Cristiane Pires
Abstract: Este trabalho foi realizado nos laboratórios do DEA/CCA/UFV e do CENTREINAR, no “campus” da Universidade Federal de Viçosa, em Viçosa, MG, e teve como objetivo determinar a força de tração necessária para o desprendimento do fruto de café da planta, em cinco variedades comercialmente cultivadas no Brasil. Foram também estudados o efeito de diferentes estádios de maturação do fruto e a posição deste na planta. A determinação da força de tração para o desprendimento dos frutos de café foi realizada, usando-se o aparelho universal de teste modelo TA Hdi Texture Analyser. O estádio de maturação e a posição dos frutos na planta das variedades estudadas apresentaram efeito significativo sobre o módulo da força de desprendimento destes. O valor médio da força de desprendimento (em newtons) em todas as variedades foi de 3,3 no café cereja, 5,6 no café verde cereja e 8,8 no café verde. O valor médio da força de desprendimento (em newtons) em todas as variedades foi de 5,7 no fruto de café posicionado na base da planta, 5,9 no fruto de café posicionado no meio e 6,0 no fruto posicionado no topo da planta. A análise estatística dos resultados indicou, também, que existe diferença significativa da força de desprendimento nas variedades estudadas, em relação ao estádio de maturação dos frutos. O fator pesquisado posição dos frutos de café na planta apresentou efeito significativo apenas em algumas variedades.
This work was accomplished at the CENTREINAR and DEA/ CCA/ UFV laboratories both located in the campus of the Federal University of Viçosa, in Viçosa, Minas Gerais state. The main objective of this work was to determinate the traction force necessary for the detachment of the coffee fruit, for five commercial varieties cultivated in Brazil. The effects of the different ripeness conditions and the location of the fruits in the plant in the detachment force were also studied. To evaluate the traction force necessary for the detachment of the coffee fruits, it was used the Test Model Universal apparatus, TA Hdi, texture analyzer. The ripeness condition and the location of the fruits in the plant showed to have a significant effect on the detachment force, for the studied varieties. The mean values of the detachment force in all studied varieties were of 3.3 N for cherry fruits, 5.6 N for cherry-green fruits and 8.8 N for green fruits. The mean values of the detachment force in all studied varieties were of 5.7 N for fruits located on the lower part of the plant; 5.9 N for fruits located in the middle part of the plant and 6.0 N for fruits located on the upper part of the plant. The statistics analysis of the results showed that there is a significant difference of the detachment force among the studied varieties, related to the ripeness condition of the fruits. However, the position of the fruits on the plants showed to have a significant effect only for some of the studied varieties.
Palavras-chave: Café
Propriedades fisicas
Engenharia agrícola
Pós-colheita
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: SAMPAIO, Cristiane Pires. Determinação da força requerida para o desprendimento de frutos de café em diferentes estádios de maturação. 2000. 74 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2000.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9413
Data do documento: 30-Nov-2000
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo247,71 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.