Locus  

Composição do agronegócio no Estado de Minas Gerais

Show simple item record

dc.creator Cruz, Aline Cristina da
dc.date.accessioned 2015-03-19T19:30:14Z
dc.date.available 2007-07-24
dc.date.available 2015-03-19T19:30:14Z
dc.date.issued 2007-03-13
dc.identifier.citation CRUZ, Aline Cristina da. Composition of the agribusiness in the state of Minas Gerais. 2007. 116 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007. por
dc.identifier.uri http://locus.ufv.br/handle/123456789/97
dc.description.abstract No novo padrão agrícola, estabelecido na década de 1990, nota-se maior segmentação e especialização do mercado de commodities. A tendência é de concentração das agroindústrias, verticalização da produção e formação de grandes conglomerados. Neste trabalho, avaliaram-se as transformações na composição da estrutura produtiva do agronegócio de Minas Gerais, em 1999, segundo as definições de agregado I (fornecedor de bens e insumos para a agropecuária), agregado II (produção agropecuária), agregado III (processamento e industrialização de bens agrícolas) e agregado IV (distribuição de bens agrícolas). Além disso, determinaram-se os efeitos de encadeamentos entre os setores, por meio dos índices de Rasmussen-Hirschman, campo de influência e índices puros de ligação. A análise de índices de ligações interindustriais de Rasmussen-Hischman apontou como setores-chave as atividades de metalurgia, celulose, papel e gráfica, e indústria têxtil. Na análise dos índices puros de ligação, que consideram o volume de produção, os setores-chave foram: indústria de alimentos, agropecuária, construção civil, metalurgia, comércio, serviços prestados às empresas, administração pública, transportes, refino do petróleo e serviços industriais de utilidade pública. De acordo com o campo de influência, os principais elos de ligação na economia de Minas Gerais, em 1999, foram dominados pelos setores: agropecuária; automóveis, caminhões e ônibus; celulose, papel e gráfica; artigos do vestuário e administração pública. No caso de investimentos que propiciem mudanças nos coeficientes técnicos de produção destas atividades, os efeitos advindos das relações intersetoriais se propagam mais rapidamente. Em uma segunda etapa, avaliando a estrutura de produção do agronegócio de Minas Gerais, evidencia-se a importância do agronegócio para a economia mineira, considerando a geração de renda de R$ 27.191.839 mil, que equivale a 31% da renda total do Estado de Minas Gerais. Além disso, o agronegócio mineiro participa com cerca de 10% da renda do agronegócio do País. Os resultados mostram que o agregado I, ou seja, os setores fornecedores de insumos e implementos para a produção rural, contribuem com 19,85% para o PIB do agronegócio mineiro. Se por um lado, a agropecuária (agregado II) possui forte contribuição (26,36%) na formação do PIB do agronegócio mineiro, por outro lado, a agroindústria mineira tem o menor peso relativo (13,72%), apontando a necessidade de um processo de dinamização nestes setores com vistas a sua estruturação para que possam ter condições de absorver o desenvolvimento de sua base agrícola. Quanto às atividades de distribuição final (agregado IV), estas contribuem com 40,07% do PIB do agronegócio mineiro. Portanto, esses setores têm maior representatividade no agronegócio de Minas Gerais, indicando que o Estado segue a tendência do País de descentralização da estrutura produtiva do agronegócio. Em relação ao grau de desenvolvimento do Estado ligado à estrutura do agronegócio, a economia mineira apresentou, em 1999, características de economia alimentar industrializada, considerando a participação da produção agropecuária menor que 30% do valor total do agronegócio. pt_BR
dc.description.abstract The new agricultural standard that was established on the decades of 1960 pointed a greater segmentation and specialization in the commodities market. The trend is the agro-industries concentration, verticalization on the production and great conglomerates formation. In this work were evaluated the transformations in the productive compositions structures of the agribusiness of Minas Gerais, in 1999, according to the aggregate definitions (goods suppliers for the farming), II aggregate (farming production), III aggregate (processing and agricultural industrialization) and IV aggregate (agricultural distribution). Furthermore, it was determined the chaining effects among the other sectors, using the Rasmussen-Hirschman index, influence field and pure linkage index. The analysis of the Rasmussen-Hirschman index between industries pointed as key sections the metallurgic activities; cell, paper and graphs; and the textile industry. In the analysis of the linkage pure index, that considerate the production volume, the key-sections were: food industry, cattle, civil construction, metallurgy, commerce, service suppliers, public administration, transports, petroleum refining, and industry services of public utility. According to the influence field, the main linkages in the economy of Minas Gerais, in 1999, were dominated by sectors: cattle; cars, trucks and buses; cell, paper and graphs; clothing and public administration. In the case of investments which allow a change in the technical coefficient of the production of these activities, the effects from the relations among the sectors spread faster. The second step was the evaluation of the agribusiness production structure in Minas Gerais that detaches the importance of the agribusiness for the economy of Minas Gerais. The agribusiness generate an income of R$ 27.191.839 mil, that is equivalent to 31% of the total income at Minas Gerais State. Besides, the agribusiness participates within 10% of the total country agribusiness income. The results shows that the aggregated I, or, the suppliers sectors of inputs for the rural production, contributes with 19,85 % to the agribusiness of Minas Gerais. The farming (aggregate II) has a strong contribution (26,36%) for the formation of GDP agribusiness of Minas Gerais. On the other hand, the Minas Gerais industry has the smaller relative share (13,72%), which shows that it needs a dynamic process on these sectors for its structure enabling the conditions to absorb the farming basis development. About the final distribution activities (aggregate IV), it contributes with 40,07 % of GDP agribusiness of Minas Gerais. Therefore, these sectors have the biggest representation in the agribusiness of Minas Gerais, indicating that the State follows the country trends to the agribusiness productive structure decentralization. In relation to the development level in the agribusiness structure, the Minas Gerais economy presented, in 1999, characteristics of industrialized food economy because of it participation on the farming production lower than 30% of the total agribusiness value. eng
dc.description.sponsorship Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.format application/pdf por
dc.language por por
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa por
dc.rights Acesso Aberto por
dc.subject Agronegócio por
dc.subject Minas Gerais por
dc.subject Insumo-produto por
dc.subject Agribusiness eng
dc.subject Minas Gerais State eng
dc.subject Inputs eng
dc.title Composição do agronegócio no Estado de Minas Gerais por
dc.title.alternative Composition of the agribusiness in the state of Minas Gerais eng
dc.type Dissertação por
dc.contributor.advisor-co1 Lírio, Viviani Silva
dc.contributor.advisor-co1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763739E6 por
dc.publisher.country BR por
dc.publisher.department Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos por
dc.publisher.program Mestrado em Economia Aplicada por
dc.publisher.initials UFV por
dc.subject.cnpq CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::METODOS QUANTITATIVOS EM ECONOMIA por
dc.creator.lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4777318P4 por
dc.contributor.advisor1 Teixeira, Erly Cardoso
dc.contributor.advisor1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787961Y8 por
dc.contributor.referee1 Silveira, Suely de Fátima Ramos
dc.contributor.referee1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4704277E4 por
dc.contributor.referee2 Parré, José Luiz
dc.contributor.referee2Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723716U7 por
dc.contributor.referee3 Campos, Antônio Carvalho
dc.contributor.referee3Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4781810A0 por


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Economia Aplicada [425]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account