Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27392
Tipo: Tese
Título: Estimativas de perdas econômicas e custos de manejo de incêndios florestais no Cerrado e na Amazônia brasileira
Economic loss estimates and forest fire management costs in the Cerrado and Brazilian Amazon
Autor(es): Oliveira, Aline Silva de
Abstract: O fogo florestal estabelece uma função ecológica na produtividade de diversos ecossistemas. No entanto, os regimes de fogo estão sendo profundamente alterados para uma dinâmica de fogos recorrentes, cuja força destrutiva atraiu pesquisadores em todo mundo na busca de respostas para seus efeitos adversos. Embora o poder destrutivo do fogo seja reconhecido, seus impactos econômicos foram pouco estimados, assim como os investimentos realizados em práticas de manejo de incêndios florestais, particularmente em florestas tropicais. Através desse trabalho de pesquisa é possível identificar que a informação econômica sobre os custos (investimentos feitos em práticas de manejo do fogo) e os benefícios (perdas econômicas evitadas pela mitigação) da gama de políticas e programas de gestão de incêndios em todo mundo é insuficiente para tomadas de decisões na gestão de incêndios. Consequentemente, os recursos financeiros não são estrategicamente direcionados para tornar o manejo de fogo mais eficiente na redução de incêndios. Este trabalho, pretende contribuir para essa lacuna de conhecimento através da realização de uma estimativa das perdas econômicas na produção sustentável de madeira na Amazônia Brasileira e uma avaliação de custo- benefício das práticas de manejo de incêndios florestais nesse bioma e no bioma Cerrado. Os resultados foram gerados através de modelos espacialmente explícitos e demonstram que as perdas econômicas pelo fogo na produção sustentável de madeira podem chegar a US$ 183 ± 30 ha/ano em áreas atingidas por incêndios recorrentes próximos a centros de moagem na Amazônia. Além disso, essas perdas podem chegar a US$ 565 ha/ano em regiões de alto lucro agrícola em ambos os biomas. Apesar das altas perdas, osinvestimentos realizados na mitigação do fogo ainda são baixos, em média US$ 3.7 ha/ano em terras públicas e US $ 11,2 ha/ano em terras privadas. Em contrapartida, mesmo que a mitigação seja pouco adotada, os benefícios das práticas de manejo, quando são efetivas na redução do fogo evitam perdas econômicas, que são substancialmente maiores que os custos da mitigação. Em alguns locais de floresta com alto estoque de carbono e em áreas lucrativas de produção agrícola, os benefícios da mitigação podem ser25 vezes maiores que seus custos. Através desse trabalho é possível identificar que os programas de mitigação de incêndios no Brasil não atendem os pontos críticos de perdas econômicas na produção de madeira na Amazônia e devem ser melhor direcionados. Além disso, os benefícios públicos das práticas de manejo somente ocorrem no Cerrado, quando o combustível (o volume de biomassa disponível para queimar) é gerenciado adequadamente, e na Amazônia somente quando há uma ação conjunta entre práticas de supressão, políticas e programas de incentivo para prevenção de fogo. Da mesma forma, a prevenção do fogo gera benefícios privados significativos para produtores agrícolas envolvidos ativamente em programas de mitigação de incêndios.
The forest fire establishes an ecological function in the productivity of several ecosystems. However, fire regimes are being profoundly altered to a recurrent fire dynamic whose destructive force has drawn researchers around the world in search of answers to their adverse effects. Although the destructive power of fire is recognized, its economic impacts have been poorly estimated, as have investments in forest fire management practices, particularly in tropical forests. Through this research work it is possible to identify that economic information on costs (investments made in fire management practices) and the benefits (economic losses avoided by mitigation) of the range of fire management policies and programs worldwide is insufficient for decision making in fire management. Consequently, financial resources are not strategically directed to make fire management more efficient in reducing fire. This work intends to contribute to this knowledge gap through an estimate of the economic losses in the sustainable production of wood in the Brazilian Amazon and a cost-benefit assessment of forest fire management practices in this biome and the Cerrado biome. The results were generated through spatially explicit models and demonstrate that the economic losses by fire in sustainable wood production can reach US$ 183 ± 30 ha/year in areas affected by recurrent fires near grinding centers in the Amazon. In addition, these losses can reach US$ 565 ha/year in regions of high agricultural profit in both biomes. Despite high losses, investments in fire mitigation are still low, averaging US$ 3.7 ha/year on public lands and US$ 11.2 ha /year on private lands. On the other hand, even if mitigation is little adopted, the benefits of management practices, when they are effective in reducing fire avoid economic losses, which are substantially greater than mitigation costs. In some high-carbon forest sites and profitable areas of agricultural production, mitigation benefits can be 25 times greater than their costs. Through this work it is possible to identify that the fire mitigation programs in Brazil do not meet the critical points of economic losses in the production of wood in the Amazon and should be better targeted. In addition, the public benefits of management practices only occur in the Cerrado, when the fuel (the volume of biomass available to burn) is properly managed, and in the Amazon only when there is a joint action between suppression practices, policies and incentive programs for fire prevention. Likewise, fire prevention generates significant private benefits for agricultural producers actively involved in fire mitigation programs.
Palavras-chave: Fogo
Perdas econômicas
Análise espacial (Estatística)
Incêndios florestais
CNPq: Meteorologia Aplicada
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Titulação: Doutor em Meteorologia Agrícola
Citação: OLIVEIRA, Aline Silva de. Estimativas de perdas econômicas e custos de manejo de incêndios florestais no Cerrado e na Amazônia brasileira. 2018. 90 f. Tese (Doutorado em Meteorologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://locus.ufv.br//handle/123456789/27392
Data do documento: 29-Ago-2018
Aparece nas coleções:Meteorologia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo3,56 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.