Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1416
Tipo: Tese
Título: Morfologia floral, citometria de fluxo e citogenética em Lycopersicon esculentum Mill. acesso BGH 160
Título(s) alternativo(s): Floral morphology, flow cytometry and cytogenetic in Lycopersicon esculentum Mill. access BGH 160
Autor(es): Karsburg, Isane Vera
Primeiro Orientador: Carvalho, Carlos Roberto de
Primeiro coorientador: Pompolo, Silvia das Graças
Segundo coorientador: Otoni, Wagner Campos
Primeiro avaliador: Caixeta, Eveline Teixeira
Segundo avaliador: Picoli, Edgard Augusto de Toledo
Abstract: O tomateiro (Lycopersicon esculentum Mill.) é a segunda olerícola mais cultivada no mundo. Na América Latina, seu maior produtor é o Brasil, com atualmente uma área total de 58,5 mil hectares e produção de 3,3 mil toneladas. Parte do aumento da produção tem sido atribuída aos investimentos em programas de melhoramento e às inovações geradas pelos processos biotecnológicos. Nesse contexto, estudos citogenéticos e citométricos podem contribuir com dados citológicos e genéticos para os programas de melhoramento e ser estendidos às outras áreas de conhecimento. Atentando para as controvérsias existentes na literatura e a necessidade de ampliar os conhecimentos das características do genoma em questão, o trabalho teve três objetivos principais em L. esculentum acesso BGH 160: (i) Caracterização das diferenças morfológicas dos botões florais, (ii) Quantificação do conteúdo de DNA e avaliação da ploidia foliar e das peças florais em diferentes estágios de desenvolvimento e (iii) Reavaliação citogenética do cariótipo. No decorrer das avaliações e caracterizações morfológicas realizadas em L. esculentum acesso BGH 160, foram observadas plantas normais e anormais quanto à estruturação dos botões florais em que as anormais apresentaram modificações na morfologia e constituição floral, formação e estruturação dos frutos e ausência de sementes. Entretanto, apenas pelo comportamento fenotípico do acesso em questão não foi possível identificar a provável causa da alteração na planta anormal. Levantaram-se as hipóteses de que alterações cromossômicas estruturais ou numéricas poderiam explicar essa anormalidade. Pela quantificação do conteúdo de DNA nuclear foram verificadas diferenças, as plantas normais apresentaram 2C = 1,96 pg e as anormais, 2C = 1,87 pg de DNA. Na análise da ploidia em sete folíolos terminais das plantas normais, foi verificada a variação de 2C e 4C a 8C dos núcleos, de maneira crescente em relação ao estágio de desenvolvimento fisiológico. Quando relacionada à variação da ploidia com a área foliar, foi observado correlação entre as duas variáveis nas plantas normais com relação aos núcleos 4C. Porém, nas plantas anormais, a área foliar não correspondeu à variação da ploidia, tanto que a correlação entre a ploidia e a área foliar foi negativa nos núcleos 8C. Considerando-se que o comportamento diferencial das plantas anormais poderia estar relacionado com a diferença do conteúdo de DNA, este estudo enfatizou as avaliações citogenéticas entre esses dois tipos de plantas. O complemento da planta normal apresentou 2n=24 cromossomos, com um par de cromossomos (6) metacêntrico e os demais submetacêntricos. O bandeamento Ag-NOR em L. esculentum var. Stupnické evidenciou, na porção mediana do cromossomo 1, a NOR ativa, além da identificação de uma deleção em L. esculentum acesso BGH 160 anormal presente em um dos homólogos do par 1. Concluiu-se que a deleção provavelmente seja responsável pelas alterações morfológicas dos botões florais e dos frutos. Os resultados deste trabalho representam uma contribuição para um melhor entendimento do genoma e citogenética do tomateiro.
Tomato (Lycopersicon esculentum Mill.) is the second most cultivated vegetable in the world. In Latin America the largest producer is Brazil, with a total area of 58,5 thousand hectares and production of 3,3 thousand tons. Part of the increase in production has been attributed to investments in breeding programs and to innovations generated by biotechnical processes. In this context cytogenetical and cytometrycal studies can contribute to breeding programs. Considering the existent controversies in the literature and the need of expanding the knowledge about the characteristics of this genome, the present work had three main objectives in L. esculentum access BGH 160: (i) characterization of the morphological differences in floral buttons, (ii) quantification of the DNA content and ploidy evaluation in leaves and floral pieces at different stages of development and (iii) cytogenetic reevaluation of the karyotype. During the evaluation and morphological characterization accomplished in L. esculentum access BGH 160, plants were observed with normal and abnormal behavior concerning the structure of the floral buttons. The abnormal plants presented modifications in morphology and floral constitution, fruit formation and structure, and absence of seeds. However, the phenotypic behavior alone was not sufficient to identify the possible cause of alteration in the abnormal plants in this access. A hypothesis was postulated in that structural or numerical alterations in the chromosome could explain the abnormality. Differences were verified through quantification of the nuclear DNA content, with normal plants presenting 2C = 1,96 pg and abnormal plants presenting 2C = 1,87 pg of DNA. By the ploidy analysis in seven terminal leaf of the normal plants, at different developmental stages, ploidy variation of 2C, 4C to 8C was verified, increasing according to the stage of physiological development. When ploidy variation was related with the leaf area, correlation was observed between the two variables in the normal plants with nuclei 4C. However, in the abnormal plants, the leaf area did not correspond to the ploidy variation, so much so that the correlation between the ploidy level and the leaf area was negative for the nuclei 8C. Considering that the different behavior of the abnormal plants could be related with the difference on DNA content, this study concentrated on the cytogenetic evaluations between these two types of plants. The complement of the normal plant presented 2n = 24 chromosomes, with one pair (6) of chromosomes being metacentric, and all others submetacentric. The Ag-NOR banding in L. esculentum var. Stupnické evidenced the active NOR in the medium portion of chromosome 1, and identified a deletion in one of the homologues of pair 1, in the abnormal L. esculentum access BGH 160. It was concluded that a deletion is probably responsible for the morphologic alterations of the floral buttons and fruits.
Palavras-chave: Tomate
Morfologia floral
Quantificação de DNA
Cariótipo
Ploidia
Deleção
Citogenética
Citometria de fluxo
Lycopersicon esculentum
Tomato
Floral morphology
DNA quantification
Karyotype
Ploidy
Cytogenetics
Flow cytometry
Lycopersicon esculentum
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA VEGETAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me
Programa: Doutorado em Genética e Melhoramento
Citação: KARSBURG, Isane Vera. Floral morphology, flow cytometry and cytogenetic in Lycopersicon esculentum Mill. access BGH 160. 2006. 87 f. Tese (Doutorado em Genética animal; Genética molecular e de microrganismos; Genética quantitativa; Genética vegetal; Me) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1416
Data do documento: 9-Jun-2006
Aparece nas coleções:Genética e Melhoramento

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.