Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/136
Tipo: Tese
Título: A demanda de alimentos no Brasil, 2002/2003
Título(s) alternativo(s): Food demand in Brazil, 2002/2003
Autor(es): Coelho, Alexandre Bragança
Primeiro Orientador: Aguiar, Danilo Rolim Dias de
Primeiro avaliador: Tomich, Frederico Andrade
Segundo avaliador: Nogueira, Fernando Tadeu Pongelupe
Terceiro avaliador: Gomes, Marília Fernandes Maciel
Quarto avaliador: Teixeira, Erly Cardoso
Abstract: A demanda de alimentos no Brasil tem sofrido modificações importantes nas últimas décadas causadas por transformações estruturais, tais como aumento da urbanização, modificação da composição etária da população, aumento da presença de mulheres na força de trabalho, entre outras. Diante desse quadro de mudanças, é essencial conhecer o padrão de consumo das famílias de forma a se poder aperfeiçoar as decisões do governo, dos agricultores e dos empresários do setor de processamento e distribuição de alimentos. Porém, quando se examina a literatura sobre análise de demanda no Brasil, nota-se uma carência de estudos recentes que sejam, ao mesmo tempo, abrangentes e metodologicamente rigorosos. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi determinar o padrão da demanda de alimentos no Brasil por meio da estimação de um sistema de demanda com dezoito tipos de alimentos, com base nos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) realizada em 2002/2003, em todo território nacional, pelo IBGE. Esses dados permitiram a construção de preços para cada família e a estimação de funções de demanda que possibilitaram captar a heterogeneidade entre elas. A forma funcional utilizada nas funções de demanda estimadas neste trabalho foi o Quadratic Almost Ideal Demand System (QUAIDS). O modelo QUAIDS possui a flexibilidade de curvas de Engel não-lineares e, ao mesmo tempo, é derivado de uma estrutura de preferências. A estimação do sistema de demanda foi feita por meio do Procedimento de Shonkwiler e Yen. Este procedimento utiliza dois estágios de estimação para lidar com a natureza censurada dos dados. O primeiro estágio consiste nas chamadas equações de seleção , que examinam os determinantes da decisão do consumidor em consumir ou não um determinado produto. Os resultados deste estágio são utilizados para computar uma variável que é usada como instrumento para incorporar as variáveis latentes censuradas na estimação do segundo estágio. Os resultados da estimação do primeiro estágio foram, de forma geral, de acordo com o esperado. A probabilidade de aquisição dos produtos básicos variou negativamente com renda mensal familiar, enquanto as carnes, leite e demais produtos mostraram influência positiva da renda. As variáveis regionais também foram importantes na explicação da aquisição de diversos produtos, assim como as variáveis educacionais e as diferenças entre o meio rural e urbano. Os resultados da estimação do segundo estágio foram um pouco mais problemáticos do que o primeiro. Duas especificações foram utilizadas: a primeira com a variável gasto total e a segunda com a renda mensal familiar. Com a primeira especificação, as elasticidades-dispêndio calculadas foram muito elevadas para os produtos básicos. A segunda especificação mostrou elasticidades-renda mais compatíveis com o esperado, mas houve um aumento não desprezível na quantidade de coeficientes não-significativos. De forma geral, levando em conta os resultados da segunda especificação, há uma predominância de bens normais na cesta pesquisada e não foi encontrado nenhum bem inferior. Os bens superiores encontrados foram: carne bovina de primeira, banana, queijos e leite em pó. Em relação aos preços, a maior parte dos coeficientes não foi significativa. As elasticidades-preço diretas compensadas e não compensadas calculadas ficaram acima do esperado, indicando respostas elásticas para produtos básicos com poucos substitutos. Em relação às medidas de heterogeneidade, as variáveis mais importantes foram a composição familiar, o tamanho da família, a presença de geladeira no domicílio e a escolaridade do responsável pelo domicílio. Domicílios com crianças tenderam a apresentar maior consumo de leite, como esperado, e foi encontrada uma relação negativa entre escolaridade e consumo de produtos básicos.
Food demand in Brazil has undergone major changes in the last few decades caused by structural changes, such as urbanization, changes in demographics and increase in women participation in the labor force, so it s important to know families consumption patterns thoroughly in order to enhance government policies and to help agricultural and food industry decision makers. Nevertheless, Brazilian literature in demand analysis field has been lacking studies which are rigorous and complete. Thus, this study objective is to estimate a demand system including eighteen food products using POF 2002/2003 data. POF 2002/2003 is the Brazilian household survey and it allowed the construction of prices for each product and family and enabled heterogeneity accounting. The functional form used was Quadratic Almost Ideal Demand System (QUAIDS), which is flexible, has non-linear Engel curves and it is derived from a preference structure. The approach to estimation was Shonkwiler and Yen Procedure. This is a two-step estimation procedure to deal with censored dependent variables. Within the first step (purchase decisions), consumer decisions determinants on whether to buy or not a product are estimated. In the second step, first step results are used to correct the estimation. First step estimation results were according to expectations. Purchase probabilities of staples foods were negative related to family monthly income, while meat, milk and other products showed a positive relation. Regional, educational and urbanization variables were also important in the first stage. Second stage results were more problematic than the first ones. Two specifications were used: the first, using food expenditure and the second, using family monthly income. In the former, staple foods expenditure elasticities were very high. In the latter, income elasticities were more reasonable, although an increase in the number of not significant coefficients happened at the same time. Generally, in the second specification, there was a predominance of normal goods and there was no inferior good. Prime cut beef, banana, cheese and powder milk were found to be superior goods. Compensated and non compensated price elasticities were above expectation, with staple food having elastic responses. Concerning the heterogeneity variables, family composition, family size, refrigerator ownership and education of the family head were the most important in the system. Families with children consume more milk and it was found a negative relation between consumption of staple foods and education.
Palavras-chave: Demanda de alimentos
orçamento familiar
econometria
Food supply
econometrics
family budget
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::METODOS QUANTITATIVOS EM ECONOMIA::METODOS E MODELOS MATEMATICOS, ECONOMETRICOS E ESTATISTICOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Doutorado em Economia Aplicada
Citação: COELHO, Alexandre Bragança. Food demand in Brazil, 2002/2003. 2006. 248 f. Tese (Doutorado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/136
Data do documento: 12-Abr-2006
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf4,88 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.