Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9552
Tipo: Dissertação
Título: Quantificação de biomassa e análise econômica do consórcio seringueira-cacau para geração de créditos de carbono
Biomass quantification and economical analysis of the rubber tree - cacao consortium for generation of carbon credits
Autor(es): Cotta, Michele Karina
Abstract: Considerando a possibilidade de projetos de florestamento e reflorestamento gerarem Certificados de Emissões Reduzidas – CERs e serem elegíveis perante o Mecanismo de Desenvolvimento Limpo – MDL, o presente estudo teve como objetivos quantificar a biomassa vegetal, estimar o estoque de carbono e analisar a viabilidade econômica do consórcio seringueira (Hevea brasiliensis M. Arg) e cacau (Theobroma cacao L.) para geração de CERs. A quantificação da biomassa vegetal foi realizada nas Fazendas Reunidas Vale do Juliana, Igrapiúna, BA, onde haviam consorciadas seringueiras com 34 anos e cacaueiros com 6 anos de idade. A quantificação da biomassa arbórea foi feita através do método direto e destrutivo de 5 seringueiras e 10 cacaueiros, selecionados em uma área de 2,2 ha. A biomassa da serapilheira foi quantificada por meio da coleta do material sobre o solo. Após quantificada a biomassa seca, esta foi convertida em carbono, adotando-se o fator 0,5. A contabilização dos CERs e a análise econômica foram realizadas para uma simulação do consórcio seringueira-cacau com horizonte de planejamento de 34 anos, em que a implantação da seringueira ocorreu no primeiro ano e a do cacaueiro no quarto ano do projeto. Os critérios de avaliação econômica utilizados foram: Valor Presente Líquido – VPL, Taxa Interna de Retorno – TIR e Valor Anual Equivalente – VAE. Verificou-se que o estoque de carbono no consórcio da seringueira aos 34 anos com o cacaueiro aos 6 anos de idade foi de 91,54 tC/ha. Deste total, 84,65 tC/ha estavam estocadas na seringueira (68,41 tC/ha na parte aérea e 16,24 tC/ha nas raízes), 5,22 tC/ha no cacau (3,78 tC/ha na parte aérea e 1,44 tC/ha nas raízes) e 1,67 tC/ha na serapilheira. O estoque de carbono estimado para consórcio da seringueira aos 34 anos com o cacaueiro aos 30 anos de idade foi de 106,91 tC/ha, o que corresponde a 393 CERs/ha. A análise econômica demonstrou que: o custo de manutenção do consórcio é o mais representativo, correspondendo a 53% do custo total atualizado; o custo do projeto dos CERs, por hectare, foi equivalente a 0,6% do custo total; o consórcio é viável com e sem os CERs; e que os CERs proporcionaram um incremento de 70% no VPL. Tendo em vista os resultados encontrados, pode-se concluir que: a contribuição da seringueira no estoque total de carbono do consórcio é maior do que a do cacaueiro e a da serapilheira; o maior percentual de carbono, tanto na seringueira quanto no cacaueiro encontra-se armazenado na copa; o consórcio mostra-se uma opção economicamente viável com e sem os CERs; a inclusão dos CER’s é importante para o aumento da viabilidade econômica do consórcio e, conseqüentemente, para o desenvolvimento da atividade no país; o consórcio apresenta características favoráveis à aprovação pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, na modalidade de MDL, prevista no Protocolo de Kyoto.
Considering the possibility of forestation and reforestation projects to generate Emission Reduced Certificates – ERCs and to be eligible before the of Clean Development Mechanism – CDM, the present study objected to quantify the vegetal biomass, estimate the amount of carbon and to analyse the economical viability of the rubber tree (Hevea brasiliensis M. Arg) and cacao (Theobroma cacao L.) consortium for the generation of ERCs. The quantification of the vegetal biomass was undertaken at the Fazendas Reunidas Vale do Juliana, Igrapiúna, BA, where there were 34 years old rubber trees and 6 years old cacao trees. The quantification of the tree biomass was done through the direct method of destroying 5 rubber trees and 10 cacao in an area of 2,2 hectars. The biomass of the litter was calculated through the collection of the material from the ground. After quantifying the dry biomass, this was converted to carbon, adopting factor 0,5. The calculation of the ERCs and the economical analysis were undertaken for a simulation of the rubber tree- cacao consortium with a planning horizon of 34 years, where the implantation of the rubber tree and cacao tree occurred in the first and fourth year of the project, respectively. The criteria used for economical evaluation were: Net Present Value – NPL, Internal Rate of Return – IRR and Equivalent Annual Value – EAV. It was verified that the amount of carbon in the consortium between the rubber tree of 34 years old and the cacao of 6 years old was of 91,54 t C/ha. From this total amount, 84,65 t C/ha were stored in the rubber tree (68,41 t C/ha in the aerial part and 16,24 t C/ha in the roots), 5,22 tC/ha in the cacao (3,78 t C/ha in the aerial part and 1,44 t C/ha in the roots) and 1,67 tC/ha in the litter. The amount of carbon estimated for the consortium between the 34 years old rubber tree and the 30 years old cacao tree was of 106,91 tC/ha, what corresponds to 393 tCO2/ha. The economical analysis demonstrated that: the management cost of the consortium is the most representative, corresponding to 53% of the updated total cost; the cost of the ERCs projects, per hectars, was equivalent to 0.6% of the total cost, the consortium is viable with and without the ERCs; and the ERCs proportionate an increase of 70% in the NPL. Due to the results found, we can conclude that: the contribution of the rubber tree to the final amount of carbon of the consortium is bigger than the contribution from the cacao and from the litter; the biggest percentage of carbon, in both the rubber tree and the cacao, was concentrated in the canopy the trees; the consortium appears as an economically viable option with or without the ERCs; the ERCs is important for the increase of the economic viability and for the activity’s development in the country; the consortium shows favorable characteristics to the eligibly before the United Nations Framework Convention on Climate Change, in agreement with the CDM, proposed at the Kyoto Protocol.
Palavras-chave: Seringueira - Consórcio com cacau - Aspectos ambientais
Cacau - Consórcio com seringueira - Aspectos econômicos
Aquecimento global
Proteção ambiental - Legislação
Biomassa
Economia florestal
CNPq: Ciências Agrárias
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: COTTA, Michele Karina. Quantificação de biomassa e análise econômica do consórcio seringueira-cacau para geração de créditos de carbono. 2005. 89f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9552
Data do documento: 17-Fev-2005
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,91 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.