Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9649
Tipo: Tese
Título: Eficiência de processamentos químicos e físicos na remoção de resíduos de agrotóxicos em hortaliças
Efficiency of chemical and physical processing in the removal of pesticide residues in vegetables
Autor(es): Rodrigues, Alessandra Aparecida Zinato Rodrigues
Abstract: A segurança alimentar é um dos grandes interesses do público, principalmente quando está associada à presença de agrotóxicos em alimentos. Com o objetivo de avaliar a eficiência de algumas técnicas de remoção de resíduos de agrotóxicos em alimentos consumidos in natura, amostras de frutos de tomate e de pimentão foram pulverizadas com soluções de azoxistrobina e difenoconazol (agrotóxicos sistêmicos) e clorotalonil (agrotóxico de contato). Os frutos foram imersos em água destilada e diferentes soluções de lavagem, a 25 °C (bicarbonato de sódio 1,5% e 5%, ácido acético 0,15% e 5%, hipoclorito de sódio 0,04% e 1%, detergente 0,25% e 1%, água ozonizada a 1 e 3 mg L - e em água borbulhada continuamente com ozônio 1 e 3 mg L -1 ) por 30 min. Os resíduos de agrotóxicos dos frutos de tomate e pimentão e das soluções de lavagem foram extraídos por técnicas de extração e partição em baixa temperatura (ELL/PBT e ESL/PBT) previamente validadas e analisados por cromatografia gasosa com detector de captura de elétrons (CG/DCE). Para os frutos de tomates foi avaliado também o descascamento como uma técnica de remoção de agrotóxicos. O processo de descascamento removeu em média 88%, 79% e 68% dos resíduos de clorotalonil, difenoconazol e azoxistrobina, respectivamente, confirmando a maior presença destes na pele do fruto. Dentre todos os tratamentos utilizados neste estudo, a água borbulhada com ozônio no maior nível de concentração (3 mg L -1 ) proporcionou uma melhor eficiência de remoção dos três agrotóxicos nos frutos de tomate e pimentão, sendo removido em média 69 % da azoxistrobina, 77 % do difenoconazol e 88 % do clorotalonil. A solução viiide uso doméstico que teve melhor eficiência foi a solução de bicarbonato de sódio 5%. Devido a sua natureza não sistêmica, o clorotalonil foi o composto que apresentou uma maior porcentagem de redução após a imersão em diferentes soluções em ambos os frutos. De forma geral, os tratamentos dos frutos de tomate e pimentão com soluções ácidas e alcalinas e oxidantes podem efetivamente minimizar os resíduos de agrotóxicos, sendo mais eficientes que a simples lavagem com água pura. As alterações físico- químicas dos frutos de tomate e pimentão tratados foram avaliadas ao longo de 13 dias de armazenamento. Os parâmetros de qualidade mais afetados foram a perda de massa, acidez e cor. Os maiores danos nos frutos foram causados pelas soluções no maior nível de concentração.
Food security is one of the great interests of the public, especially when it is associated with the presence of pesticides in food. In order to assess the efficiency of some pesticide residue removal techniques in fresh food, fruit samples of tomato and bell pepper were sprayed with solutions of azoxystrobin, difenoconazole (both systemic pesticides) and chlorothalonil (contact pesticide). The fruits were immersed in distilled water and in various cleaning solutions, 25 °C (sodium bicarbonate 1.5% and 5%, acetic acid 0.15% and 5%, sodium hypochlorite 0.04% and 1%, detergent 0.25% and 1%, ozonated water at 1 and 3 mg L -1 and water continuously bubbled with ozone 1 and 3 mg L -1 ) for 30 min. The pesticide residues in fruit of tomatoes and peppers and in wash solutions were extracted by techniques of extraction with low temperature partition (LLE/LTP and SLE/LTP), which were previously validated, and analyzed by gas chromatography with electron capture detector (GC -ECD). For the tomato fruits, it was also evaluated peeling as a pesticide removal technique. The peeling process removed an average of 88%, 79% and 68% of chlorothalonil, difenoconazole and azoxystrobin residues, respectively, confirming the higher presence thereof in the fruit skin. Among all treatments employed in this study, the water bubbled with ozone in the higher concentration level (3 mg L -1 ) afforded a better removal efficiency of the three pesticides in tomatoes and bell peppers, being removed on average 69% of azoxystrobin, difenoconazole of 77 % and 88% of chlorothalonil. The household solution that had better efficiency was the solution of sodium bicarbonate 5%. Because of its non-systemic nature, chlorothalonil was the compound that had a higher percentage reduction after immersion in different solutions in both fruits. In general, the xtreatment of tomato fruits and bell peppers with acids, alkalis and oxidants can effectively minimize pesticide residues, more efficient than simple washing with pure water. The physicochemical changes on tomato and bell pepper treated were evaluated over 13 days of storage. The quality parameters that were most affected were the weight loss, acidity and color of fruits. The greatest damage on fruits were caused by solutions in the higher concentration level.
Palavras-chave: Fungicidas
Hortaliças - Contaminação
Hortaliças - Desinfecção e desinfetantes
Ozônio
Extração (Química)
Cromatografia a gás
CNPq: Química Analítica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: RODRIGUES, Alessandra Aparecida Zinato Rodrigues. Eficiência de processamentos químicos e físicos na remoção de resíduos de agrotóxicos em hortaliças. 2016. 84 f. Tese (Doutorado em Agroquímica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9649
Data do documento: 14-Jul-2016
Aparece nas coleções:Agroquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,77 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.