Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9542
Tipo: Tese
Título: Fertirrigação do eucalipto com efluente tratado de fábrica de celulose kraft branqueada
Fertirrigation of eucalyptus with treated bleached kraft mill effluent
Autor(es): Rezende, Ana Augusta Passos
Abstract: A aplicação no solo do efluente tratado de fábrica de celulose kraft branqueada, por meio da fertirrigação de eucalipto, surge como opção atrativa para fornecimento de nutrientes e água para a planta, além de constituir um processo suplementar de tratamento ou de disposição final para essa água residuária industrial. O objetivo deste estudo consistiu na investigação e análise dos efeitos da fertirrigação de eucalipto com efluente tratado do processo kraft de produção da polpa celulósica branqueada (ETFC) sobre o sistema solo- água planta, ou seja, sobre as características físicas e químicas do solo e da água subterrânea, e sobre as características morfológicas, o estado nutricional e produção de biomassa das plantas (parte aérea e raízes). Neste trabalho, caracterizou-se o efluente secundário do processo de fabricação de celulose kraft branqueada (ETFC) e investigou-se, por meio de experimentos em ambientes controlados (casa de vegetação), os efeitos da fertirrigação do eucalipto com ETFC sobre Argissolos e Neossolos Quartzarênicos, característicos da região de Aracruz, Espírito Santo. Foram montadas e monitoradas noventa unidades experimentais em colunas de solo, preenchidas com três solos de texturas diferentes, cultivadas com híbrido clonal de Eucalyptus grandis x E.urophyla, e submetidas a cinco lâminas de fertirrigação, aplicadas por gotejamento e definidas em função de taxas de aplicação de sódio (elemento predominante no ETFC). Após a fertirrigação com ETFC por um período de seis meses observou-se expressivo aumento na salinidade dos solos estudados, notadamente nas maiores taxas de ETFC aplicadas, correspondentes às taxas de 4 e 8 t ha -1 de sódio. Embora o ETFC apresente RAS elevada, a alta condutividade elétrica contrabalançou o seu efeito dispersante da argila do solo. O solo de textura arenosa (RQ o ) apresentou-se vulnerável à contaminação da água subterrânea, apesar das características físicas e químicas da água percolada indicarem que houve atenuação de alguns parâmetros do efluente aplicado, como micronutrientes e nitrato. Observou-se, para este solo, ganho expressivo na cor do percolado, bem como aumento nas concentrações de elementos como potássio, sódio, cloreto na taxa de aplicação mais alta, correspondente à lâmina de ETFC de 1146 mm, ou seja, 8 t ha. -1 de sódio, que suplantaram aqueles valores típicos encontrados nas águas subterrâneas. Neste Neossolo (RQo) foram observados os menores valores de crescimento de planta e produção de biomassa, apresentando melhor desempenho nas menores taxas. A maior produção de biomassa e crescimento de planta, em geral, ocorreu no Argissolo de textura média/argilosa (PAd1) para a lâmina de aplicação de ETFC de 880 mm, correspondente à taxa de aplicação de sódio de 6,49 t ha -1 . No Argissolo de textura arenosa/média (PAd2), as variáveis de crescimento e produção variaram linearmente com as lâminas de ETFC aplicadas, sendo assim, a melhor resposta ocorreu para a maior taxa de aplicação (1146 mm de ETFC). As concentrações de nutrientes nos solos foram compatíveis com valores de referência para a cultura do eucalipto. O estudo, também, indicou que ocasionais descargas dos sais acumulados na zona radicular seriam necessárias para minimizar seus efeitos na disponibilidade de água e na toxicidade para as plantas. Assim, a aplicação intermitente do efluente, intercalada por períodos com aplicação de água não salina (chuva ou irrigação), deverá possibilitar a remoção de grande quantidade de sais, especialmente nos solos mais arenosos. Em geral, o comportamento relativamente bom do sistema solo-planta, quando submetido a diferentes taxas de aplicação do efluente, confirma a possibilidade do aproveitamento agrícola do ETFC.
Land application of treated pulp mill effluent through fertirrigation appears to be an attractive option for eucalyptus nutrition and water supply. It also constitutes a supplementary treatment process or final disposal of the mill effluent. The aim of this study was to investigate and evaluate the effects of eucalyptus fertirrigation using a bleached kraft pulp mill treated effluent (BKME) on the soil-water-plant system, i.e., on soil and groundwater physical and chemical properties, on above and below ground plant biomass and on plant growth and nutrition. Biologically treated effluent from a bleached pulp mill was characterized and used in controlled environment (greenhouse) experiments to investigate the effects of eucalyptus fertirrigation. Three characteristic soils from a Brazilian eucalyptus plantation and five different BKME application rates were tested. These rates were defined according to the load of the predominant BKME cation, sodium (t sodium.ha -1 ). The main results observed after BKME application over a six month period were the following. An expressive increase in the salinity of the studied soils was observed, especially at high BKME application rates. No dispersal effects in soil with high clay content were observed. BKME contained low levels of magnesium and phosphorus, indicating the need for complementation of these nutrients in the fertirrigation. There was a high risk of groundwater contamination in sandy soil, in spite of the reduction of BOD, nitrate and micronutrients in the leachate. Increases in leachate color and concentrations of elements such as potassium, sodium and chloride were observed at the highest application rate (1146 mm of BKME, corresponding to a loading rate of 8 t sodium.ha -1 ). In general, the best biomass productivity and plant growth results were obtained in fine textured soil at a BKME application rate of 880 mm, corresponding to a loading rate of 6.49 t sodium.ha -1 . The lowest growth rate and biomass production results were observed for the sandy soil. plant growth and biomass production varied linearly with the BKME application rates in the medium textured soil and thus the best results were obtained at the highest rate (1146 mm of BKME). In general, the nutrient concentrations in the soils that received BKME were within the allowable limits for eucalyptus cultivation. The study also indicated that discharges of the salt accumulated in the root zone would be necessary to minimize its effects on the water supply and on plant toxicity. Intermittent application of the effluent, intercalated with periods of application of non-saline water (rain or irrigation), should make it possible to remove a great amount of salts, especially in the sandy soils. In general, the good response of the soil- plant system under different effluent application rates confirms the possibility of agricultural use of BKME.
Palavras-chave: Fertirrigação com Água Residuária
Efluente Secundário Indústria Celulose
Reuso de Efluentes Industriais
CNPq: Engenharias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: REZENDE, Ana Augusta Passos. Fertirrigação do eucalipto com efluente tratado de fábrica de celulose kraft branqueada. 2003. 161 f. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2003.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9542
Data do documento: 28-Nov-2003
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo4,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.