Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27277
Tipo: Dissertação
Título: Atividade microbiológica promove o crescimento de milho e a qualidade do solo
Microbiological activity promotes corn growth and soil quality
Autor(es): Figueiredo, Naiara Oliveira
Abstract: A boa qualidade do solo é uma característica desejável, pois garante que ele cumpra suas funções básicas, dentre as quais se destaca a produção de alimentos. Nos solos tropicais, uma limitação à qualidade do solo é o presumido baixo teor de P, em função dos altos níveis de adsorção deste nutriente. A partir da generalização que os solos brasileiros são pobres em P, altas doses de fertilizantes inorgânicos têm sido aplicadas para buscar suprir as necessidades das plantas. Porém, um manejo de solo que vise aumentar o teor de matéria orgânica e favorecer a atividade microbiológica pode aumentar a disponibilidade de P para as plantas a partir de formas menos lábeis, sem a necessidade de tantos insumos externos e com impactos positivos no desenvolvimento e produção vegetal. Amostras de solo de uma propriedade agroecológica foram utilizadas, e de um de horizonte B representando um solo degradado. No primeiro experimento avaliou-se o efeito da eliminação da microbiota nativa via autoclavagem sobre a qualidade do solo, absorção de P e desenvolvimento e produção de plantas de milho. No segundo experimento avaliou-se o efeito da adição de matéria orgânica e de matéria orgânica combinada com microrganismos eficientes (EM) sobre as mesmas variáveis no horizonte B. Todos os materiais foram incubados por 30 d e, seguidamente, plantas de milho foram cultivadas por 50 d em casa de vegetação. Durante o cultivo foi avaliada a altura das plantas. Após o cultivo, amostras de solo foram coletadas para análises físicas, químicas e microbiológicas, e as plantas mensuradas e colhidas para a determinação da biomassa e dos teores de nutrientes acumulados. Os tratamentos nos dois experimentos pouco afetaram a qualidade física e química dos solos. Ainda que a autoclavagem estivesse presente em ambos os experimentos, o procedimento adotado na avaliação da comunidade microbiológica não foi capaz de diagnosticar, no geral, expressivas diferenças dos tratamentos, em termos da presença, diversidade, dominância e riqueza de diferentes grupos de bactérias, fungos e fungos micorrízicos arbusculares analisadas. A manutenção da comunidade nativa de microrganismos garantiu maior altura, acúmulo de P e produção de biomassa das plantas de milho. O cultivo vegetal também indicou que a simples adição de matéria orgânica em solos de baixa fertilidade ou degradados não garantiu incrementos comparáveis ao seu uso combinado com a adição de EM nas mesmas variáveis altura, acúmulo de P e produção de biomassa. Os resultados confirmam a importância da preservação da microbiota nativa do solo e do potencial do uso de coquetéis de microrganismos em solos degradados para incrementar a produtividade vegetal. Também revelam que apenas a adição de matéria orgânica não garante maior produtividade das plantas em solos de baixa fertilidade ou degradados, ou sem condições adequadas para a atividade microbiológica, ou ainda com restrições impostas pelo uso de biocidas (agrotóxicos).
Soil quality is a desirable feature because allows soil carry out its basic functions, including food production. In tropical soils, a limitation to the soil quality is the presumed low P contents due to the high adsorption of this nutrient. Since the generalization that Brazilian soils are poor in P, high doses of inorganic fertilizers have been applied to meet the plants requirement. However, soil management practices aiming increase the organic matter content and promote microbiological activity can increase P availability to plants from less labile P forms. In these cases, there is not necessary to provide so many external inputs, with additional positive impacts on development and crop production. Soil samples were collected from an agroecological farm and from a B horizon representing a degraded soil. In a first experiment we evaluated the effect of the elimination of native microbiota via autoclaving on soil quality, P uptake and development and production of corn plants. In the second experiment, we evaluated the effect of the addition of organic matter and organic matter combined with efficient microorganisms (EM) on soil quality of the B horizon. All soil materials were incubated for 30 d and after corn plants were cultivated for 50 d in greenhouse. During cultivation, plant height was evaluated. After cultivation, soil samples were collected for physical, chemical, and microbiological analysis, and the plants measured and collected to determine biomass and nutrient contents. The treatments in both experiments little affected the physical and chemical quality of the soil. Although autoclaving was present in both experiments, the procedure adopted to evaluate the microbiological community did not able to identify, in general, relevant differences among treatments, in terms of the presence, diversity, dominance and richness of different groups of bacteria, fungi and arbuscular mycorrhizal fungi analyzed. The conservation of the native community of microorganisms guaranteed higher height, P accumulation, and biomass production of corn plants. Plant cultivation also indicated that the simple addition of organic matter in low fertility or degraded soils did not guarantee comparable increments to its use combined with the addition of EM in the same variables height, P accumulation, and biomass production. The results confirm the importance of preserving the native soil microbiota and the potential of using microorganism cocktails in degraded soils to increase plant productivity. They also reveal that only the addition of organic matter does not guarantee higher plant productivity in low fertility or degraded soils, or in soils without suitable conditions for microbiological activity, or also with restrictions imposed by the use of biocides (pesticides).
Palavras-chave: Humus
Fósforo
Micro-organismos do solo
Solos - Manejo
Solos - Qualidade
Milho
CNPq: Ciência do Solo
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FIGUEIREDO, Naiara Oliveira. Atividade microbiológica promove o crescimento de milho e a qualidade do solo. 2019. 49 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27277
Data do documento: 31-Mai-2019
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.