Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9709
Tipo: Dissertação
Título: Tradução, adaptação transcultural e validação do “Waisman activities of daily living scale for adolescents and adults with developmental disabilities” para o Português do Brasil
Translation and transcultural adaptation of the Waisman activities of daily living scale for the Portuguese from Brazil
Autor(es): Teixeira, Renata Machado
Abstract: A participação de indivíduos com deficiência no que se refere às ocupações diárias tem sido considerada um importante indicador de funcionalidade por pais e profissionais da área da saúde. Este constructo tem sido incorporado à literatura científica levando a uma crescente necessidade da disponibilização de instrumentos específicos voltados para a avaliação das atividades de vida diária (AVD) de sujeitos com deficiência. Contudo, não se pode observar em nossa cultura instrumentos para avaliar a realização de AVDs especificamente em sujeitos com Síndrome de Down (S.D.) e Autismo. Portanto o presente estudo tem por objetivos: traduzir e adaptar transculturalmente a escala W-ADL de avaliação de atividades de vida diária para sujeitos com S.D. e Autismo; além de testar a validade de conteúdo da escala; analisando a consistência interna, confiabilidade, efeito teto e efeito piso, e sensibilidade do instrumento. A escala“Waisman activities of daily living scale” é um instrumento composto por uma escala de dezessete itens (17), que enumera de 0 a 2 a capacidade de se desenvolver atividades do cotidiano, na qual 0= não realiza a atividade, 1= realiza com auxílio e 2= realiza sem auxílio. A escala é respondida pelos pais/responsáveis ou cuidadores dos indivíduos com S.D. e Autismo. Utilizou-se o referencial metodológico de Beaton et al (2000) para a realização da tradução e retrotradução feitas por dois tradutores independentes, seguidas da avaliação de equivalência semântica, idiomática e cultural da versão traduzida, realizada por um comitê de especialistas. A versão traduzida e adaptada foi submetida à análise do Índice de Validade de Conteúdo (IVC). A versão traduzida, adaptada e com a validade de conteúdo verificada foi administrada em uma amostra de 74 cuidadores de sujeitos com deficiência, sendo 40 com S.D. e 34 com Autismo, com idade média de 20,04 anos. A consistência interna do instrumento foi avaliada através do coeficiente Alpha de Cronbach, e a estabilidade da escala foi avaliada através do teste-reteste (n=39) utilizando o Índice de Correlação Intraclasse. Verificou-se também o efeito teto e o efeito piso, e a sensibilidade do instrumento foi testada utilizando o teste de Kruskall-Wallis e o de Mann-Whitney como post hoc. No processo de tradução e adaptação transcultural, todas as divergências encontradas foram solucionadas no comitê de peritos em consenso. Na análise do IVC, dois itens (5, 16) foram excluídos por não atingirem pontuação suficiente no que se refere à relevância (IVC i 5=0,5) e dimensão teórica (IVC i 5=0,16; IVCi16=0,66). O IVC total do conjunto apresentou valores satisfatórios, acima de 0,80, e o IVC total apresentou um valor acima de 0,90. Encontrou-se valores de alpha superiores a 0,91 e altos índices de correlação no teste-reteste (ICC= 0,99). Não se observou efeito teto e efeito piso. Ao se analisar a faixa etária dos sujeitos, encontrou-se diferença significativa ao se comparar o grupo de adolescentes e adultos (X= - 3,419; p=0,001) e o grupo de crianças e adultos (Z= - 3,419; p=0,001), porém não foi encontrada diferença ao se comparar o grupo de crianças e adolescentes. Conclui-se, portanto, que a versão brasileira do instrumento de atividade de vida diária (EAVD-W) apresenta equivalências semântica, idiomática e de conteúdo além de boas evidências de consistência interna, confiabilidade e sensibilidade. Contudo, fazem-se necessários estudos futuros que busquem testar as propriedades psicométricas da escala.
The participation of individuals with disabilities with regard to the daily occupations has been considered an indicator and a therapeutic goal shared by parents and health professionals. This construct has been incorporated into the scientific literature leading to a growing need for the provision of specific instruments aimed at assessing the activities of daily living (ADLs). However, not available in our culture tools to evaluate the performance of ADLs specifically in subjects with Down syndrome (D.S.) and Autism. This study aims: to translate and adapt culturally to W- -ADL scale assessment of activities of daily living for individuals with D.S. and Autism; to test the scale content validity; to analyze the internal consistency, reliability, ceiling and floor effect and instrument sensitivity. The scale "Waisman activities of daily living scale" is an instrument composed of a range of seventeen items (17), which lists 0-2 the ability to develop daily activities, where 0 = does not perform the activity, 1 = performs with aid and 2 = performs without assistance. The scale is answered by parents / guardians or caregivers of individuals with D.S. and Autism. We used the methodological framework of Beaton et al (2000) to perform the translation and back-translation made by two independent translators, followed by assessment of semantic equivalence, idiomatic and cultural translated version, performed by a committee of experts. The translated and adapted version was submitted to analysis of the Content Validity Index (CVI). The translated version, adapted and with the verified content validity was administered in a sample of 74 caregivers of disabled subjects, 40 with D.S. and 34 with autism, with an average age of 20.04 years. The instrument's internal consistency was assessed by Cronbach's alpha coefficient, and the stability of the scale was evaluated by test-retest reliability (n = 39) using the Correlation Index Intra class. It was also found the floor and ceiling effect, and the sensitivity of the instrument was tested using the Kruskal-Wallis test and Mann-Whitney post hoc. In the process of translation and cultural adaptation, all discrepancies found were resolved in consensus within the expert committee. In the analysis of CVI two items (5, 16) were excluded because they do not gain sufficient score in terms of relevance (IVCi5 = 0.5) and theoretical dimension (IVCi5 = 0.16; IVCi16 = 0.66). The total set CVI presented satisfactory values above 0.80, and the total IVC showed a value above 0.90. Met alpha values greater than 0.91 and high correlation coefficients for test-retest reliability (ICC = 0.99). There was no ceiling and floor effect. When analyzing the age of the participants, found a significant difference when comparing the group of adolescents and adults (X = - 3.419, p = 0.001) and the group of children and adults (Z = - 3.419, p = 0.001) but no difference was found when comparing the group of children and adolescents. The conclusion, therefore, that the Brazilian version of the daily life activity instrument (ADLS-W) presents semantic, idiomatic and content as well as good evidence of internal consistency, reliability and sensitivity. However, it is necessary further studies that seek to test the psychometric properties of the scale.
Palavras-chave: Educação física para deficientes
Down, Síndrome de - Instrumentos e aparelhos científicos - Medidas
Autismo - Instrumentos e aparelhos científicos - Medidas
CNPq: Ciências da Saúde
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: TEIXEIRA, Renata Machado. Tradução, adaptação transcultural e validação do “Waisman activities of daily living scale for adolescents and adults with developmental disabilities” para o Português do Brasil. 2016. 59 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9709
Data do documento: 23-Jun-2016
Aparece nas coleções:Educação Física

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo679,52 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.