Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9469
Tipo: Dissertação
Título: A percepção sobre o uso da madeira de eucalipto pelos fabricantes do pólo moveleiro de Ubá-MG
The perception upon the use of eucalypt wood by the manufacturers of the furniture center of Ubá-MG
Autor(es): Teixeira, Tatiana de Oliveira Borges
Abstract: O presente trabalho teve como principal objetivo analisar a percepção dos fabricantes do pólo moveleiro de Ubá-MG quanto à utilização da madeira de eucalipto para fabricação de móveis. A crescente restrição ambiental ao uso de madeiras provenientes de florestas nativas, exploradas de forma ilegal, e o distanciamento entre as zonas de produção e de consumo têm desencadeado profundas mudanças no setor moveleiro, que teve seu abastecimento de matéria-prima comprometido pela escassez de madeira e pelo conseqüente aumento nos seus custos de produção. Este cenário tem estimulado a utilização da madeira de reflorestamento, principalmente a de eucalipto. Com o avanço tecnológico, os problemas de algumas espécies desse gênero, como rachaduras e empenamentos, estão sendo sanados e a madeira de eucalipto tem obtido ganhos de qualidade e produtividade. Apesar disso, existe ainda uma certa resistência ao seu uso por parte dos fabricantes de móveis, onde pesam conceitos ultrapassados e mitos. Diante deste fato, elaborou-se um questionário que foi aplicado aos empresários do pólo moveleiro de Ubá que utilizam madeira maciça na fabricação de móveis, sendo 17 do segmento de sala de jantar, 21 do segmento de cama e 6 do segmento de móveis sob encomenda. Como resultado, observou-se que a maior parte dessas empresas é de pequeno porte e está no mercado há menos de dez anos. O consumo total de madeira maciça é da ordem de 987,5 m3 mensais, onde predominam as essências florestais de origem nativa. A experiência de uso da madeira de eucalipto foi constatada em 43,2% das empresas, devendo ser ressaltado que a maior parte tomou conhecimento das potencialidades do eucalipto, principalmente, através de representantes comerciais e feiras visitadas. Os principais fatores que influenciaram seu uso foram: o fato de a madeira ser proveniente de floresta plantada, ter características uniformes, além da escassez de madeira oriunda de florestas nativas. A grande maioria das empresas considera a madeira de ótima qualidade e o preço razoável. Das empresas que nunca usaram a madeira de eucalipto, 88% já ouviram falar das suas potencialidades, mas não usam porque têm pouco conhecimento sobre o assunto, faltam fornecedores, não há demanda por parte dos consumidores e consideram alto o preço dessa madeira. Conclui-se que a maioria das empresas tem interesse de usar a madeira de eucalipto no futuro, desde que elas tenham maiores informações e que o preço seja acessível.
The main objective of this work was to analyze the perception of the manufacturers of the furniture center of Ubá-MG, Brazil on the use of eucalyptus wood for the furniture production. The increasing environmental restraint on the use of wood from native forests, exploited in an illegal manner and the increasing distance among the production centers and consumers have been triggering deep changes in the furniture section: their supply of raw matter decreased by the scarcity of wood lead to a consequent increase in production costs. This situation has stimulating the use from reforestation plantings specially of eucalypt. With the technological advance, the problems of some species of this genus, such as splitting and bending, are being solved and the wood of eucalypts is gaining quality and productivity. In spite of this, there is still some resistance to its use on the part of the furniture manufacturers because of old concepts and myths. Facing these facts, a questionnaire was made and applied to the undertakers of the furniture center of Ubá who use solid wood for furniture production, including seventeen of the dining-room section, twenty-one of the bedroom section and six of the made to order furniture section. As a result it was observed that the majority of these enterprises are small ones and have been operating for less than ten years. The total consumption of solid wood is of around 987.5 m3 per month, predominantly forest species of native origin. The experience of using eucalypt wood was observed in 43.2% of the enterprises, and the majority of them learned about the eucalypt potentialities mainly through commercial representatives and visiting specialized fairs. The main factors that influenced its use were: the fact that the lumber comes from planted forest and have uniform characteristics, and the scarcity of wood from native forest. The great majority of the enterprises consider this wood to have optimal quality and a reasonable price. From the enterprises that have never used eucalypt wood, 88% have already learned about the potentialities but do not use it because they know little about it, there is a lack of suppliers, there is no consumers demand and they consider the price high. It was concluded that the majority of the enterprises is interested in the use of eucalypt wood in the future, once they get more information and once the price is accessible.
Palavras-chave: Madeira - Produtos
Indústria de móveis - Ubá (MG)
Mobiliário
Eucalipto
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: TEIXEIRA, Tatiana de Oliveira Borges. A percepção sobre o uso da madeira de eucalipto pelos fabricantes do pólo moveleiro de Ubá-MG. 2016. 59f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9469
Data do documento: 18-Jul-2005
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,7 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.