Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2207
Tipo: Dissertação
Título: Ocorrência de Toxorhynchites (Diptera, Culicidae) em Mata Atlântica, Viçosa, MG, e predação de T. violaceus sobre larvas de Aedes aegypti
Título(s) alternativo(s): Occurrence of Toxorhynchites (Diptera: Culicidae) in the Atlantic Forest at Viçosa, MG, and predation of T. vilolaceus on Aedes aegypti larvae
Autor(es): Simões, Daniel Albeny
Primeiro Orientador: Vilela, Evaldo Ferreira
Primeiro coorientador: Krüger, Rodrigo Ferreira
Segundo coorientador: Lima, Eraldo Rodrigues de
Primeiro avaliador: Eiras, álvaro Eduardo
Segundo avaliador: Borges, Magno Augusto Zazá
Abstract: Os dípteros do gênero Toxorhynchites (culicidae), são grandes pernilongos. Suas larvas são aquáticas e predadoras, alimentando-se de formas imaturas de outros invertebrados, principalmente de larvas de mosquitos. Habitam ambientes naturais e artificiais que acumulam água, locais que também são utilizados com sucesso para o desenvolvimento larval de espécies de mosquitos veiculadores de doenças. Os adultos do gênero alimentam-se exclusivamente de carboidratos, o que os tornam incapazes de veicular patógenos aos seres humanos. Várias espécies do gênero são candidatas a serem utilizadas no controle biológico de mosquitos dentre eles o Aedes aegypti responsável pela veiculação do vírus da dengue e da febre amarela. O presente estudo teve por objetivo levantar a ocorrência de espécies do gênero Toxorhynchites em fragmentos de mata atlântica na região de Viçosa, Minas Gerais e a avaliação do potencial predatório de larvas de Toxorhynchites violaceus coletadas na Serra da Piedade Caeté, Minas Gerais. Para verificar a ocorrência do gênero Toxorhynchites na região de Viçosa foram espalhadas 500 armadilhas de oviposição divididas igualmente em 5 diferentes áreas. As larvas coletadas nas armadilhas foram criadas em laboratório até a emergência dos adultos. Os espécimes foram identificados como pertencendo as espécies Toxorhynchites theobaldi e Toxorhynchites pusillus. A avaliação do potencial predatório foi dividida em duas partes. Na primeira parte foram oferecidas diferentes densidades de presas (ª aegypti) às larvas predadoras (T. violaceus) onde o numero de presas mortas pelos predadores aumentou significativamente (gl = 1;23 p = 7,662x10-12) com aumento do numero de presas oferecidas. Na segunda parte da análise foi mantido o numero de presas e variou-se altura da coluna de água e a superfície utilizada para respiração pelas presas e pelo predador. Os dados mostraram uma tendência a diminuição no numero de presas mortas pelo predador ao se aumentar a altura da coluna de água (gl = 1;40 p = 0,001720) e a superfície utilizada para respiração (gl = 1;39 p = 0,003035).
Toxorhynchites are long legs Culicidae. Their larvae are aquatic predators that feed on invertebrate immatures, mainly mosquito larvae, in natural or artificial water reservoirs or ponds, where larvae of mosquito disease vectors develop. Toxorhynchites adults feed exclusively on carbohydrates, what make them incapables of transmitting pathogens to human beings. Species of Toxorhynchites are potential agents for biological control of mosquitoes as Aedes aegypti, that are responsible for dengue and yellow fever diseases. The aims of the present study were: (i) survey the occurrence of Toxorhynchites species in fragments of Atlantic Forest, and (ii) evaluate the predation potential of Toxorhynchites violaceus larvae from Serra da Piedade at Caeté, Minas Gerais State. Five hundred oviposition traps were spread out in five different areas to sample the possible occurrence of Toxorhynchites species in Viçosa region. Larvae obtained from traps were then reared in laboratory until adults, which were sent for identification. Toxorhynchites theobaldi and Toxorhynchites pusillus were then identified from Viçosa, Minas Gerais. The predation potential was verified through out two experiments. First, different densities of the prey A. aegypti were offered to larvae of T. violaceus. Results has showed that the number of prey killed by the predator increased significantly (p=7,662xl0-12) with the increase of the number of offered prey. In the second experiment, the number of prey was the same, but the water column height and the surface used for prey and predator respiration varied. Data showed a clear tendency to diminish the number of preys killed as the water column height increased (p=0.001720) as well as the surface used for breathing (p=0.003035).
Palavras-chave: Aedes aegypti
Predação
Toxorhynchites violaceus
Aedes aegypti
Predation
Toxorhynchites violaceus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biologia e Manejo animal
Programa: Mestrado em Biologia Animal
Citação: SIMÕES, Daniel Albeny. Occurrence of Toxorhynchites (Diptera: Culicidae) in the Atlantic Forest at Viçosa, MG, and predation of T. vilolaceus on Aedes aegypti larvae. 2008. 56 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Manejo animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2207
Data do documento: 7-Mar-2008
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,93 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.