Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2803
Tipo: Dissertação
Título: Influência da suplementação de carboidrato na função imune de judocas durante o treinamento
Título(s) alternativo(s): Influence of carbohydrate supplementation on the immunological function of judo athletes during the training
Autor(es): Mendes, Edmar Lacerda
Primeiro Orientador: Natali, Antônio José
Primeiro coorientador: Silva, Carlos Henrique Osório
Segundo coorientador: Paula, Sérgio Oliveira de
Primeiro avaliador: Sabarense, Céphora Maria
Segundo avaliador: Vanetti, Maria Cristina Dantas
Abstract: O objetivo deste trabalho foi investigar os efeitos da suplementação de carboidrato sobre a função imune de atletas de judô durante uma sessão de treino. Dezesseis judocas do sexo masculino, com idades 24,06 ± 2,59 anos e pesos 76,78 ± 9,42 kg (média ± desvio padrão), foram alocados de forma aleatória em dois grupos num delineamento experimental cross-over composto por duas sessões de treinamento de 120 minutos cada com três dias de intervalo entre elas. Cada grupo de atletas recebeu como tratamento experimental uma solução carboidrato (CHO) ou solução placebo (PLA), na dosagem de 3 ml/kg de peso corporal a cada 15 minutos nas sessões de treino. Os parâmetros da função imune, lactato e glicemia sanguínea dos atletas foram avaliados no início da sessão de treino (Pré-E), imediatamente após o término (Pós-E) e uma hora após o término (1 h pós-E). Os resultados mostraram que a glicemia aumentou significativamente durante o exercício (p<0,003) para o grupo consumindo CHO e reduziu significativamente (p<0,002) para o grupo ingerindo PLA. Houve diferença significativa entre os grupos CHO e PLA no período Pós-E (p<0,05). O cortisol aumentou significativamente durante exercício, independente do tipo de solução consumida (p< 0,02) para CHO e (p < 0,03) para PLA, bem como durante a recuperação no grupo placebo (p<0,03). As concentrações de Iga-S reduziram significativamente durante o exercício independente da solução consumida (p<0,0002). O consumo de CHO resultou em menor (p<0,05) leucocitose, quando comparado ao PLA, nos períodos Pós-E e 1 h Pós-E. Os atletas que consumiram PLA apresentaram queda significativa (p<0,05) de linfócitos, nos períodos Pós-E e 1h Pós-E, em relação aos valores Pré-E. Não houve diferença significativa (p>0,05) entre as concentrações de monócitos no Pré-E e Pós-E, independente da solução ingerida. O consumo de CHO não causou redução significativa (p>0,05) nas concentrações de monócitos entre os períodos Pós-E e 1h Pós-E. Observou-se aumento significativo nos níveis de eosinófilos entre Pré-E e Pós-E para o grupo PLA (p<0,05) e sua concentração continuou elevando-se 1 h Pós-E no grupo PLA, todavia, não atingiu diferença estatisticamente significativa, em relação ao período Pós-E (p>0,05). A concentração dos neutrófilos aumentou significativamente durante o exercício para os dois tratamentos (p<0,05). O aumento dos neutrófilos no grupo PLA foi significativamente superior ao do CHO, tanto no período Pós-E quanto no 1h Pós-E (p>0,05). Entre o Pré-E e os 60 minutos de treino, a concentração de lactato sangüíneo aumentou significativamente independente da solução consumida (p<0,05). Entre o Pós-E e 1h Pós-E houve redução significativa em ambas as condições (p<0,05). Não houve diferença significativa entre os tipos de solução consumida ao longo da sessão de treino (p>0,05). A elevação da concentração de lactato sangüíneo decorrente do exercício correlacionou-se fortemente com o aumento dos leucócitos (r = 0,86, p<0,001). Concluiu-se que: a) a ingestão de carboidrato durante a sessão de treinamento em judô não induziu alterações na imunidade oral, comparado com o placebo, entretanto, durante a recuperação, foi observado que o consumo de solução carboidratada exerceu proteção na imunidade do trato respiratório superior; e b) o treino de judô, associado à ingestão de carboidrato, resultou em menor perturbação de leucócitos totais e de suas subclasses, linfócitos, monócitos, eosinófilos e neutrófilos, em relação ao placebo. c) a intensidade do treino apresentou-se fortemente associada à leucocitose.
The aim of this study was to investigate the effects of carbohydrate supplementation on the immunological function of judo s athletes during a training session. Sixteen male judo athletes, aged 24.06 ± 2.59 years (mean ± SD) and body weight 76.78 ± 9.42kg, were assessed during two training sessions with 3 days interval. In each training session the athletes drank a carbohydrate (CHO) or placebo solution (PLA - 3mL/kg body weight) every 15 min for 2 hours in a randomized and double blind way following a cross-over design. Immunological parameters, blood lactate and glucose concentrations were assessed before exercise (Pre-E), after exercise (Post-E), and 1 hour after resting (1h Post-E). The results showed that the levels of blood glucose increased during training session (p < 0.003) in athletes taking CHO and decreased (p<0,002) in those ingesting PLA. In the Post-E period the levels of blood glucose was higher in athletes consuming CHO as compared with those ingesting PLA (p < 0.05). The levels of cortisol increased during the training session both conditions (CHO and PLA, p < 0.05) and 1h Post-E in athletes taking PLA (p < 0.03). The levels of IgA-S reduced during training session independent of the ingested solution (p < 0.0002). CHO consumption reduced the leukocyte number as compared to PLA in both Post-E and 1h Post-E (p<0.05) periods. Athletes consuming PLA presented a decreased number (p<0.05) of lymphocytes both in Post-E and 1h Post-E as compared to the Pre-E period. The monocyte number was not different (p>0.05) from the Pre-E to the Post-E period, independently of the ingested solution. The consumption of CHO did not reduce the monocyte number from the Post-E to the 1h Post-E period. An increase in the number of eosinophil from the Pre-E to the Post-E period was observed in athletes ingesting PLA (p<0.05). Such increase was higher 1h Post-E, but not statistically different as compared to the Post-E period (p>0.05). The neutrophil number increased from the Pre-E to the Post-E in athletes taking either CHO or PLA (p<0.05). From the Post-E to the 1h Post-E period the number of neutrophil also increased in both situations but did not reach statistical significance (p>0.05). The magnitude of the increase in athletes ingesting PLA was higher then that of CHO either in the Post-E or 1h Post-E (p<0.05). Blood lactate concentration increased from the Pre-E until 60 min of exercise in both conditions (p<0.05). From the Post-E to the 1h Post-E period blood lactate concentrations reduced in both conditions (p<0.05). No differences between groups were observed throughout the training session (p>0.05). The increase in blood lactate concentration in response to training was correlated with the increase in the leukocyte number (r = 0. 86, p<0.001). It was concluded that: a) the ingestion of carbohydrate during a judo training session did not induce changes in the oral immunity of the athletes, nevertheless during the resting period such procedure protected the immunity of the superior respiratory tract; b) the judo training session and the ingestion of CHO resulted in less disturbance of total leukocytes and lymphocytes, monocytes, eosinophils, neutrophils as compared to the ingestion of PLA; and c) the training intensity was associated with the increase in the leukocyte number.
Palavras-chave: Atletas
Nutrição
Carboidratos
Sistema imunológico
Metabolismo
Athletes
Nutrition
Carbohydrates
Immunological system
Metabolism
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO::ANALISE NUTRICIONAL DE POPULACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis
Programa: Mestrado em Ciência da Nutrição
Citação: MENDES, Edmar Lacerda. Influence of carbohydrate supplementation on the immunological function of judo athletes during the training. 2007. 62 f. Dissertação (Mestrado em Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2803
Data do documento: 28-Fev-2007
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf287,2 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.